Dia de Finados: cemitérios públicos são liberados para visitações e homenagens

Entrada e permanência nos locais devem seguir normas sanitárias de prevenção à Covid-19.

Por Mônica Silva - Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana

Depois de quase dois anos com o acesso restrito por causa da pandemia do novo coronavírus, os cemitérios permitem visitantes no Dia de Finados, terça-feira, 2 de novembro. O acesso será monitorado pela Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana e deve respeitar os protocolos de combate à Covid-19. O uso de máscaras será obrigatório, assim como o distanciamento social.

Cerca de 100 mil pessoas são esperadas para os três cemitérios administrados pelo município: Nossa Senhora da Conceição, no Centro; São José, zona sul; e São Francisco, na zona norte. As celebrações religiosas nas capelas também serão permitidas, mas com número limitado de pessoas, de acordo com a capacidade de cada espaço, a fim de evitar aglomerações.

Segundo o Secretário Municipal de Zeladoria Urbana, Jean Patrick, as medidas de restrição e monitoramento ocorrem ainda por conta da pandemia, porém foi considerada a relevância da data e a importância das homenagens. “Muitas pessoas perderam entes queridos e não puderam participar dos velórios na fase mais grave da pandemia. Por isso, a prefeitura abriu o acesso aos cemitérios para que as homenagens sejam feitas”, explicou.

O secretário reforçou ainda que as pessoas dos grupos de risco, como idosos e crianças, devem evitar os cemitérios no Dia de Finados como medida de prevenção.

Esse ano a Prefeitura reativou os cruzeiros nos cemitérios para que as pessoas possam orar e acender velas para familiares e entes queridos falecidos.

Obras e Limpeza
Pequenos reparos nas sepulturas e outras obras só serão permitidas até 30 de outubro. Depois dessa data, poderão ocorrer somente as limpezas e visitações aos túmulos no feriado de Finados.

Até o fim de outubro, os cemitérios estarão limpos para receber visitantes. As equipes estão trabalhando desde o início do mês com capina, varrição, coleta de lixo e pintura de meios-fios estão sendo feitas na parte interna, calçadas e ruas nos arredores dos cemitérios.

Para evitar aglomeração não haverá recolhimento de material plástico no Dia de Finados. Por esse motivo, depois das homenagens, a família visitante ficará responsável por recolher o que for descartável às lixeiras.

Comércio ambulante
A Prefeitura de Macapá também permitiu o comércio ambulante de velas, flores, lanches e outros produtos. As barracas deverão ser montadas obedecendo o distanciamento de 2 metros, no mínimo, uma da outra.

O objetivo é garantir o trânsito de pedestres e a segurança sanitária, evitando aglomerações. Com essas medidas a Prefeitura quer possibilitar a geração de renda aos pequenos empreendedores da capital, que ano passado sofreram diretamente os impactos econômicos da pandemia.

Zeladoria Urbana inicia Operação Finados

A ação tem como objetivo a limpeza dos cemitérios de capital para receber as homenagens do Dia de Finados.

Por Ewerton França - Secretaria Municipal de Comunicação Social

Na segunda-feira (11), a Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana iniciou a Operação Finados, que fará a limpeza dos cemitérios da capital a fim de garantir um ambiente seguro e limpo para que os familiares prestem as suas homenagens a seus entes queridos.

“Este é um momento importante para as famílias que já perderam alguém e, através desta operação, queremos garantir um ambiente acolhedor a todos que visitarão as sepulturas e túmulos no dia 2 de novembro”, afirmou o secretário municipal de Zeladoria Urbana, Jean Patrick Farias.

No total, a capital possui três cemitérios e todos receberão as equipes de limpeza. A expectativa da Zeladoria é que até a segunda quinzena de outubro os espaços já estejam totalmente limpos para receber as homenagens do Dia de Finados.

Para as famílias que desejam fazer algum tipo de reforma, Jean Patrick Farias explica que os locais estão abertos e que familiares podem fazer os reparos necessários desde que respeitem as regras de distanciamento social. “Em função da limpeza, nossos cemitérios estarão abertos e todos os familiares poderão acessar o espaço para promover os reparos e reformas”, destacou o secretário.

Os cemitérios de Macapá funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h, e é neste período que as famílias estão habilitadas a acessar o espaço para realizar os reparos.

MacapaTur e Secretaria de Iluminação Pública reúnem com empreendedores do Complexo do Araxá

Plano de serviços inclui recuperação da iluminação, roçagem e limpeza do local. Os trabalhos devem ser iniciados nos próximos dias.

Por Viviane Monteiro - Instituto Municipal de Turismo

Nesta segunda-feira (20), a prefeitura de Macapá, através da Secretaria Municipal de Turismo (MacapaTur) e Secretaria Municipal de Iluminação Pública (Semip), reuniu com empreendedores de bares e restaurantes que atuam no Complexo do Araxá. O encontro foi para alinhar os serviços de manutenção da iluminação de toda a área do local, tradicional ponto turístico localizado na zona sul da capital.

Os empreendedores relataram que a noite a escuridão provoca insegurança em frequentadores do complexo, afastando clientes.

Pedro Mota, de 21 anos, gerente de um bar e restaurante, relata que durante a pandemia, por um período, o restaurante da família conseguiu ficar aberto.

“Aqui no Araxá nos sentíamos desamparados, até que alguns empreendimentos voltaram e aos poucos os outros restaurantes também retornaram. A retomada do funcionamento foi boa, porque a população precisa disso. São poucas praças que têm restaurantes com serviços de qualidade para oferecer e não podemos ficar esquecidos pelo poder público”, completa Pedro.

O plano de trabalho para a manutenção da iluminação no complexo, assim como de outros serviços como limpeza e roçagem foram firmados e acontecerão com contrapartida dos empreendedores, que irão ajudar no monitoramento do local fazendo denúncias a fim de evitar furtos da fiação dos postes.

“Os bares e restaurantes do complexo já são muito visitados, o serviço oferecido por ele é de qualidade. Com a manutenção da iluminação pública neste local acreditamos que o movimento será maior, pois a praça estará mais segura”, disse Benício Pontes, diretor-presidente do MacapaTur.

Com os serviços realizados, a população voltará a frequentar o local durante a noite, estendendo também às atividades esportivas, que são rotineiras nos vários pontos que fazem parte do ponto turístico.

“Temos investimento e material para a manutenção no complexo. A previsão é que os serviços iniciem esses dias e tenham a conclusão na próxima semana”, afirma José Rigamonti, secretário de Iluminação Pública.

‘Sem lixo espalhado e sem mau cheiro, clientela aumentou no meu restaurante’, relata empreendedor sobre instalação de contêineres em Macapá

Prefeitura lançou no mês de abril a campanha ‘Ei Mano, Joga Teu Lixo No Contêiner’, com a proposta de combater as lixeiras viciadas na capital.

Por Mônica Silva - Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana

Lixo mal armazenado não é mais um problema com o qual os donos de quiosques do Complexo Beira-Rio, na Orla de Macapá, têm que se preocupar. A instalação de um contêiner tem auxiliado o descarte de resíduos dos estabelecimentos comerciais. A distribuição de caixas estacionárias faz parte da campanha Ei Mano, Joga Teu Lixo No Contêiner. O empreendedor de um dos restaurantes diz que até o movimento de clientes cresceu.

“Hoje todo o lixo que produzimos, no fim do dia jogamos no contêiner e também ficamos de olho para que ninguém despeje fora. Não temos mais lixo espalhado e nem mau cheiro, agora nosso movimento cresceu nos estabelecimentos”, relatou o dono de restaurante Antônio Souza Nascimento.

Lançada em abril pela prefeitura de Macapá, a campanha tem como objetivo o fim das lixeiras ilegais e combate à sujeira na cidade. A ação consiste na instalação de caixas estacionárias em pontos específicos mapeados pela Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana e também traz como proposta obter a colaboração da população na hora de fazer o descarte correto, evitando assim que animais rasguem os sacos de lixo e espalhem o material pela rua.

“Depois que um contêiner foi instalado na Cidade do Samba, nós que moramos nas áreas de difícil acesso, que são as áreas de ressaca, no bairro Jardim Marco Zero, não tivemos mais problemas com o depósito de lixo doméstico. Três vezes por semana o carro faz a coleta e uma hora antes fazemos o depósito, assim mantemos as vias limpas, a campanha deu certo”, disse a dona de casa Segelene Teixeira.

Na zona norte da cidade, moradores da Avenida Raimundo Nery de Matos, no bairro Novo Horizonte, também comemoram os resultados da campanha. “Todos estamos conscientes de que devemos despejar o lixo produzido em casa no contêiner. Assim, a via permanece sempre limpa”, disse a dona de casa Lucimar Ribeiro Coqueiro.

Conscientização
Hoje, Macapá possui 31 caixas estacionárias em operação, no entanto, algumas têm sido utilizadas para depósito de lixo irregular como caroços de açaí, restos de materiais de construção, carcaças de eletroeletrônicos ou qualquer outro resíduo considerado entulho.

“Moro na rua Jardins dos Oliveiras, no bairro Pedrinhas. Minha casa fica bem próxima de onde foi instalado um contêiner e vejo que infelizmente algumas pessoas ainda não se conscientizaram da importância de despejar o lixo de forma correta. É apenas os resíduos domésticos. Aqui é jogado entulho também e apesar da prefeitura fazer a coleta regulamente, o local fica sempre sujo”, disse a apresentada, Maria Izabel Pereira de 64 anos.

“Estamos massificando a informação sobre a utilização das caixas estacionárias, pois percebemos que em algumas áreas os munícipes também têm descartado entulhos. Para que a campanha dê certo, a população precisa colaborar”, disse o secretário Municipal de Zeladoria Urbana, Jean Patrick.

Ações de limpeza pública
Com ações diárias, a Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana realiza serviços de coleta domiciliar, varrição, capinação, remoção mecanizada, jardinagem, conscientização, coleta seletiva, corte e poda e limpeza de canais.

A Prefeitura recolhe diariamente cerca de 300 toneladas de lixo domiciliar e 80 toneladas de entulhos (limpeza urbana). Quando o munícipe utiliza a lixeira ou um contêiner para jogar seu lixo, ele pratica uma ação de cidadania e de cuidado com a cidade. À Prefeitura cabe trabalhar cuidando da logística e destinação final desse resíduo.

Denúncia
Jogar lixo em via pública é considerado infração grave de acordo com a Lei Orgânica 054 de 2008 do município de Macapá, Artigo 44, onde prevê multas de até R$ 1.500,00, além de processos nas esferas penal (Delegacia de Meio Ambiente) e/ou judicial. A Zeladoria dispõe do número 99970-1078 para denúncias.

Força-tarefa: Prefeitura conclui limpeza e manutenção do cemitério São Francisco, na zona norte de Macapá

Mutirão teve início no dia 10. Serviços foram executados por equipes do Departamento de Limpeza da Secretaria Municipal de Zeladoria.

Por Mônica Silva - Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana

A prefeitura de Macapá concluiu nesta quinta-feira (26) o mutirão de limpeza e manutenção do Cemitério São Francisco de Assis, maior cemitério do Amapá, localizado na zona norte da capital. A força-tarefa foi realizada em 16 dias por equipes da Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana, com serviços de capina manual e mecanizada, poda de árvores e retirada de pequenas lixeiras. Cerca de 30 homens trabalharam na ação.

“O Cemitério é administrado pela prefeitura e temos uma equipe de trabalho permanente para serviços rotineiros. Mas pedimos sempre a colaboração das pessoas para que cuidem dos túmulos de seus entes queridos fazendo a limpeza do entorno. São 175.748 m² para ser cuidado por uma equipe com poucos servidores”, disse o secretário Municipal de Zeladoria Urbana, Jean Patrick.

O secretário reforçou ainda que quando for feito algum serviço de limpeza, o responsável tem que colocar o lixo nas passarelas, para que os agentes de limpeza vejam, façam a retirada do entulho. De acordo com o cronograma de ações da Zeladoria Urbana, na próxima segunda-feira (30) os serviços de limpeza e manutenção devem iniciar no cemitério São José, no bairro Buritizal, zona sul da cidade.

Visita
A prefeitura de Macapá já liberou  a visita nos três cemitérios: Nossa Senhora da Conceição; São José e São Francisco de Assis obedecendo recomendação do novo decreto, com todos os protocolos de saúde e segurança.

O horário de funcionamento será de segunda à sexta-feira, de 8h às 11h e das 14h às 16h30, com agendamento antecipado pelo número  99970-5094, ligação e WhatsApp.

Haverá distribuição de senhas com limitação diária de cem pessoas em cada cemitério, sempre de acordo com os protocolos sanitários. A entrada só será permitida com o uso de máscara e é obrigatório o distanciamento social.

Covid-19: Prefeitura estabelece normas para visitação nos cemitérios de Macapá

Documento estabelece prévio agendamento, redução de horário e limitação do número de visitantes. Decreto é válido até o dia 31 de agosto.

Por Mônica Silva - Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana

A Prefeitura de Macapá reeditou e publicou na segunda-feira (23) o decreto 4.622 de 2021, que flexibiliza medidas de combate à Covid-19 na capital amapaense. O documento regulamenta o retorno das visitas aos três cemitérios municipais: São José, no bairro Buritizal, Nossa Senhora da Conceição, no Centro, e São Francisco de Assis, na zona Norte da cidade.

Alteração
De acordo com a nova orientação, estão autorizadas visitas por agendamento, limitando ainda o número de pessoas no local. As medidas buscam restringir aglomerações para reduzir os riscos de contágio do novo Coronavírus.

O secretário Municipal de Zeladoria Urbana, Jean Patrick, reconhece que é tradicional a população prestar homenagens aos entes queridos falecidos, mas orienta que é possível fazer isto sem descuidar da prevenção à doença. “O objetivo é garantir que as pessoas possam se organizar para prestar suas homenagens sem aglomeração e obedecendo às normas de higiene e segurança. Por isso adotamos novas medidas no decreto”, disse.

Funcionamento
Os cemitérios irão funcionar para visitação de segunda à sexta-feira, de 8h às 11h e das 14h às 16h30, com agendamento antecipado pelo número  99970-5094, ligação e WhatsApp.

Haverá distribuição de senhas com limitação diária de cem pessoas em cada cemitério, sempre de acordo com os protocolos sanitários. A entrada só será permitida com o uso de máscara e é obrigatório o distanciamento social.

Sepultamento
O acesso também será limitado durante os sepultamentos. A quantidade máxima permitida por família é de dez pessoas, com exceção dos casos de morte por Covid-19 ou suspeita da doença, onde apenas três pessoas terão a entrada permitida. Nas cerimônias na capela mortuária, só será permitida a presença de 50% do total de ocupação.

Protocolo de Segurança
As visitas serão monitoradas por equipes da Zeladoria Urbana que verificarão o cumprimento da exigência do uso de máscara, uso de álcool para a higiene das mãos, distanciamento social e apresentação da carteira de vacinação.

Na entrada dos cemitérios foram instaladas pias com sabão para higienização das maõs. A temperatura corporal também será medida e repassadas orientações para o cumprimento do distanciamento social. Dispensadores de álcool em gel foram disponibilizados para reforçar a higiene pessoal de forma segura para evitar possíveis acidentes, já que se trata de substância inflamável.

No Beirol, maior canal urbano da cidade recebe limpeza da Prefeitura de Macapá

O local recebe serviços de desobstrução e desassoreamento. Trabalho faz parte do cronograma de limpeza urbana do município.

Por Mônica Silva - Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana

O Canal do Beirol, na zona sul de Macapá, começou a receber serviços de limpeza nesta quinta-feira (19). O serviço faz parte do cronograma de limpeza urbana do município e, além disso, o trabalho inclui o monitoramento dos canais para evitar possíveis alagamentos durante o período de fortes chuvas.

O canal do Beirol é o maior canal urbano da cidade de Macapá, totalizando pouco mais de 5 quilômetros de sua nascente até o rio Amazonas. A intervenção ocorre no trecho entre as avenidas Pedro Afonso da Silveira, no bairro Beirol, e Ataíde Teive, no Trem, e deve durar cerca de vinte dias. 

De acordo com Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana, o serviço inclui desassoreamento e desobstrução de obstáculos que prejudicam a passagem da água, retirada de vegetação aquática, capina manual e mecanizada para a liberação das laterais do canal, remoção de lixo e entulhos jogados às margens como carcaças de eletrodomésticos, móveis e pneus de carros.

“Esse é um trabalho que programamos dentro do Plano de Limpeza Urbana. Precisamos que a população nos ajude mantendo o local limpo. Quem for pego sujando o canal será notificado e multado, se for o caso”, frisou o secretário de Zeladoria Urbana, Jean Patrick.

Além da limpeza, a prática de armazenamento correto do lixo é imprescindível para garantir a circulação e o equilíbrio das águas que permitem o escoamento para as vias superficiais, como o rio Amazonas.

A Zeladoria Urbana disponibiliza o Disque Denúncia através do número 99970-1078, das 8h às 12h e das 14h às 18h, onde o cidadão pode enviar mensagens via SMS ou pelo WhatsApp. A intenção é que a população denuncie quem suja os canais.

Para que o serviço funcione com mais agilidade, a secretaria pede que o denunciante envie fotos do caso reclamado e forneça o endereço corretamente.

Na zona norte de Macapá, cemitério São Francisco de Assis recebe mutirão de limpeza

O local passa por roçagem e corte de matos entre os túmulos em um trabalho que reúne cerca de 30 homens. Os cemitérios da zona sul da capital também receberão manutenção.

Por Mônica Silva - Secretaria de Zeladoria Urbana

Nesta quarta-feira (11), equipes do Departamento de Limpeza da Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana intensificaram a limpeza no cemitério São Francisco de Assis, na zona norte da capital amapaense. São serviços de capina manual e mecanizada e retirada de pequenas lixeiras. Cerca de 30 homens trabalham no mutirão.

Os trabalhadores contam com o auxílio de uma pá carregadeira, uma retroescavadeira e duas caçambas. Os trabalhos devem ser concluídos em 20 dias. Os cemitérios Nossa Senhora da Conceição, no Centro; São José, na zona sul, também estão incluídos no cronograma de limpeza.

O cemitério São Francisco de Assis é o maior da cidade. Cerca de 30 mil pessoas estão sepultadas. A área tem 175.748 m² e devido a extensão, os serviços acontecem de forma gradativa, com a limpeza ocorrendo por quadras.

“No cemitério São Francisco nós temos algumas dificuldades, porque é muito grande. Quando estamos concluindo os trabalhos, precisamos retornar para a frente. A chuva ainda tem dificultado porque o mato cresce mais rápido”, explicou o secretário Municipal de Zeladoria Urbana, Jean Patrick.

Visitas
A prefeitura de Macapá deve liberar a reabertura dos três cemitérios administrados pelo Município nos próximos dias, conforme recomendação do novo decreto, obedecendo todos os protocolos de saúde e segurança.

Cemitérios de Macapá permanecem fechados e sem visitação no Dia dos Pais

A medida tem como objetivo evitar a circulação e aglomeração de pessoas para prevenção contra a covid-19.

Por Mônica Silva - Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana

Em virtude da pandemia e para evitar aglomerações e risco de contaminação por covid-19, os cemitérios administrados pela prefeitura de Macapá não serão abertos para visitas no Dia dos Pais – domingo, 8 de agosto.

A restrição obedece ao decreto n° 4.448 de 2021 da Prefeitura de Macapá, que fixa horários e regras de funcionamento para diversos setores. A medida já havia sido adotada em maio, no Dia das Mães, data com grande movimento nos cemitérios.

Macapá tem três cemitérios públicos: Nossa Senhora da Conceição, no Centro; São José, na zona sul; e São Francisco, na zona norte. Segundo a Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana, mesmo com os cemitérios fechados para visitação, o serviço de sepultamento municipal segue com atendimento ininterrupto, com ações de proteção aos funcionários e aos usuários, como o uso de equipamentos de proteção, álcool em gel e a manutenção do distanciamento social. 

“São esperadas cerca de 60 mil pessoas nos cemitérios municipais para datas como o Dia dos Pais. Porém, este ano, com a pandemia da covid-19, a Prefeitura de Macapá determinou que os cemitérios permaneçam fechados para visitação. É uma medida de prevenção e segurança, queremos evitar aglomerações, respeitando as recomendações de distanciamento social”, disse o Secretário Municipal de Zeladoria Urbana, Jean Patrick.

Decreto
O documento estabelece que os cemitérios de Macapá permaneçam fechados para visitas, apenas autorizada a entrada de familiares com objetivo de marcar sepultamentos, sendo o trabalho interno no horário de 8h às 12h e 14h às 18h, de segunda a sexta-feira.

Os sepultamentos deverão ocorrer nos horários de funcionamento dos cemitérios, exceto para causa mortis por coronavírus ou por suspeita deste, podendo, neste caso, ocorrer em qualquer horário em dia e noite.

Só será permitida a presença de 25% do total da taxa de ocupação da capela mortuária, devendo todos utilizarem máscaras. No caso de sepultamento  por mortes que não sejam por covid-19, o enterro deverá ocorrer no horário de funcionamento dos cemitérios e com a presença de até cinco pessoas.

Já em caso de morte por covid-19, o sepultamento deverá ocorrer em até duas horas após a comunicação oficial à Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana e com a presença de no máximo duas pessoas e em qualquer horário.

Homenagens
A Prefeitura de Macapá orienta que as famílias evitem se dirigir aos cemitérios e que façam suas homenagens em casa, evitando aglomerações. O Executivo municipal reforça que o cenário atual acaba por dar a data novos costumes.

Limpeza
De acordo com a Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana, mesmo sem visitação, os três cemitérios do município estão sendo limpos. São executados serviços de capinação, varrição, roçagem, coleta e pintura de meio-fio, tanto na parte interna quanto nas calçadas e ruas nos arredores dos cemitérios. Posteriormente, uma equipe cuida da limpeza durante o dia de domingo, nos três turnos.