3ª Feira de Educação e Empreendedorismo comercializa produções de alunos da EJA

Mais de 13 escolas participaram do evento, que acontece em parceria com o Sebrae-AP.

Por Léo Nilo - Secretaria Municipal de Educação

Todos os produtos comercializados na Feira foram produzidos pela comunidade escolar | Foto: Ingra Tadaiesky/PMM

Neste sábado (3) aconteceu a 3ª edição da Feira de Educação e Empreendedorismo da Educação de Jovens e Adultos (EJA) das escolas municipais de Macapá. O evento ocorreu no CEU das Artes da zona sul e contou com exposição e venda de produtos feitos pelos alunos.

O evento é realizado pela Secretaria Municipal de Educação de Macapá, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Amapá (Sebrae-AP) e, nesta edição, retorna a acontecer após o período de distanciamento social.

O secretário municipal de Educação, Rodrigo Gomes, ressaltou que o objetivo da Feira é capacitar os estudantes da EJA em conceitos de empreendedorismo, apresentando assim uma possível fonte de renda aos alunos.

“O sucesso da Feira mostra o grande potencial que os nossos estudantes possuem. A Prefeitura de Macapá vai continuar investindo e dando oportunidades para o desenvolvimento econômico e educacional da população”, falou.

Rodrigo Gomes, secretário municipal de Educação | Foto: Ingra Tadaiesky/PMM

A Feira marca a culminância de um projeto realizado ao longo de todo o ano, que inclui capacitações e oficinas que ensinam os professores e estudantes a confeccionar produtos diversos.

Eliana Rodrigues, estudante de 30 anos da escola Esforço Popular, levou a confecção de pulseiras personalizadas à feira deste sábado. Esta foi a primeira vez de Eliana em uma feira, e ela já considera a experiência um sucesso.

“Estou mostrando o meu trabalho pela primeira vez. Essa oportunidade é muito importante porque dá visibilidade aos produtos de muita gente. O que nós estudantes aprendemos aqui, podemos levar para complementar a renda”, afirmou Eliana.

Eliana Rodrigues, estudante da escola Esforço Popular | Foto: Ingra Tadaiesky/PMM

“Aqui temos ajuda e visibilidade que merecemos”, diz produtora rural sobre a Feira Agricultura e Arte

Feira ocorreu nesta sexta-feira, 3, na quadra da Igreja N.S da Conceição

Por Elisa Maciel - Secretaria de Comunicação Social

Para valorizar a agricultura familiar e estimular o consumo de alimentos naturais produzidos na região, a prefeitura de Macapá promoveu a 18° edição da Feira Agricultura e Arte neste sábado (3). Mais de 30 produtores rurais e artesãos das proximidades de Macapá compareceram na quadra da Igreja Nossa Senhora da Conceição para comercializarem seus produtos. 

O secretário Municipal de Agricultura, Eduardo Fleury, que coordena a ação, destacou a importância de estimular o consumo de alimentos cultivados pelos produtores locais.

 “Este evento é de extrema importância para movimentarmos a economia do nosso município e fomentar a agricultura familiar. Temos muito potencial para produzir alimentos de qualidade aqui, e com o apoio do prefeito Furlan vamos continuar incentivando esta classe. A Secretaria de Agricultura é do produtor rural”, ressaltou o secretário.

Marinalda Monteiro I Foto: Rogério Lameira/PMM

A produtora rural Marinalda Monteiro, de 40 anos, trabalha com o cultivo de hortaliças, plantas ornamentais e medicinais há quase uma década. Ela, juntamente com sua família, possui um pequeno sítio na Fazendinha. Para ela, a feira impulsiona a agricultura familiar.

“É um trabalho que eu gosto muito e esta feira ajuda tanto para divulgar o nosso produto, quanto a nossa economia no final do mês. Eu participo desde a primeira edição e espero que continue tendo outras, pois aqui temos a ajuda e visibilidade que merecemos”, expressou a produtora.

Verduras e hortaliças fresquinhas são o carro-chefe da feira I Foto: Rogério Lameira

A feira itinerante é uma oportunidade para os agricultores e artesãos intensificarem as vendas e mostrarem a qualidade de suas mercadorias. Muitas frutas, verduras frescas, plantas medicinais e itens de artesanato foram ofertados para os fregueses que compareceram ao evento. 

Para a cozinheira Dulcinéia Miranda, de 59 anos, a feira Agricultura e Arte possibilita a compra de verduras e legumes de qualidade, por valores acessíveis. “Meu filho  fica atento ao site da prefeitura para saber quando será a próxima edição. Ele me avisa e eu venho comprar. Hoje as coisas estão muito caras em supermercados e aqui o preço é mais acessível para a gente e as verduras mais saudáveis. Então eu sempre participo”, destacou. 

Foram disponibilizados peixes frescos das espécies Tambaqui, Pirapitinga e Piau, ao preço de R$ 15 reais o quilo. Quem compareceu ao evento pôde garantir o almoço de sábado.

Durante a Feira a população também Teve acesso a vacinação da Covid-19 e outras doenças. Quem passou por lá e garantiu o serviço foi a dona de casa Elizabeth Costa, de 39 anos, que levou suas filhas para se vacinarem. ”Vim atualizar a carteira de vacinação das minhas filhas que estavam um pouco atrasadas, é importante a gente se previnir. Além da vacinação, viemos curtir o nosso sábado aqui”, falou.

Teve vacinação durante a ação deste sábado I Foto: Bruno Nascimento/PMM

Copa do Mundo: Macapaenses marcam presença na Praça Isaac Zagury e Balneário da Fazendinha

Partida teve derrota da Seleção Brasileira, que manteve liderança do grupo G.

Por Anézia Lima - Fundação Municipal de Cultura (Fumcult)

O clima chuvoso desta sexta-feira (2) não atrapalhou a torcida amapaense da Seleção Brasileira a participar das transmissões realizadas pela Prefeitura de Macapá na Praça Isaac Zagury e no Balneário da Fazendinha. Embora o Brasil tenha sido derrotado por Camarões por 1 a 0, a esperança continua firme para o próximo jogo.

A professora Meriam Dias acompanhou a transmissão com a família e amigos na Fazendinha. Para ela, a iniciativa do projeto Prefeitura Show de Bola foi assertiva. 

“É uma iniciativa muito boa, pois muitas vezes a população não tem momentos de lazer com essa segurança e alegria. Acompanhei a transmissão pela segunda vez e percebi que os macapaenses estão unidos torcendo pelo Brasil”, conta. 

Além das transmissões disponibilizadas em telões fixos e itinerantes pela cidade, a programação também contou a apresentação musical do DJs DVD e Felipe Macapá, além do grupo Berço do Marabaixo. 

Quem aproveitou a festa verde e amarela para garantir uma renda extra foi o vendedor Paulo Marques, de 34 anos, que acompanhou as três transmissões do projeto. 

“Essa iniciativa foi maravilhosa porque tivemos a oportunidade de fazer uma renda extra. Trouxe abacaxi gelado e as vendas foram um sucesso. No próximo jogo estou me preparando para comercializar outras coisas”, comentou. 

Na Praça Isaac Zagury, em comemoração à classificação final do Brasil no grupo G, a festa continuou com os shows do grupo Sambart e da cantora Taty Taylor. A festa continuou na Fazendinha com apresentações do DJ Marlon Jr e Embaixada de Samba Cidade de Macapá. 

A partida entre Brasil e Camarões encerrou a primeira fase de grupos da Copa do Mundo. Mesmo com a derrota, a Seleção Brasileira manteve a liderança do grupo G na competição e entra em campo na próxima segunda-feira (5), nas Oitavas de Final contra a Coreia do Sul. 

Covid-19: Prefeitura amplia vacinação para crianças de 6 meses a 3 anos sem comorbidades

Vacinação inicia nesta segunda-feira (5)

Por Claudia Leão - Secretaria Municipal de Saúde

A vacina Pfizer será o Imunizante utilizado para o público desta faixa etária | Foto: Renato Costa/Semsa

Na segunda-feira (5), a Prefeitura de Macapá inicia a liberação da vacina contra a covid-19 para todas as crianças de 6 meses a 3 anos incompletos, sem comorbidades, nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da capital.

A vacinação já estava disponível para crianças com comorbidades desde o dia 16 de novembro. A ampliação faz parte de uma estratégia que pretende imunizar mais de 25 mil crianças que estão nessa faixa etária.

Será ofertado o imunizante Pfizer/BioNtech Baby para crianças de 6 meses a 3 anos incompletos e com comorbidade, e de 2 anos a menores de 3 sem comorbidade.

A vacina é administrada num intervalo de 4 semanas, da 1ª para a 2ª dose. Já a 3ª aplicação ocorre 8 semanas após a 2ª, de acordo com as orientações do Ministério da Saúde (MS).

O cronograma seguirá o mesmo adotado no início da vacinação, com as UBSs atendendo o público de forma escalonada de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h (veja abaixo o cronograma).

Vacinação entre 3 e 12 anos incompletos

Para a faixa etária de 3 a menores de 5 anos, as crianças recebem a vacina CoronaVac. São duas doses, com intervalo de 28 dias.

Crianças entre 5 e 12 anos incompletos recebem a vacina Pfizer/BioNtech Pediátrica. São duas doses, com intervalo de 21 dias. 

Para receber o imunizante a criança deve estar acompanhada dos pais ou responsáveis, munidos da carteira de vacinação, certidão de nascimento ou documento de identidade e cartão do SUS.

Confira abaixo o cronograma de vacinação:

Segunda-feira:

UBS Pacoval

UBS Marcelo Cândia

UBS Macapaba

UBS Rosa Moita

UBS Congós

Terça-feira:

UBS Perpétuo Socorro

UBS Brasil Novo

UBS Marabaixo

UBS Rubin Aronovitch

UBS Leozildo Fontoura

Quarta-feira:

UBS Infraero I

UBS Novo Horizonte

UBS Pedrinhas

UBS Marabaixo

Quinta-feira:

UBS Álvaro Corrêa

UBS Cidade Nova

UBS Pedro Barros

UBS Raimundo Hozanan

Sexta-feira:

UBS Pantanal

UBS BR-210

UBS Coração

UBS Padre Raul Matte.

Em Macapá, idosos atendidos pelo Cras Amor participam de oficina de material reciclável

Cerca de 15 pessoas participaram do encontro

Por Ana Cleide Torres - Secretaria Municipal de Assistência Social

Oficina aconteceu no Cras Amor, zona norte de Macapá I Foto: Rogério Lameira

Encerrando as atividades com o público da terceira idade, o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Amor, localizado na zona norte de Macapá, promoveu uma oficina de material reciclável e confecções natalinas nesta sexta-feira (2). Cerca de quinze pessoas participaram do encontro.

De acordo com a coordenadora do Centro, Suellen Farias, o trabalho desenvolvido é uma forma de ajudar as famílias atendidas, além de colaborar na socialização deste público.

“Através do aprendizado eles conseguem repassar o conhecimento para seus familiares ou até mesmo desenvolver essa atividade dentro de casa e comercializar os produtos confeccionados gerando uma renda extra. Esse também é um momento de interação dentro Cras, onde os idosos interagem com outras pessoas”, afirma.

A oficina ofertada faz parte do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) tendo como finalidade trabalhar a intervenção social planejada que, estimula e orienta os usuários na construção e reconstrução de suas histórias e vivências individuais, coletivas e familiares, abrangendo todas as idades.

Raimunda Lemos, 65 anos, uma das participantes da oficina I Foto: Rogério Lameira

Usuária do Cras, Raimunda Lemos, de 65 anos, relata que a atividade trata-se de um momento de alegria. “Já faço parte do grupo há bastante tempo, gosto de educação física, de arte e dos amigos que fiz. Vir para o Cras é importante para mim”, agradeceu a idosa.

O Cras é o equipamento do Sistema Único de Assistência Social (Suas) e é responsável por oferecer serviços, programas e benefícios voltados a prevenir situações de risco e a fortalecer os vínculos familiares e comunitários.

Avenidas Ataíde Teive e Henrique Galucio passam a ser mão única a partir de hoje, 2

Para reforçar a segurança, a Companhia realizará blitzen educativas em um período de 30 dias

Por Cristiane mareco - Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac)

As avenidas Ataíde Teive e Henrique Galúcio, que ligam o Centro e as zonas oeste e leste de Macapá, já estão funcionando em mão única. A mudança teve início nas primeiras horas desta sexta-feira (2) e a Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac) está nas duas vias orientando e garantindo o ordenamento do trânsito.

Para reforçar a segurança, a Companhia realizará blitzen educativas em um período de 30 dias, coordenadas pela equipe de Educação no Trânsito.

Com a mudança, a Avenida Ataíde Teive passou a ser mão única no sentido da Rua Santos Dumont, em direção a Rua General Rondon.

Já a Avenida Henrique Galúcio tornou-se mão única a partir da Rua General Rondon, em direção da Rua Paraná.

O prefeito de Macapá, Dr. Furlan, acompanhou o início da mudança no trânsito e conversou com pedestres e motoristas sobre a decisão. Ele reforçou que a criação de um novo binário proporciona fluidez e qualidade de vida aos cidadãos. “A tendência é fazer um trânsito melhor a cada dia”, pontuou.

O presidente da CTMac, Andrey Rêgo, lembrou que todas as mudanças têm acontecido em conformidade com o Código Brasileiro de Trânsito, tendo sido anunciadas há mais de 20 dias, quando a Companhia iniciou a sinalização horizontal e vertical nas vias, após a pavimentação asfáltica realizada pela Secretaria Municipal de Obras.

A moradora Núbia Mendonça avaliou a mudança como forma de favorecer o ir e vir de todos, sejam pedestres, sejam veículos, com maior fluidez. “E muito bom ver nossas vias bem sinalizadas, nos proporciona confiança em transitar”.

Servidores públicos municipais são capacitados para atender vítimas de violência

Campanha com parcerias institucionais pelo fim da violência contra a mulher encerra com a Caminhada Laço Branco na próxima terça-feira

Por Mônica Nascos - Secretaria Municipal de Direitos Humanos

Servidores públicos municipais são capacitados para atender mulheres e meninas vítimas de violência | Foto: Rogério Lameira

Agentes do Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF), Estratégia de Saúde da Família (ESF), do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e diretores de Unidades Básicas de Saúde (UBS) passaram por uma capacitação nesta quinta-feira (1), no auditório do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AP).

A iniciativa visa orientar os servidores públicos municipais da Saúde e da Assistência Social para o encaminhamento correto às vítimas de violência em Macapá e de zonas rurais.

A gestora da Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres, Socorro Marques, explicou que o encontro realizado pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos (SMDH) faz parte da campanha pelos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres e Meninas.

A secretária de Estado de Políticas para Mulheres, Renata Apóstolo, foi convidada para apresentar a Rede de Atendimento à Mulher, que reúne todos os órgãos afins.

Representantes do município e do estado que atuam na linha de frente participaram da programação | Foto: Rogério Lameira PMM

“Servidores públicos das áreas da Saúde e da Assistência Social do município participaram dessa formação para saberem identificar as vítimas e reforçar o atendimento humanizado, para que elas possam ser encaminhadas para a nossa equipe multidisciplinar no Centro de Referência a Mulher (CRAM)”, informou a coordenadora.

Os participates recebreram panfletos e cartazes com informações para auxiliar na formação | Foto: Rogério Lameira PMM

Como participante, a coordenadora de Proteção Social Básica da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), Talita Amaral, disse que essa prevenção é muito pertinente. “Temos atendimentos individuais e estamos aqui nesta formação para aprendermos a auxiliar melhor a nossa população feminina que tanto precisa”, relatou a participante.

O secretário da SMDH, Raimundo Azevedo, ressaltou que o Direito à Vida, à Liberdade e à Segurança Pessoal são os direitos humanos principais que uma pessoa deve ter. “Por isso é importante que a nossa gestão municipal tenha esse cuidado com essas mulheres e meninas que sofrem os diversos tipos de violência, para que sejam conduzidas para um acompanhamento biopsicossocial contínuo e eficaz” concluiu o secretário.

Caminhada Laço Branco

A campanha, com parcerias institucionais pelo fim da violência contra a mulher, encerra com a Caminhada Laço Branco, que vai ocorrer no dia 6 de dezembro, com saída na Praça Barão do Rio Branco, às 16h30, até o Mercado Central.

Comel visita comunidade Corre Água para organizar 45° Torneio Interdistrital de Futebol

Equipe vistoriou estrutura do campo e mapeou as modalidades esportivas praticadas na comunidade

Por Karina Pacheco - Coordenadoria Municipal de Esporte e Lazer

13 times vão participar do 45° Torneio Interdistrital de Futebol | Foto: Abel Neto/PMM

A equipe da Coordenadoria Municipal de Esporte e Lazer de Macapá (Comel) realizou nesta quarta-feira (30) visita técnica na comunidade Corre Água, no distrito do Pacuí, para alinhar os preparativos da próxima etapa do 45° Torneio Interdistrital de Futebol feminino e masculino. As disputas vão ocorrer naquela região, no próximo fim de semana.

Técnicos da Comel vistoriaram a estrutura do campo que vai sediar os jogos e, na oportunidade, o coordenador Bruno Igreja solicitou o mapeamento das modalidades esportivas praticadas na comunidade, que possam receber apoio do município.

“Eles estão com uma grande expectativa porque é a primeira vez que a comunidade vai sediar o campeonato. Os moradores estão todos engajados no projeto e a Comel está à disposição para que possamos desenvolver o desporto e o lazer em todos os lugares”, pontuou Bruno Igreja, coordenador de Esporte e Lazer de Macapá.

Nesta etapa da seletiva, seis times feminino e sete times masculinos vão disputar uma vaga na final que vai acontecer em Macapá, em março de 2023. 

Prefeito Dr. Furlan assina Ordem de Serviço para construção do Parque Meio do Mundo

Complexo de mais de 50 mil metros quadrados é destinado à prática esportiva, lazer e contemplação

Por Karla Santos - Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura Urbana

Assinatura da Ordem de Serviço I Foto: Leandro Lennon/PMM

O prefeito de Macapá, Dr. Furlan, assinou nesta terça-feira (29) a ordem de serviço para a construção do Parque do Meio do Mundo. A estrutura será vizinha do Momento Marco Zero, do estádio de futebol Milton de Souza Corrêa, o Zerão, e do Sambódromo.

“Pensamos em um local onde as pessoas possam se divertir em família, passear, lanchar, participar de eventos e feiras ao ar livre, fazer piqueniques, praticar esportes. Um local completo e de referência para o turismo em Macapá”, destacou o prefeito.

A Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura Urbana será responsável pela construção do complexo na área de mais 50 mil m². O investimento é de R$ 22 milhões, exclusivos do Tesouro Municipal. O projeto foi apresentado em agosto deste ano e o prazo para execução da obra é de 12 meses.

Planta completa do Parque Meio do Mundo | Foto: Divulgação Semob

“O Parque do Meio do Mundo terá várias áreas, entre elas a estação saúde, caramanchão, áreas de contemplação, alas administrativas, quiosques, chafariz, espaços verdes, banheiros, área dedicada às crianças, estacionamentos, galerias para exposições e muito mais”, detalhou o titular da Semob, Cássio Cruz.

De acordo com o subsecretário municipal de obras, Ivy Vasconcelos, o projeto prevê 18 quiosques de alimentação para estimular o empreendedorismo local e uma área de, em média, 450 vagas de estacionamentos.

“Outro grande destaque para o complexo é o contato com a natureza. As áreas verdes auxiliarão no combate à poluição e formarão sombras para o controle da temperatura no ambiente descoberto. A biodiversidade será formada por diversas espécies da fauna e da flora que passarão a habitar o local”, explicou.

Subsecretário municipal de obras, Ivy Vasconcelos I Foto: Leandro Lennon | PMM

Áreas do Parque Meio do Mundo

Estação Saúde

Destinada à prática de atividades físicas com equipamentos separados em duas baterias, uma específica para a terceira idade e a outra aos jovens. Os aparelhos serão fixados no piso de concreto estampado.

Caramanchão

Construído para criar abrigo em áreas verdes. Será composto por madeira e um canteiro central em alvenaria, com acabamento em massa e pintura acrílica. O espaço será de curta permanência, podendo ser utilizado tanto para descanso como apoio aos quiosques de alimentação.

Sombreiro

O sombreiro tem o objetivo de gerar proteção solar, além de descanso e contemplação. A área será composta por uma bancada e dois bancos em madeira.

Área de administração e estação de tratamento

O espaço destina a área administrativa e depósito de equipamentos. Ele é composto pelo escritório, uma área de circulação, um banheiro masculino e banheiro feminino, um depósito com garagem, um depósito para ferramentaria. Ao lado será a estação de tratamento de esgoto.

Quiosques

Esta área será destinada a venda e depósito de alimentos. Serão oito lanchonetes, oito depósitos e dois conjuntos de banheiros com acessibilidade.

Chafariz

O chafariz é um equipamento com finalidade estética e possui uma escultura metálica central elevada com duas piscinas. A alimentação da água será em uma casa de bomba independente, que também é responsável pela filtragem.

Área infantil

Espaço destinado às atividades infantis com área de descanso, brinquedos recreativos e um pergolado com banco para contemplação dos jardins.

Bicicletário

Equipamento destinado ao estacionamento de bicicletas. Ele terá o piso em concreto estampado e será composto de barras de segurança para pessoas com deficiência visual.

Selvinha

Espaço com exposição de esculturas de animais da fauna brasileira. Ela será dividida por pisos em cores diferentes com tons de azul, amarelo, verde, roxo e cinza.

Binário Ataíde Teive e Henrique Galúcio começa a valer na sexta-feira (2); veja novas regras

Vias deixam de ser mão dupla e passam a ter sentido único

Por Cristiane Mareco - Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá

Mudança acorre a partir desta sexta-feira (2) para melhorar a mobilidade urbana na capital | Foto: Arquivo/PMM

Começa a valer nesta sexta-feira (2) o novo binário das avenidas Ataíde Teive e Henrique Galúcio. A mudança faz parte do Plano de Mobilidade Urbana, da Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac) que garante maior fluidez no trânsito.

O sistema binário funciona da seguinte forma: as vias deixam de ser mão dupla e passam a ter sentido único.

Com a mudança ficará assim:

  • A Avenida Ataíde Teive passará a ser mão única no sentido da Rua Santos Dumont, em direção a Rua General Rondon.
  • Já a Avenida Henrique Galúcio será mão única a partir da Rua General Rondon e em direção da Rua Paraná.

O presidente da Companhia, Andrey Rêgo, garante que as mudanças vão melhorar a mobilidade urbana na capital. As avenidas seguirão novos trajetos para proporcionar o sentido rotacional nos extremos, com isso, Macapá passará a ter mais um corredor central em mão única.

“A engenharia de tráfego da CTMac está realizando um estudo no trânsito da cidade, identificando os pontos de congestionamento. Em função disso, a Companhia tem realizado algumas mudanças significativas”, afirma Andrey.