Prefeitura de Macapá faz balanço das ações de limpeza feitas na cidade, nos primeiros meses de 2021

Mais de 120 mil toneladas de lixo e entulho foram recolhidas dos canais, áreas de ressaca e ruas da cidade.

Por Mônica Silva - Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana

A Prefeitura de Macapá contabilizou mais de 120 mil toneladas de lixo e entulho recolhidos da cidade, de janeiro a outubro de 2021. Nesse período foram intensificados os serviços de manutenção e limpeza, retirada de entulhos, capina manual e mecanizada, varrição, pintura de meio-fio e poda de árvores. Os serviços são considerados como prioridade para o município, sob responsabilidade da Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana.

Em percentuais, a retirada de entulhos das lixeiras viciadas representaram 32%. A limpeza de canais e áreas de ressaca, 12%; coleta e transporte do lixo domiciliar, 52%; coleta e transporte de feiras, 2%; e a podagem de árvores respondeu por 2% na escala de serviço.

O secretário de Zeladoria Urbana, Jean Patrick, falou que mesmo sendo o primeiro ano da gestão do prefeito Antônio Furlan, já é possível fazer uma avaliação dos primeiros meses e perceber  avanço em todas as frentes de trabalho.

“Podemos dizer que estamos indo cada vez mais longe no que diz respeito a limpeza da cidade. Temos proporcionado  à comunidade um serviço de limpeza eficiente, atendendo os bairros nas suas demandas principais e executando projetos direcionados para diversos setores, como ações planejadas em áreas de ressaca e canais”, disse o secretário.

Plano de ação para a manutenção e limpeza da cidade

A Zeladoria Urbana desenvolveu um planejamento estratégico anual. A proposta prevê melhorias na manutenção e limpeza da cidade, com locais e datas programados, além de executar programas e projetos que envolvem a população.

Canais e áreas de ressaca

Seis canais da cidade passaram por serviços de capina, retirada de lixo, entulho e vegetação aquática. O canal do Beirol, com seus 5 quilômetros de extensão, e o Jandiá, na zona norte, passaram por três etapas de serviço.

Nas áreas de ressaca, onde costumam ocorrer alagamentos e inundações, geralmente pela ocupação inadequada e acúmulo de lixo, a Zeadoria tem direcionado serviços diários de limpeza e remoção de lixo, além de campanhas de conscientização sobre a importância de não descartar resíduos fora das lixeiras.

Em outra frente, das 409 passarelas mapeadas pela prefeitura, 73 foram totalmente limpas em 10 meses de trabalho.

Praças, residenciais e abrigos para usuários de ônibus

A Zeladoria Urbana preparou um cronograma especial de ações para manter praças e residenciais limpos e organizados, com serviços de capina manual e mecanizada, poda de árvores, varrição, pintura dos meios-fios e a destinação correta do lixo.

O projeto Mutirão de Limpeza foi iniciado no Residencial Mucajá e nos dias 27 e 28 de novembro o trabalho vai acontecer no Mestre Oscar Santos. Já o ‘Zeladoria nas Praças’ estará na Floriano Peixoto nos dias 26 e 27.

Outro projeto que a Zeladoria está executando este ano é o ‘Paradas Limpas’. A ação quer melhorar as condições de uso dos abrigos para que a população possa ter um ambiente mais limpo e conservado.

Cidade limpa, dever de todos

Para conscientizar a população sobre a manutenção de um ambiente mais limpo, saudável e agradável para todos, depois dos serviços de limpeza, campanhas educativas entram em ação nos bairros da cidade com o projeto ‘Ei mano, joga teu lixo no contêiner’, que propõe o combate às lixeiras viciadas incentivando o descarte do lixo domiciliar em caixas estacionárias. Já o ‘Lixo Zero’ fiscaliza o despejo irregular de resíduos sólidos.

Coleta de pneus

A Prefeitura de Macapá recolheu aproximadamente 5 toneladas de pneus inservíveis de veículos de passeio e caminhões. O material estava espalhado por ruas e avenidas da cidade e em algumas borracharias e são focos em potencial de mosquitos transmissores de doenças.

Disk denúncia

Para garantir organização urbana e livre acesso aos espaços públicos, o Disk Denúncia foi reativado pelo número 9 9970-1078. A ferramenta tem ajudado na identificação de locais onde calçadas foram obstruídas, principalmente com material de construção. Também pode ser denunciada a obstrução por expositores de produtos e outras situações. 

A medida atende normas do Código de Postura do Município e busca melhorar a acessibilidade das pessoas, além de ordenar o tráfego de pessoas. No Disque Denúncia, tanto a identidade do denunciante quando do denunciado são preservadas. Basta ligar em horário comercial, das 8h às 12h e das14h às 18h ou enviar SMS ou WhatsApp.

Fiscalização de Postura de Macapá monitora descarte irregular de lixo e entulhos em vias públicas

População também pode denunciar responsáveis. Lei prevê punição para infratores.

Por Mônica Silva - Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana

Jogar lixo e entulhos em vias públicas é crime. De acordo com a Lei Municipal 054 de 2008, a penalidade para quem for flagrado na prática é aplicação de multa que varia entre R$ 500 e R$ 2.500 e mais notificação com prazo de, no mínimo, 2 horas para retirada do material descartado. A denúncia é apresentada à Promotoria do Meio Ambiente para que sejam tomadas as medidas necessárias pela Justiça.

A ação de fiscalizar está sob a coordenação da Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana que trabalha com ações diárias na área urbana para fazer cumprir a legislação que garante o descarte correto de resíduos sólidos pela população. A prática também pode ser denunciada ao número 9 9970-1078. Basta ligar em horário comercial, das8h às 12h e das 14h às 18h.

O secretário Municipal de Zeladoria Urbana, Jean Patrick, mencionou que, embora a lei coíba o descarte irregular de lixo domiciliar e despejo de entulhos em vias públicas, nem todas as pessoas cumprem as exigências da legislação que prevê, inclusive, multas para os infratores.

Em razão disso, as fiscalizações estão sendo rotineiras e intensificadas em vários pontos da cidade onde ocorrem irregularidades.

“Estamos diariamente nas ruas, mas deixo claro que não temos interesse em aplicar multas, mas sim sensibilizar a população para que não jogue lixo e entulhos nas vias públicas. Procuramos sempre orientar e, caso haja resistência, aplicamos o auto de infração”, explicou o secretário.

Levantamento
Um levantamento feito pela Secretaria Municipal de Zeladoria identificou que os bairros Perpétuo Socorro, Congós e Jardim Marco Zero foram os que mais apresentaram registros de descarte irregular de lixo durante os meses de setembro e outubro. Nesse período, 92 denúncias foram recebidas pelo Departamento de Fiscalização e três autos de infração aplicados.

Os dados mostraram ainda, que além das garrafas pet, sacolas plásticas, alimentos e até animais mortos, alguns munícipes fazem o descarte inadequado de restos de materiais de construções, pneus, carcaças de eletrodomésticos e móveis.

“Mesmo sabendo que o despejo é considerado crime ambiental passível de punições, algumas pessoas ainda fazem esse descarte em locais que julgam viáveis, por serem de fácil acesso. Nesses casos, sempre em pontos que agridem o Meio Ambiente”, disse Paulo César Gomes, fiscal de Postura do município.

Jogar lixo e entulho em ruas, calçadas, terrenos e vias públicas, além dos danos ao meio ambiente, facilita a proliferação de doenças. Os resíduos descartados em ruas e calçadas também causa o entupimento dos bueiros causando prejuízos para a comunidade.

Obstrução do passeio público
A Zeladoria Urbana também esta fazendo cumprir a Lei Municipal 027 de 2014, que proíbe a obstrução de calçadas, logradouros, ruas, travessas, praças, ou qualquer outro lugar que atrapalhe a circulação de pessoas. Esses locais devem garantir livre acesso ao cidadão. Quem desobedecer a legislação está sujeito à multa que varia de R$ 30 a 1.500.

Orações, saudade e homenagens marcam Dia de Finados nos cemitérios de Macapá

Depois de dois anos fechados devido à pandemia, os cemitérios foram abertos para visitação.

Por Mônica Silva - Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana

Mesmo com o forte sol e o grande calor, a circulação pelos cemitérios de Macapá foi intensa nesta terça-feira (2) – o primeiro Dia de Finados depois que os locais foram abertos sem restrições após o fechamento por quase dois anos por conta das restrições da pandemia de Covid-19.

Orações, saudade, lágrimas e homenagens marcaram as visitas nos três cemitérios administrados pelo município: Nossa Senhora da Conceição, no Centro; São José, zona sul e São Francisco, na zona norte. Durante todo o dia, também houve celebrações religiosas nas capelas com número limitado de pessoas, de acordo com a capacidade de cada estrutura para evitar aglomerações.

“Tivemos uma movimentação intensa durante a manhã e no final da tarde, apesar do sol forte, recebemos um grande número de pessoas que vieram homenagear seus entes queridos”, disse Jean Patrick, secretário Municipal de Zeladoria Urbana.

Apesar do fluxo constante de pessoas, o uso de máscara de proteção e o distanciamento físico foram respeitados pelos visitantes como forma de evitar a contaminação por coronavírus. Os munícipes também atenderam a recomendações sanitárias e de segurança, fazendo homenagens breves com menor tempo possível nos locais, evitando assim uma maior exposição e também a formação de aglomerações.

De acordo com a Zeladoria Urbana, no Cemitério Nossa Senhora da Conceição, no Centro da cidade, onde estão sepultadas cerca de oito mil pessoas, o movimento foi bem tranquilo. As homenagens se concentraram nas primeiras horas da manhã, assim que os portões se abriram, 7h30, e no fim da tarde, 17h. Já no cemitério São José, no bairro Buritizal, a movimentação foi intensa durante todo o dia.

No cemitério São Francisco de Assis, o fluxo de visitantes foi mais intenso. No local estão sepultadas aproximadamente trinta mil pessoas em uma área de 25 mil metros quadrados divididos em 19 quadras, três destinadas para vítimas da Covid-19, onde houve grande concentração e homenagens.

Assistência técnica e administrativa
Para atendimento às demandas como esclarecimentos de dúvidas ou qualquer outro auxílio, foram criadas equipes volantes e fixas nas administrações de cada cemitério. A maioria dos atendimentos foram de solicitações de identificação de lotes perdidos, de pequenos serviços ou informações sobre regularização e construção de sepulturas.

Segurança e organização
Com o objetivo de proporcionar segurança aos visitantes, a Zeladoria Urbana contou com o apoio da Guarda Municipal, na organização do trânsito externo e nos arredores dos cemitérios. Já a Policial Militar esteve presente em postos fixos e em rondas nas áreas internas dos cemitérios, o que garantiu que nenhum incidente fosse registrado durante as visitações.

A Secretaria Municipal de Iluminação Pública (Semip) iluminou 100% dos locais e monitorou os três cemitérios durante os horários de visitação. A Secretaria Municipal de Habitação e Ordenamento Urbano (Semhou) manteve equipes de plantão para garantir o ordenamento nos espaços onde ocorreu o comércio ambulante de velas, flores, lanches e outros produtos.

“Tudo ocorreu conforme prevíamos, não tivemos nenhum incidente, as normas sanitárias de prevenção à Covid-19 foram seguidas pelos visitantes. Fechamos os portões às 19h para nos certificarmos de que nada ficou pendente”, disse Jean Patrick.

A partir desta quarta (3), os cemitérios seguem de portões abertos para visitações de segunda-feira à domingo, das 8h às 12h e 14h às 18h, sem prévio agendamento.

Dia de Finados: confira o funcionamento dos cemitérios de Macapá

As capelas dos três cemitérios estarão abertas para celebrações, com número reduzido de pessoas.

Por - Secretaria Municipal de Comunicação Social

Os cemitérios de Macapá estarão abertos para visitação das 7h30 às 18h no Dia de Finados, celebrado nesta terça-feira (2). Seguindo as orientações do decreto municipal, o uso de máscara de proteção é obrigatório. O acesso será monitorado para garantir o cumprimento dos protocolos de segurança contra a Covid-19.

De acordo com a Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana (Semzur) será permitida no dia 2 de novembro a limpeza e lavagem nos túmulos, além das celebrações nas capelas, desde que sejam com número reduzido de pessoas, evitando aglomerações.

CONFIRA O FUNCIONAMENTO DOS CEMITÉRIOS DE MACAPÁ:

Cemitério Nossa Senhora da Conceição
Endereço: Rua Eliezer Levy, n.1632, bairro Central (zona Central)
Horário: 07h30 às 18h

Cemitério São José
Endereço: Avenida Henrique Galucio, bairro Santa Rita (zona Sul)
Horário: 07h30 às 18h

Cemitério São Francisco de Assis
Endereço: BR 156 (zona norte)
Horário: 07h30 às 18h

Cemitérios de Macapá abrem para visitação sem agendamento no Dia de Finados

Pinturas, reformas e construções estão liberadas até 30 de outubro. Limpeza e lavagem dos túmulos poderão ser feitos até o dia 2.

Por Mônica Silva - Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana

Foto: Júnior Dantas

Os cemitérios Nossa Senhora da Conceição, no Centro; São José, zona sul; e São Francisco, na zona norte, administrados pela Prefeitura de Macapá, estarão abertos para visitação pública no Dia de Finados – em 02 de novembro – sem prévio agendamento. Os portões serão abertos às 07h30 e fechados às 18h.

Para evitar aglomerações e transtornos, a Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana estabeleceu regras para a execução de serviços. Pinturas, reformas e construções poderão ser feitas até 30 de outubro. Já limpeza e lavagem nos túmulos, até o dia 2. O acesso será monitorado para garantir o cumprimento dos protocolos de segurança contra a Covid-19.

A Zeladoria Urbana estima que aproximadamente 100 mil pessoas passem pelos três cemitérios para prestar homenagens a familiares e entes queridos. As celebrações nas capelas também serão permitidas, mas com número limitado de pessoas, de acordo com a capacidade de cada estrutura para evitar aglomerações.

O secretário de Zeladoria Urbana, Jean Patrick, orienta que as homenagens sejam breves e a permanência no local leve o menor tempo possível, para diminuir a exposição.

“Estamos também orientando a população sobre a presença de pessoas dos grupos de risco, como idosos e crianças. Estes devem evitar os cemitérios no Dia de Finados como medida de prevenção”, ressaltou o gestor.

Limpeza
De acordo com a Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana, a limpeza e os cuidados dos espaços têm sido feitas desde janeiro, mas agora, por conta do Dia de Finados, a Prefeitura intensificou o serviço para deixar tudo em ordem até a data.

“Nossas equipes estão trabalhando de forma intensificada desde o início do mês. Capina, varrição, coleta de lixo e pintura de meios-fios estão sendo feitas na parte interna, calçadas e ruas nos arredores dos cemitérios”, concluiu Jean Patrick.

Dia de Finados: cemitérios públicos são liberados para visitações e homenagens

Entrada e permanência nos locais devem seguir normas sanitárias de prevenção à Covid-19.

Por Mônica Silva - Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana

Depois de quase dois anos com o acesso restrito por causa da pandemia do novo coronavírus, os cemitérios permitem visitantes no Dia de Finados, terça-feira, 2 de novembro. O acesso será monitorado pela Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana e deve respeitar os protocolos de combate à Covid-19. O uso de máscaras será obrigatório, assim como o distanciamento social.

Cerca de 100 mil pessoas são esperadas para os três cemitérios administrados pelo município: Nossa Senhora da Conceição, no Centro; São José, zona sul; e São Francisco, na zona norte. As celebrações religiosas nas capelas também serão permitidas, mas com número limitado de pessoas, de acordo com a capacidade de cada espaço, a fim de evitar aglomerações.

Segundo o Secretário Municipal de Zeladoria Urbana, Jean Patrick, as medidas de restrição e monitoramento ocorrem ainda por conta da pandemia, porém foi considerada a relevância da data e a importância das homenagens. “Muitas pessoas perderam entes queridos e não puderam participar dos velórios na fase mais grave da pandemia. Por isso, a prefeitura abriu o acesso aos cemitérios para que as homenagens sejam feitas”, explicou.

O secretário reforçou ainda que as pessoas dos grupos de risco, como idosos e crianças, devem evitar os cemitérios no Dia de Finados como medida de prevenção.

Esse ano a Prefeitura reativou os cruzeiros nos cemitérios para que as pessoas possam orar e acender velas para familiares e entes queridos falecidos.

Obras e Limpeza
Pequenos reparos nas sepulturas e outras obras só serão permitidas até 30 de outubro. Depois dessa data, poderão ocorrer somente as limpezas e visitações aos túmulos no feriado de Finados.

Até o fim de outubro, os cemitérios estarão limpos para receber visitantes. As equipes estão trabalhando desde o início do mês com capina, varrição, coleta de lixo e pintura de meios-fios estão sendo feitas na parte interna, calçadas e ruas nos arredores dos cemitérios.

Para evitar aglomeração não haverá recolhimento de material plástico no Dia de Finados. Por esse motivo, depois das homenagens, a família visitante ficará responsável por recolher o que for descartável às lixeiras.

Comércio ambulante
A Prefeitura de Macapá também permitiu o comércio ambulante de velas, flores, lanches e outros produtos. As barracas deverão ser montadas obedecendo o distanciamento de 2 metros, no mínimo, uma da outra.

O objetivo é garantir o trânsito de pedestres e a segurança sanitária, evitando aglomerações. Com essas medidas a Prefeitura quer possibilitar a geração de renda aos pequenos empreendedores da capital, que ano passado sofreram diretamente os impactos econômicos da pandemia.

Zeladoria Urbana inicia Operação Finados

A ação tem como objetivo a limpeza dos cemitérios de capital para receber as homenagens do Dia de Finados.

Por Ewerton França - Secretaria Municipal de Comunicação Social

Na segunda-feira (11), a Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana iniciou a Operação Finados, que fará a limpeza dos cemitérios da capital a fim de garantir um ambiente seguro e limpo para que os familiares prestem as suas homenagens a seus entes queridos.

“Este é um momento importante para as famílias que já perderam alguém e, através desta operação, queremos garantir um ambiente acolhedor a todos que visitarão as sepulturas e túmulos no dia 2 de novembro”, afirmou o secretário municipal de Zeladoria Urbana, Jean Patrick Farias.

No total, a capital possui três cemitérios e todos receberão as equipes de limpeza. A expectativa da Zeladoria é que até a segunda quinzena de outubro os espaços já estejam totalmente limpos para receber as homenagens do Dia de Finados.

Para as famílias que desejam fazer algum tipo de reforma, Jean Patrick Farias explica que os locais estão abertos e que familiares podem fazer os reparos necessários desde que respeitem as regras de distanciamento social. “Em função da limpeza, nossos cemitérios estarão abertos e todos os familiares poderão acessar o espaço para promover os reparos e reformas”, destacou o secretário.

Os cemitérios de Macapá funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h, e é neste período que as famílias estão habilitadas a acessar o espaço para realizar os reparos.

MacapaTur e Secretaria de Iluminação Pública reúnem com empreendedores do Complexo do Araxá

Plano de serviços inclui recuperação da iluminação, roçagem e limpeza do local. Os trabalhos devem ser iniciados nos próximos dias.

Por Viviane Monteiro - Instituto Municipal de Turismo

Nesta segunda-feira (20), a prefeitura de Macapá, através da Secretaria Municipal de Turismo (MacapaTur) e Secretaria Municipal de Iluminação Pública (Semip), reuniu com empreendedores de bares e restaurantes que atuam no Complexo do Araxá. O encontro foi para alinhar os serviços de manutenção da iluminação de toda a área do local, tradicional ponto turístico localizado na zona sul da capital.

Os empreendedores relataram que a noite a escuridão provoca insegurança em frequentadores do complexo, afastando clientes.

Pedro Mota, de 21 anos, gerente de um bar e restaurante, relata que durante a pandemia, por um período, o restaurante da família conseguiu ficar aberto.

“Aqui no Araxá nos sentíamos desamparados, até que alguns empreendimentos voltaram e aos poucos os outros restaurantes também retornaram. A retomada do funcionamento foi boa, porque a população precisa disso. São poucas praças que têm restaurantes com serviços de qualidade para oferecer e não podemos ficar esquecidos pelo poder público”, completa Pedro.

O plano de trabalho para a manutenção da iluminação no complexo, assim como de outros serviços como limpeza e roçagem foram firmados e acontecerão com contrapartida dos empreendedores, que irão ajudar no monitoramento do local fazendo denúncias a fim de evitar furtos da fiação dos postes.

“Os bares e restaurantes do complexo já são muito visitados, o serviço oferecido por ele é de qualidade. Com a manutenção da iluminação pública neste local acreditamos que o movimento será maior, pois a praça estará mais segura”, disse Benício Pontes, diretor-presidente do MacapaTur.

Com os serviços realizados, a população voltará a frequentar o local durante a noite, estendendo também às atividades esportivas, que são rotineiras nos vários pontos que fazem parte do ponto turístico.

“Temos investimento e material para a manutenção no complexo. A previsão é que os serviços iniciem esses dias e tenham a conclusão na próxima semana”, afirma José Rigamonti, secretário de Iluminação Pública.

‘Sem lixo espalhado e sem mau cheiro, clientela aumentou no meu restaurante’, relata empreendedor sobre instalação de contêineres em Macapá

Prefeitura lançou no mês de abril a campanha ‘Ei Mano, Joga Teu Lixo No Contêiner’, com a proposta de combater as lixeiras viciadas na capital.

Por Mônica Silva - Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana

Lixo mal armazenado não é mais um problema com o qual os donos de quiosques do Complexo Beira-Rio, na Orla de Macapá, têm que se preocupar. A instalação de um contêiner tem auxiliado o descarte de resíduos dos estabelecimentos comerciais. A distribuição de caixas estacionárias faz parte da campanha Ei Mano, Joga Teu Lixo No Contêiner. O empreendedor de um dos restaurantes diz que até o movimento de clientes cresceu.

“Hoje todo o lixo que produzimos, no fim do dia jogamos no contêiner e também ficamos de olho para que ninguém despeje fora. Não temos mais lixo espalhado e nem mau cheiro, agora nosso movimento cresceu nos estabelecimentos”, relatou o dono de restaurante Antônio Souza Nascimento.

Lançada em abril pela prefeitura de Macapá, a campanha tem como objetivo o fim das lixeiras ilegais e combate à sujeira na cidade. A ação consiste na instalação de caixas estacionárias em pontos específicos mapeados pela Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana e também traz como proposta obter a colaboração da população na hora de fazer o descarte correto, evitando assim que animais rasguem os sacos de lixo e espalhem o material pela rua.

“Depois que um contêiner foi instalado na Cidade do Samba, nós que moramos nas áreas de difícil acesso, que são as áreas de ressaca, no bairro Jardim Marco Zero, não tivemos mais problemas com o depósito de lixo doméstico. Três vezes por semana o carro faz a coleta e uma hora antes fazemos o depósito, assim mantemos as vias limpas, a campanha deu certo”, disse a dona de casa Segelene Teixeira.

Na zona norte da cidade, moradores da Avenida Raimundo Nery de Matos, no bairro Novo Horizonte, também comemoram os resultados da campanha. “Todos estamos conscientes de que devemos despejar o lixo produzido em casa no contêiner. Assim, a via permanece sempre limpa”, disse a dona de casa Lucimar Ribeiro Coqueiro.

Conscientização
Hoje, Macapá possui 31 caixas estacionárias em operação, no entanto, algumas têm sido utilizadas para depósito de lixo irregular como caroços de açaí, restos de materiais de construção, carcaças de eletroeletrônicos ou qualquer outro resíduo considerado entulho.

“Moro na rua Jardins dos Oliveiras, no bairro Pedrinhas. Minha casa fica bem próxima de onde foi instalado um contêiner e vejo que infelizmente algumas pessoas ainda não se conscientizaram da importância de despejar o lixo de forma correta. É apenas os resíduos domésticos. Aqui é jogado entulho também e apesar da prefeitura fazer a coleta regulamente, o local fica sempre sujo”, disse a apresentada, Maria Izabel Pereira de 64 anos.

“Estamos massificando a informação sobre a utilização das caixas estacionárias, pois percebemos que em algumas áreas os munícipes também têm descartado entulhos. Para que a campanha dê certo, a população precisa colaborar”, disse o secretário Municipal de Zeladoria Urbana, Jean Patrick.

Ações de limpeza pública
Com ações diárias, a Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana realiza serviços de coleta domiciliar, varrição, capinação, remoção mecanizada, jardinagem, conscientização, coleta seletiva, corte e poda e limpeza de canais.

A Prefeitura recolhe diariamente cerca de 300 toneladas de lixo domiciliar e 80 toneladas de entulhos (limpeza urbana). Quando o munícipe utiliza a lixeira ou um contêiner para jogar seu lixo, ele pratica uma ação de cidadania e de cuidado com a cidade. À Prefeitura cabe trabalhar cuidando da logística e destinação final desse resíduo.

Denúncia
Jogar lixo em via pública é considerado infração grave de acordo com a Lei Orgânica 054 de 2008 do município de Macapá, Artigo 44, onde prevê multas de até R$ 1.500,00, além de processos nas esferas penal (Delegacia de Meio Ambiente) e/ou judicial. A Zeladoria dispõe do número 99970-1078 para denúncias.

Força-tarefa: Prefeitura conclui limpeza e manutenção do cemitério São Francisco, na zona norte de Macapá

Mutirão teve início no dia 10. Serviços foram executados por equipes do Departamento de Limpeza da Secretaria Municipal de Zeladoria.

Por Mônica Silva - Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana

A prefeitura de Macapá concluiu nesta quinta-feira (26) o mutirão de limpeza e manutenção do Cemitério São Francisco de Assis, maior cemitério do Amapá, localizado na zona norte da capital. A força-tarefa foi realizada em 16 dias por equipes da Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana, com serviços de capina manual e mecanizada, poda de árvores e retirada de pequenas lixeiras. Cerca de 30 homens trabalharam na ação.

“O Cemitério é administrado pela prefeitura e temos uma equipe de trabalho permanente para serviços rotineiros. Mas pedimos sempre a colaboração das pessoas para que cuidem dos túmulos de seus entes queridos fazendo a limpeza do entorno. São 175.748 m² para ser cuidado por uma equipe com poucos servidores”, disse o secretário Municipal de Zeladoria Urbana, Jean Patrick.

O secretário reforçou ainda que quando for feito algum serviço de limpeza, o responsável tem que colocar o lixo nas passarelas, para que os agentes de limpeza vejam, façam a retirada do entulho. De acordo com o cronograma de ações da Zeladoria Urbana, na próxima segunda-feira (30) os serviços de limpeza e manutenção devem iniciar no cemitério São José, no bairro Buritizal, zona sul da cidade.

Visita
A prefeitura de Macapá já liberou  a visita nos três cemitérios: Nossa Senhora da Conceição; São José e São Francisco de Assis obedecendo recomendação do novo decreto, com todos os protocolos de saúde e segurança.

O horário de funcionamento será de segunda à sexta-feira, de 8h às 11h e das 14h às 16h30, com agendamento antecipado pelo número  99970-5094, ligação e WhatsApp.

Haverá distribuição de senhas com limitação diária de cem pessoas em cada cemitério, sempre de acordo com os protocolos sanitários. A entrada só será permitida com o uso de máscara e é obrigatório o distanciamento social.