SOS Bailique: Prefeitura de Macapá envia 117 mil litros de água potável às comunidades

O prefeito Dr. Furlan decretou situação de emergência e a ajuda humanitária começou a ser embarcada na última sexta-feira.

Por - Secretaria Municipal de Comunicação Social

A Prefeitura de Macapá enviou até esta terça-feira (19) 13,1 mil fardos de água potável às comunidades do arquipélago do Bailique, que sofrem com o avanço da água salgada do oceano sobre o rio que passa pelo distrito. As medidas de emergência começaram a ser executadas na quarta-feira (13) com a criação de uma frente de trabalho liderada pelas secretarias municipais de Mobilização e Assistência Social.

Os primeiros embarques da ajuda humanitária começaram na sexta-feira (15), após a assinatura do decreto municipal nº 5.540 que declarou situação de emergência no Bailique. Servidores da Prefeitura iniciaram uma força-tarefa para o carregamento das embarcações no Canal do Jandiá. Até esta terça-feira, mais de 117 mil litros já foram enviados e localidades da região norte do arquipélago são as primeiras contempladas.

O Bailique fica a 180 quilômetros da cidade e a viagem é feita de barco, com duração de 12 horas, em média. 

SOS Bailique
Diante da emergência instalada, a Secretaria de Mobilização e Participação Popular iniciou também uma campanha para doação de água que será enviada junto com os carregamentos do Executivo Municipal.

Os interessados em ajudar podem entregar água mineral na própria secretaria, que fica localizada no prédio da Prefeitura de Macapá, na Avenida FAB. O ponto de coleta funciona 24h.

“Este é um trabalho ininterrupto e estamos empenhados em enviar ajuda aos macapaenses que moram no Bailique e sofrem com a água salgada, que se torna imprópria para o consumo. Além dos mais de 117 mil litros enviados pela gestão, contamos com a solidariedade da população em nossa campanha de arrecadação de água”, destacou o prefeito de Macapá, Dr. Furlan.

Improir e Una planejam 25º Encontro dos Tambores

A programação deve acontecer durante a Semana da Consciência Negra, de 18 a 25 de novembro, tendo como espaço as dependências da Una.

Por Alexssandro Lima - Instituto Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial

Na manhã desta terça-feira (19), a diretora-presidente do Instituto Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Improir), Maria Carolina, reuniu com o diretor-presidente da Fundação Municipal de cultura (Fumcult), Olavo Almeida, com a deputada estadual Cristina Almeida (PSB) e com os representantes da União dos Negros do Amapá (Una), Elisa Congó, Naira Sena e Yuri Soledade para planejarem o 25º Encontro dos Tambores. 

O Encontro dos Tambores é um momento de autoafirmação das associações e grupos organizados que praticam a cultura do tambor, seja do batuque ou do marabaixo, com espaço também para as religiões de matriz africanas e as manifestações urbanas, como o hip hop e capoeira, ou seja, a manifestação da cultura negra tem o espaço do seu manifesto exaltando a cultura negra em todo o estado.

“A reunião de hoje foi um pontapé inicial para o encontro dos tambores, especificamente a organização da missa dos quilombos, parcerias e obviamente a preocupação e cuidado com os protocolos de segurança em virtude da pandemia da covid-19 e, ao mesmo tempo, no anseio de fazer um evento que seja simbólico, e característico da tradição que é o encontro dos tambores”, explica Maria Carolina, diretora-presidente do Improir.

A programação deve acontecer durante a Semana da Consciência Negra, de 18 a 25 de novembro, tendo como espaço as dependências da Una.

Vacinação contra a Covid-19 atinge vários grupos nesta quarta-feira (20) em Macapá; confira

A Secretaria Municipal de Saúde organiza ações para aplicação de 1ª, 2ª e 3ª dose da vacina.

Por - Secretaria Municipal de Comunicação Social

Nesta quarta-feira (20), a Prefeitura de Macapá realiza ação de vacinação contra a Covid-19 em vários pontos da capital. Com o avanço da imunização, a oferta das vacinas é realizada em Unidades Básicas de Saúde e pontos de drive-thru.

Confira abaixo horários e pontos de vacinação de cada público:

•         Públicos nas Unidades Básicas de Saúde

1ª dose para o público em geral com mais de 18 anos
2ª dose de Pfizer para quem está com período de recebimento até 25/10
2ª dose de Astrazeneca para quem está com período de recebimento até 25/10
2ª dose de Coronavac para quem está no período de recebimento
2ª dose para adolescentes com comorbidades que estão no período de recebimento
3ª dose para idosos com 60 anos +
3ª dose para pessoas com 50 anos + com comorbidades

Atendimento de 8h às 12h e das 14h às 18h:

UBS Brasil Novo, UBS BR-210, UBS Álvaro Corrêa, UBS Novo Horizonte
UBS Marcelo Cândia, UBS Pedro Barros, UBS Pedrinhas, UBS Raimundo Hozanan, UBS Padre Raul Matte, UBS Leozildo Fontoura, UBS São Pedro
UBS Rosa Moita, UBS Marabaixo, UBS Cidade Nova e UBS Pacoval.

O tempo mínimo entre a 2ª e 3ª dose é de 5 meses para idosos e 21 dias para 50 anos + com comorbidades.

As comorbidades consideradas para a vacinação contra a Covid-19 são aquelas doenças pré-existentes incluídas na lista do Programa Nacional de Imunização (PNI), tais quais: diabetes mellitus, hipertensão arterial grave, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer e obesidade grave. Nesta fase, a imunização também estará disponível para pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) e Síndrome de Down.

•         Públicos nos pontos de drive-thru

1ª dose para público em geral com 18 anos +
2ª dose de Astrazeneca para quem está com período de recebimento até 25/10
2ª dose de Coronavac para quem está no período de recebimento

Atendimento de 9h às 15h:

Drive-thru Zerão
Drive-thru Praça Floriano Peixoto
Drive-thru Curiaú
Drive-thru Marabaixo

•         Públicos da Unidade Covid Santa Inês – 9h às 15h

1ª dose para adolescentes de 12 a 17 anos
1ª dose para público em geral com 18 anos +
2ª dose de Pfizer para quem está com período de recebimento até 25/10
2ª dose de Astrazeneca para quem está com período de recebimento até 25/10
2ª dose de Coronavac para quem está no período de recebimento
3ª dose para idosos com 60 anos +
3ª dose para pessoas com 50 anos + com comorbidades

O tempo mínimo entre a 2ª e 3ª dose é de 5 meses para idosos e 21 dias para 50 anos + com comorbidades.

•         3ª dose para profissionais da Saúde

Unidade Covid Santa Inês – das 9h às 15h

Atendimento de 8h às 12h e das 14h às 18h:

UBS Brasil Novo, UBS BR-210, UBS Álvaro Corrêa, UBS Novo Horizonte
UBS Marcelo Cândia, UBS Pedro Barros, UBS Pedrinhas, UBS Raimundo Hozanan, UBS Padre Raul Matte, UBS Leozildo Fontoura, UBS São Pedro
UBS Rosa Moita, UBS Marabaixo, UBS Cidade Nova e UBS Pacoval.

Documentos para este público
Comprovante ou declaração de vínculo (contracheque, crachá ou documento da instituição), carteira de vacinação ou declaração do ConecteSUS e documento oficial com foto.

O tempo mínimo entre a 2ª e 3ª dose é de 5 meses para os profissionais da saúde.

•         Públicos nas UBSs Congós e Perpétuo Socorro

1ª dose para adolescentes de 12 a 17 anos
2ª dose de Pfizer para aqueles estão com o prazo de recebimento até 25/10
3ª dose para idosos de 60 anos +

Atendimento de 8h às 12h e das 14h às 18h:

O tempo mínimo entre a 2ª e 3ª dose é de 5 meses para idosos.

Documentos
Para receber o imunizante, é necessário apresentar os originais e cópias de um documento oficial com foto, comprovante de residência, CPF e carteira de vacinação.

O público que receberá a 2ª dose deve apresentar a carteira de vacinação com indicação do recebimento da 1ª dose. Já as pessoas que receberão a 3ª dose do imunizante verão ter a indicação da aplicação da 2ª dose da vacina.

As pessoas com 50 anos + com comorbidades deverão apresentar um laudo médico que comprove a sua condição e os adolescentes entre 12 e 17 anos devem estar acompanhados de um responsável.

Carreta da Mulher retoma atendimentos de saúde no Conjunto Macapaba a partir desta terça-feira (19)

A carreta funciona de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h, e está estacionada na Rua Francisco das Chagas Bezerra, Conjunto Macapaba 1, ao lado do Centrinho 2.

Por Ana Cleide Torres - Secretaria Municipal de Saúde

A partir desta terça-feira (19), a Unidade Móvel Saúde da Mulher passa a ofertar serviços de saúde no Conjunto Macapaba 1. Consultas ginecológicas, PCCU, testes rápidos de HIV, Sífilis, Hepatite B e C, Ultrassonografia transvaginal e das mamas serão ofertados no local.

Para ter acesso aos atendimentos de PCCU e testes rápidos, é necessário levar originais do Cartão do SUS, RG e CPF. Já para realização da altrassonografia, é preciso apresentar os documentos citados acima mais cópia do comprovante de residência.  A carreta funciona de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h, e está estacionada na Rua Francisco das Chagas Bezerra, Conjunto Macapaba 1, ao lado do Centrinho 2.

A secretária Municipal de Saúde, Karlene Lamberg, destaca a importância do retorno da unidade móvel ao Macapaba. “Estamos garantindo um atendimento de qualidade para as moradoras do conjunto e é gratificante retomar os serviços da unidade neste mês que é de prevenção e cuidado com a saúde de nossas mulheres”, frisou.

Palestras verificação de pressão também fazem parte dos atendimentos realizados pela equipe de seis profissionais de saúde que estarão na unidade. A carreta busca atender as mulheres do Macapaba e bairros adjacentes.

“Nós vamos atender especificamente o público feminino. Vamos ensiná-las a fazer o autoexame das mamas que é importantíssimo e coletar o PCCU nas mulheres”, explicou a coordenadora da Unidade Móvel, Francisca Oliveira.

Na unidade será possível ainda realizar consulta de planejamento familiar. “Para aquelas que pretendem tomar anticoncepcional será feita a consulta com enfermeiro, que irá prescrever o contraceptivo adequado para cada mulher”, destacou.

O agendamento será realizado toda segunda-feira, sendo ofertadas 15 vagas e assim sucessivamente. A unidade móvel saúde da mulher irá permanecer no Conjunto até a entrega da Unidade Básica de Saúde (UBS) Macapaba.

Unidade Móvel Saúde da Mulher
A carreta é fruto de emenda parlamentar da ex-deputada federal Fátima Pelaes (MDB). A unidade tem como finalidade levar serviços básicos de saúde para moradoras de bairros mais distantes e exames específicos voltados ao público feminino.

Linha de ônibus de Macapá volta a ter itinerário via rua Cândido Mendes

A iniciativa é em cumprimento a um dos pedidos do prefeito e é realizado em parceria com o vereador André Lima.

Por Cristiane Mareco - Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá

Foto: Júnior Dantas

A Prefeitura de Macapá, por meio da Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac), disponibilizará em breve novas linhas de ônibus via Cândido Mendes, no centro comercial da capital.

Mesmo com a ampliação das linhas destinadas a rua Cândido Mendes, os coletivos continuarão circulando também pelas ruas São José e Tiradentes, que são atualmente os principais corredores de transporte coletivo na região central.

A iniciativa é em cumprimento a um dos pedidos do prefeito e é realizada em parceria com o vereador André Lima.

Com a ampliação das linhas destinadas ao Centro, as empresas que operam os coletivos reforçarão as frotas, garantindo rapidez e qualidade no atendimento à população.

Macapá tem no total 28 linhas de ônibus e dessas, 4 linhas destinadas à rua Cândido Mendes, sendo, Buritizal-São Camilo, Jardim 1, Marabaixo-Centro e Canal do Jandiá. 

As novas linhas terão paradas em locais estratégicos: Praça do Barão, Praça Veiga Cabral, em frente ao banco Santander e ao lado do Mercado Central.

O diretor-presidente, Marcílio Dantas, reforça que a intenção da retomada e beneficiar a todos e explica que não haverá mudanças nas demais linhas que operam no centro da capital.

“Serão linhas constantes, no sentido Cândido Mendes, e o trânsito de veículos e as vias anteriores serão mantidos”, finalizou o diretor.

Lojistas e consumidores agradecem o retorno. A empresária Maria Luiza aposta no aumento de vendas e agradece aos gestores pelas mudanças.

“Com a ampliação das linhas, o centro passará a receber um número maior de consumidores e com isso um crescimento econômico”, comemora a empresária.

O vendedor Diogo Nascimento se diz satisfeito com a ampliação dos pontos. Para ele as mudanças são compensatórias, pois deixará de andar algumas quadras até o trabalho.

Prefeito de Macapá visita as instalações da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados em Minas Gerais

A agenda acontece entre os dias 18 e 21 de outubro. O convite ao gestor macapaense foi feito pelo Tjap.

O prefeito de Macapá, Dr. Furlan, cumpre agenda no estado de Minas Gerais, de 18 a 21 de outubro, para conhecer as instalações e serviços da Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC) e as unidades da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APACs).

O convite foi feito ao gestor macapaense pelo desembargador do Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap), Guilherme Lages, que compõe a agenda no estado mineiro.

Fazem parte ainda as deputadas federais Leda Salada e Aline Gurgel; a vereadora de Macapá, Adrianna Ramos; o secretário municipal de Zeladoria Urbana, Jean Patrick; juizes, promotores e assessores do judiciário amapaense.

“O cuidado com o cidadão vai muito além da garantia de aparelhos sociais como praças, escolas e unidades de saúde, é preciso atuar na recuperação e preparação dos nossos munícipes para que eles sejam parte da construção de uma sociedade melhor. O trabalho da FBAC é um exemplo de devoção e amor ao próximo”, destacou Furlan.

Agenda
Na quarta-feira (20), Dr. Furlan reúne com o juiz de direito do Tribunal de Justiça de Minas Gerais e coordenador executivo do programa Novos Rumos e presidente da FBAC, Luiz Carlos Rezende e Santos, que apresentará a metodologia da instituição ao prefeito de Macapá. Em seguida, o gestor macapaense cumpre agenda com o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais, Rogério Greco.

FBAC
A FBAC é uma associação civil de direito privado sem fins lucrativos existente desde 1990 e atua através do método APAC, que significa ‘Amando o Próximo Amarás a Cristo’, e consiste em 12 elementos voltados à recuperar o preso, socorrer as vítimas, proteger a sociedade e promover a justiça restaurativa, que aplicados de forma harmoniosa, proporcionam à pessoa privada de liberdade, as condições parar mudar de vida.

A entidade mantém ainda a tarefa de orientar, zelar e fiscalizar a correta aplicação da metodologia e ministrar cursos e treinamentos para funcionários, voluntários, recuperandos e autoridades de modo a consolidar as APACs existentes e contribuir para a expansão e multiplicação de unidades.

“Humanizar o cumprimento das penas privativas de liberdade, oferecendo ao condenado condições de recuperar-se e, ainda, proteger a sociedade, socorrer as vítimas e promover a Justiça restaurativa”, é a missão defendida pela instituição.

Semana Macapá Saudável: nutricionistas orientam população para uma alimentação adequada e acessível

Palestras, saúde bucal, mesas expositivas para escolha de alimentos, oferta de exames, consulta nutricional e consulta médica fazem parte da programação.

Por Ana Cleide Torres - Secretaria Municipal de Saúde

Nesta segunda-feira (18), a Secretaria Municipal de Saúde, através da Divisão de Alimentação e Nutrição e as áreas técnicas da Atenção Básica, realizaram a programação de abertura da ação Macapá Saudável, em alusão ao Dia Mundial da Alimentação. A atividade iniciou na Unidade Básica de Saúde (UBS) Cidade Nova e irá percorrer outros pontos da cidade durante a semana.

Palestras sobre alimentação saudável, saúde bucal, mesas expositivas para escolha de alimentos, oferta de exames, consulta nutricional, consulta médica, fazem parte dos serviços disponibilizados à população.

“Em todas as unidades básicas de saúde é possível receber atendimentos com nutricionistas. O profissional orienta a população sobre como manter uma alimentação adequada e acessível. A consulta busca prevenir problemas graves de saúde e explicar para as pessoas como aproveitar certos alimentos, reduzindo o desperdício e colaborando com o quadro da alimentação mundial”, destacou a titular da Semsa, Karlene Lamberg.

O Dia Mundial da Alimentação é comemorado em 16 de outubro e objetiva criar uma reflexão sobre o quadro atual da alimentação mundial.  Segundo a Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), em Macapá existe baixo índice no consumo de alimentos como carne, verduras e legumes.

De acordo com a chefe da Divisão de Alimentação e Nutrição, Olga Jesus, a atividade faz um alerta à população para prevenção de doenças crônicas como obesidade, hipertensão e diabetes.

“Por meio das palestras buscamos incentivar as pessoas a consumirem verduras e legumes. Como substituir alimentos caros e ter uma alimentação saudável, baseada também na atividade física. O importante é passar as informações e prevenir doenças”, explicou Olga.

Confira as próximas ações da Semana Macapá Saudável
20/10 – 8h às 12h, UBS Marabaixo
21/10 – 8h às 11h, Feira Maluca
22/10 – 8h às 12h, UBS Marcelo Cândia

Serviços:
Palestra sobre alimentação saudável;
Mesa expositiva sobre alimentos saudáveis para estimular o consumo de frutas, verduras e legumes;
Avaliação Nutricional.

‘Conversa Preta’: iniciativa leva para a rádio o protagonismo negro macapaense

O programa é de iniciativa da Prefeitura de Macapá e estreia dia 22 de novembro, na rádio 102 FM.

Por Alexssandro Lima - Instituto Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial

Na tarde desta segunda-feira (18), a diretora-presidente do Instituto Municipal de Políticas de Promoção e Igualdade Racial (Improir), Maria Carolina, reuniu com o secretário municipal de Direitos Humanos (Semdh), Gonçalo Borges, para discutirem a implantação do quadro ‘Conversa Preta’, em um programa de rádio diário da emissora 102 FM.

O quadro vai receber convidados pretos que contarão a sua história e conquistas; assuntos como saúde, educação, empreendedorismo serão pautas. A iniciativa torna plural a discussão dessas pautas e será dirigido e apresentado pela diretora-presidente do Improir, Maria Carolina.

“Nosso objetivo com esta parte de nossa programação de novembro é utilizar as ondas da rádio para dar voz e vez para assuntos específicos da população negra de Macapá”, explica a diretora-presidente.

O objetivo do quadro é utilizar as ondas de rádio para dar voz aos assuntos da população negra de Macapá. “Fico feliz com essa iniciativa do Improir. Tenho compromisso com ideias que somam de verdade para o combate ao racismo na nossa sociedade”, afirma o secretário Gonçalo Borges.

“É muito importante que a gente destaque o protagonismo negro, uma vez que somos responsáveis pela construção da nossa sociedade. Precisamos de algumas ideias simples e de resultados positivos, porque ouvir e permitir ecoar vivências é uma estratégia para valorizar os saberes construídos pelo povo preto de Macapá e hoje vamos poder discutir esse assunto em um programa que fala da negritude, nossas conquistas e história”, finaliza Rejane Soares, diretora do departamento de Igualdade Racial do Improir.

Prefeitura de Macapá intensifica fiscalização de bares e casas noturnas da capital

Força-tarefa composta pela CTMac, Guarda Municipal, PM e SVS atuaram na ação. Dois estabelecimentos foram fechados por descumprir medidas de segurança e sanitárias.

Por Dulci Sousa - Secretaria Municipal de Meio Ambiente

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável e Postura Urbana (Semam) de Macapá deu continuidade à fiscalização de bares e boates, clubes e casas de show da capital no fim de semana para orientar empresários e frequentadores sobre o descumprimento de horários, aglomerações e licenciamento ambiental. Na madrugada de sábado (16) dois estabelecimentos foram flagrados sem licença – um na rodovia JK e outro no bairro Trem.

Os fiscais receberam mais de 50 denúncias, aplicaram 15 advertências e 2 multas no valor de R$ 3 mil cada foram lavradas e os estabelecimentos, que estavam sem licenciamento, foram fechados.

A ação, que acontece todos os finais de semana, é em parceria com a Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac), Guarda Civil Municipal de Macapá (GCMM), Polícia Militar (PM/AP) e Superintendência de Vigilância em Saúde do Amapá (SVS/AP)

O secretário de Meio Ambiente, Marcelo Oliveira, ressalta que a realização de eventos que promovam aglomeração pode incorrer em sanções administrativas, como advertência, multas e até mesmo a suspensão das atividades.

“Com a retomada de bares e boates, pensamos em uma fiscalização mais ostensiva, além de fiscalizar, iremos atuar com educação ambiental para conscientizar os proprietários a cumprir com o novo decreto municipal que diz que a capacidade dentro dos locais é de 50%, o horário de funcionamento é até 1h e é preciso se regularizar junto à Semam para tirar a licença do estabelecimento”, explicou o gestor.

“Mesmo a fiscalização continuando a atuar nas ruas, encontramos ainda muitas irregularidades, como descumprimento de horários, festas clandestinas e ambientes sem licença”, destacou o chefe de Fiscalização, Adrian Cerdeira.

A população pode colaborar com denúncias sobre aglomerações, festas clandestinas e descumprimentos dos decretos através do telefone disponibilizado pela Secretaria de Meio Ambiente 98802-8642.

Confira os públicos atendidos pela vacinação contra Covid-19 nesta terça-feira (19) em Macapá

A Secretaria Municipal de Saúde organiza ações para aplicação de 1ª, 2ª e 3ª dose em diversos pontos da capital.

Por - Secretaria Municipal de Comunicação Social

A Prefeitura de Macapá realiza ações para vacinação contra a Covid-19 da população em pontos espalhados em todas as zonas da capital nesta terça-feira (19). O objetivo da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) é ampliar o acesso à vacina e avançar com a imunização.  

Confira abaixo horários e pontos de vacinação de cada público:

Públicos nas Unidades Básicas de Saúde
1ª dose para o público em geral com mais de 18 anos
2ª dose de Pfizer para quem está com período de recebimento até 25/10
2ª dose de Astrazeneca para quem está com período de recebimento até 25/10
2ª dose de Coronavac para quem está no período de recebimento
3ª dose para idosos com 60 anos +
3ª dose para pessoas com 50 anos + com comorbidades

Atendimento de 8h as 12h e das 14h às 18h:

UBS Brasil Novo, UBS BR-210, UBS Álvaro Corrêa, UBS Novo Horizonte
UBS Marcelo Cândia, UBS Pedro Barros, UBS Pedrinhas, UBS Raimundo Hozanan, UBS Padre Raul Matte, UBS Leozildo Fontoura, UBS São Pedro
UBS Rosa Moita, UBS Marabaixo, UBS Cidade Nova e UBS Pacoval.

O tempo mínimo entre a 2ª e 3ª dose é de 5 meses para idosos e 21 dias para 50 anos + com comorbidades.

As comorbidades consideradas para a vacinação contra a Covid-19 são aquelas doenças pré-existentes incluídas na lista do Programa Nacional de Imunização (PNI), tais quais: diabetes mellitus, hipertensão arterial grave, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer e obesidade grave. Nesta fase, a imunização também estará disponível para pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) e Síndrome de Down.

Públicos nos pontos de drive-thru
1ª dose para público em geral com 18 anos +
2ª dose de Astrazeneca para quem está com período de recebimento até 25/10
2ª dose de Coronavac para quem está no período de recebimento

Atendimento de 9h às 15h:

Drive-thru Zerão
Drive-thru Praça Floriano Peixoto
Drive-thru Curiaú
Drive-thru Marabaixo

Públicos da Unidade Covid Santa Inês – 9h às 15h
1ª dose para adolescentes de 12 a 17 anos
1ª dose para público em geral com 18 anos +
2ª dose de Pfizer para quem está com período de recebimento até 25/10
2ª dose de Astrazeneca para quem está com período de recebimento até 25/10
2ª dose de Coronavac para quem está no período de recebimento
3ª dose para idosos com 60 anos
3ª dose para pessoas com 50 anos + com comorbidades

O tempo mínimo entre a 2ª e 3ª dose é de 5 meses para idosos e 21 dias para 50 anos + com comorbidades.

3ª dose para profissionais da Saúde
Unidade Covid Santa Inês – das 9h às 15h

Atendimento de 8h às 12h e das 14h às 18h:
UBS Brasil Novo, UBS BR-210, UBS Álvaro Corrêa, UBS Novo Horizonte
UBS Marcelo Cândia, UBS Pedro Barros, UBS Pedrinhas, UBS Raimundo Hozanan, UBS Padre Raul Matte, UBS Leozildo Fontoura, UBS São Pedro
UBS Rosa Moita, UBS Marabaixo, UBS Cidade Nova e UBS Pacoval.

Documentos para este público
Comprovante ou declaração de vínculo (contracheque, crachá ou documento da instituição), carteira de vacinação ou declaração do ConecteSUS e documento oficial com foto.

O tempo mínimo entre a 2ª e 3ª dose é de 5 meses para os profissionais da saúde.

Públicos vacinados com Pfizer
1ª dose para adolescentes de 12 a 17 anos
2ª dose de Pfizer para aqueles estão com o prazo de recebimento até 25/1
3ª dose para idosos de 60 anos +

Atendimento de 8h às 12h e das 14h às 18h:

UBS Congó
UBS Perpétuo Socorro

O tempo mínimo entre a 2ª e 3ª dose é de 5 meses para idosos.

Documentos
Para receber o imunizante, é necessário apresentar os originais e cópias de um documento oficial com foto, comprovante de residência, CPF e carteira de vacinação.

O público que receberá a 2ª dose deve apresentar a carteira de vacinação com indicação do recebimento da 1ª dose. Já as pessoas que receberão a 3ª dose do imunizante verão ter a indicação da aplicação da 2ª dose da vacina.

As pessoas com 50 anos + com comorbidades deverão apresentar um laudo médico que comprove a sua condição e os adolescentes entre 12 e 17 anos devem estar acompanhados de um responsável.