Prefeitura de Macapá promove Semana da Amazônia com feiras, oficinas, exposições e distribuição de mudas

A Prefeitura de Macapá, por meio da Fundação Bioparque da Amazônia Arinaldo Gomes Barreto, e parceiros celebram a Semana da Amazônia com extensa programação, que vai de 4 a 7 de setembro. Dia 5 de setembro é comemorado o Dia da Amazônia, região com a maior biodiversidade do planeta.

Com o tema “Conhecer para preservar, proteger é nosso dever”, a ideia é promover espaços de mobilização da sociedade na defesa da Amazônia, assim como a interação com os micro produtores extrativistas, eixo gastronômico, instituições de ensino e pesquisa, dentre outros. “Além disso, o evento visa divulgar os produtos e atividades socioeconômicas de baixo impacto ambiental, fortalecer a cadeia produtiva sustentável, promover intercâmbio tecnológico, cultural e articulação interinstitucional”, diz o diretor-presidente do Bioparque da Amazônia, Richard Madureira.

Dentro desse contexto, acontecerão oficinas sobre o uso de plantas medicinais para a produção de remédios caseiros e cosméticos naturais, reutilização de pneus e papel. Além disso, haverá também multiplicação de colmeias e implementação de melgueiras para o Projeto Mel do Parque e minicurso de identificação de serpentes peçonhentas e não peçonhentas.

A programação envolve também ação de limpeza no entorno do Bioparque, campanha de educação ambiental com as comunidades vizinhas, com foco na prevenção às queimadas e o desmatamento, exposições científicas, de biocamping, e de espécies da fauna silvestre, além de contação de história sobre a preservação da natureza. Todas oficinas e minicursos serão gratuitos, mas a entrada no parque será cobrada. O ingresso custa 10 reais inteira. A programação acontecerá das 8h às 18h.

A partir do segundo dia de evento, no pátio externo do Bioparque, acontecerá a 1ª Feira da Sociobiodiversidade, com exposições e comercialização de produtos naturais, agrícolas orgânicos, artesanatos, biojoias, plantas ornamentais, medicinais e gastronômicas. A feira ainda terá espaço gastronômico e apresentação cultural.

Durante os quatro dias de programação, haverá distribuição de mudas aos visitantes, com destaque para o Pedágio Bacabeira, no sábado, dia 5 e setembro, quando 500 mudas da planta símbolo de Macapá serão distribuídas para quem passar pela frente do parque.

Paralelamente a programação da Semana da Amazônia, o Bioparque estará funcionando normalmente com todas as atividades internas, com destaque para esportes de aventura, orquidário, contemplação, lazer e entretenimento.

Programação

Dia 04/09

– 7h às 12h – Ação de limpeza do Ramal do Alemão e campanha de educação ambiental com as comunidades do entorno do Bioparque;

– 9h – Abertura da Semana da Amazônia com oficina presencial sobre “A importância das plantas medicinais para a saúde”, com Domingos Gomes, agricultor da APA da Fazendinha, com apresentação de Volnei Oliveira, no espaço Multiuso do Bioparque;

– 9h às 17h – Programação normal do Bioparque com funcionamento de todas as atividades;

– 15h às 17h – Oficina presencial e sobre “Cosméticos naturais para uso pessoal” com Fabrícia Monteiro, apresentação de Volnei Oliveira – Espaço Multiuso;

– 10h – Multiplicação de colmeias e implementação de melgueiras Projeto Mel do Parque – Meliponário;

– Exposição Científica – Instituto Nacional Leva Ciência. (Bio vaso e A do Lápis);

– Entrega de Kits Plantio – Durante todo o dia na saída do Bioparque.

Dia 05/09

– 8h às 18h – 1ª Feira da Sociobiodiversidade com exposição e comercialização de produtos naturais, agrícolas orgânicos, artesanais, biojóias, plantas ornamentais e medicinais, gastronomia, distribuição de mudas e apresentação cultural no pátio externo do Bioparque;

– 9h às 12h – Oficina Reutilização de pneu para fabricação de Biopuff – Com Ezequiel Amoras (parte I) – Biotenda na área do Slackline;

– 9h às 16h – Exposição do Exército, Corpo de Bombeiros e Batalhão Ambiental com foco na prevenção a queimadas e desmatamento na proteção a vida – Ecótono;

– 9h às 16h – Exposição de barracas e programação para o Biocamping com pré-inscrição para o acampamento de Aniversário do Bioparque – Área do Biocamping;

– 8h às 10h – Pedágio Bacabeira – Distribuição de 500 mudas de Bacaba – Em frente ao Bioparque;

– 9h às 12h – Minicurso Identificação de Serpentes Peçonhentas e Não Peçonhentas – Equipe Técnica Bioparque – Espaço Multiuso;

– 14h às 17h – Oficina Reciclart (Reutilização de papel) – Parte I – Biotenda na área do Slackline;

– 14h às 17h – Exposição de espécies da Fauna Silvestre – Espaço Multiuso.

Dia 06/09

– 8h às 18h – 1ª Feira da Sociobiodiversidade com exposição e comercialização de produtos naturais, agrícolas orgânicos, artesanais, biojóias, plantas ornamentais e medicinais, gastronomia, distribuição de mudas e apresentação cultural no pátio externo do Bioparque;

– 9h às 12h – Oficina Reutilização de pneu para fabricação de Biopuff – Com Ezequiel Amoras (parte II) – Biotenda na área do Slackline;

– 9h às 16h – Exposição do Exército, Corpo de Bombeiros e Batalhão Ambiental com foco na prevenção a queimadas e desmatamento na proteção a vida – Ecótono;

– 9h às 16h – Exposição de barracas e programação para o Biocamping com pré-inscrição para o acampamento de Aniversário do Bioparque – Área do Biocamping;

– 10h e 15h – Contação de história sobre a preservação da natureza, com apresentação lúdica para crianças – Espaço Casa da Jaguatirica – Casa da Jaguatirica;

– 14h às 17h – Oficina Reciclart (Reutilização de papel).

Parte II – Biotenda na área do Slackline

– 9h às 17h – Exposição de espécies da Fauna Silvestre – Espaço Multiuso;

– Distribuição de Mudas da Flora Amazônica, florísticas, frutíferas e medicinais – Durante todo o dia na saída do Bioparque.

Dia 07/09

– 8h às 18h – 1ª Feira da Sociobiodiversidade com exposição e comercialização de produtos naturais, agrícolas orgânicos, artesanais, biojóias, plantas ornamentais e medicinais, gastronomia, distribuição de mudas e apresentação cultural no pátio externo do Bioparque;

– 9h às 17h – Programação normal do Bioparque com funcionamento de todas as atividades;

– 9h às 12h – Oficina Pinte o 7 – Com Ezequiel Amoras (parte II) – Biotenda na área do Slackline;

– 9h às 16h – Exposição do Exército, Corpo de Bombeiros e Batalhão Ambiental com foco na prevenção a queimadas e desmatamento na proteção a vida – Ecótono;

– 9h às 16h – Exposição de barracas e programação para o Biocamping com pré-inscrição para o acampamento de Aniversário do Bioparque – Área do Biocamping;

– 9h às 17h – Exposição de espécies da Fauna Silvestre – Espaço Multiuso;

– 10h e 15h – Contação de história sobre a preservação da natureza, com apresentação lúdica para crianças – Espaço Casa da Jaguatirica – Casa da Jaguatirica;

– Distribuição de Semente de Moringa – Durante todo o dia na saída do Bioparque;

– 18h Encerramento das atividades da Semana da Amazônia.

Secretaria de Comunicação de Macapá

Volnei Oliveira

Assessor de comunicação

Covid-19: Prefeitura de Macapá registra 300 consultas nas unidades de referência neste domingo, 30

As UBS’s Lélio Silva, Marabaixo, Álvaro Corrêa e Unidade Básica Santa Inês, que são referência no atendimento de casos suspeitos de Covid-19 em Macapá, registraram neste domingo, 30 de agosto, 300 atendimentos de consultas a pacientes com sintomas da síndrome respiratória. Em 24 horas, foram prescritas 250 receitas e realizados 111 testes rápidos.

A UBS Lélio Silva contabilizou 116 pacientes consultados e a entrega de 80 kits de medicamentos. A unidade Álvaro Corrêa, na zona norte, atendeu 81 pessoas, dos quais 115 receberam a prescrição para o início do tratamento e saíram do local com kits de medicamentos.

Na UBS Marabaixo, foram atendidos 35 pacientes; e na unidade Santa Inês, 68 pessoas procuraram assistência médica com sintomas da síndrome gripal. Em todas as unidades de referência, pacientes com prescrição para o início do tratamento receberam kits de medicamentos. Neste domingo foram entregues à população 1.105 comprimidos de azitromicina e 884 de ivermectina.

Secretaria de Comunicação de Macapá

Karla Marques

Assessora de comunicação

Estação Verão Online: no estacionamento do Bioparque da Amazônia, música e dança são atrações para internautas

Fotos: Gabriel Flores

Neste domingo, 30, a Prefeitura de Macapá realizou mais uma edição do projeto Estação Verão Online. Como inovação, o evento foi realizado no estacionamento do Bioparque da Amazônia, localizado na rodovia JK, distrito de Fazendinha. A programação reuniu cantores de diversos gêneros musicais, grupos de pagode e de dança.

Não teve a presença do público, respeitando as regras de distanciamento social, se adaptando em tempos de pandemia. Os internautas puderam acompanhar a transmissão das apresentações pela página oficial da Prefeitura de Macapá, que registrou bom número de acesso.

A cantora Sandra Lima abriu os shows e elogiou a iniciativa. “É uma ideia formidável, porque precisamos nos reinventar em virtude dessa doença. Achamos uma forma de levar música até a casa das pessoas e, dessa forma, nos oportuniza a também garantir renda. Lógico, seguindo todas as normas de segurança”, disse.

Ainda teve a apresentação do grupo Danças Urbanas, Corpo Mídia, Amado Amâncio, Beto 7 Cordas, Jorginho do Cavaco e Meio Dia da Imperatriz. Nos intervalos dos shows, todos os instrumentos musicais e equipamentos de som passaram por higienização, seguindo o protocolo de segurança. Toda a equipe técnica que trabalhou no evento usou máscara, álcool gel e luvas.

Segundo a diretora-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Marina Beckman, o Estação Verão Online valoriza artistas e técnicos que enfrentam dificuldades financeiras durante a pandemia da Covid-19. Na avaliação da coordenação, o evento tem sido positivo.

“Estamos conseguindo realizar o evento e a avaliação tem sido muito positiva. Conseguido ajudar profissionais da cultura de um modo geral e todos os envolvidos. Temos técnicos de som, de luz e outros que dependem dos eventos culturais. Com isso, respeitando as regras de segurança, ajudar a todos”, finalizou. 

O Estação Verão Online já ocorreu no balneário de Fazendinha, CEU das Artes (Infraero 2) e Mercado Central. A programação segue nesta quarta-feira, 2, com Estação Criança, às 15h; e Estação Lunar na quinta-feira, 3, às 19h.

Estação Criança – 2 de setembro (quarta-feira)

15h às 18h30 – Bioparque da Amazônia

15h – “Grupo de Capoeira Quilombo Brasil” e “Capoeira que encantou o mundo” (capoeira)

15h20 – Ruth Xavier (literatura)

15h40 – Eugênia Mesquita (literatura)

16h – Grupo Relatus (dança)

16h20 – Cirquim Du Tiquim (circo)

16h40 – Tonton e Peteca (circo)

17h – Cadê o brilho da estrela? (teatro)

17h20 – Curupira um ser inesquecível (teatro)

17h40 – As reprises nossas de cada dia (teatro)

18h – Patativas Tucujus (teatro)

Estação Lunar – 3 de setembro (quinta-feira)

19h às 22h30 – Fazendinha

19h –Exposição de artes Gibran Santana (artes visuais) (até as 22h30)

19h – Alan Yared (música)

19h30 – Hayan Chandra (literatura)

19h50 – Suíte Popular (música)

20h20 – Ariel Moura (música)

20h50 – Poetas Azuis (música)

Secretaria de Comunicação de Macapá

Jonhwene Silva

Assessor de comunicação        

Nova Estação: Macapá Verão 2020 segue com apresentações online

Fotos: Gabriel Flores

A prefeitura deu continuidade à programação online do Macapá Verão 2020. No último sábado, 29, o evento da Nova Estação ocorreu no Teatro João Goulart, localizado no CEU das Artes, zona norte da cidade. Quem abriu a noite foi o grupo Coletivo Psicodélico, com a apresentação o instante do invisível.

De acordo com a artista Mapige Gemaque, o momento apesar da pandemia, é de alegria. “Poder contribuir com a população, levando um pouco de alegria por meio de nossa arte, deixa o coração mais animado e cheio de esperança. Agradecemos a prefeitura, que abriu o espaço para que o evento acontecesse”, disse.

Os internautas também puderam acompanhar pela Live as apresentações de cinema com curta de domingo a domingo e de circo com o artista Jones Barsou. Todos os cuidados estão sendo tomados. A cada apresentação, o espaço e os equipamentos passam por desinfecção.

Em seguida, a música rolou com as bandas Eclesiastes, Colibris, Macacos Pelados e os cantores Ágda, Mc Deeh e Vini Gonçalves. Segundo a diretora-presidente de Cultura de Macapá, Marina Beckman, a Nova Estação nasce em 2020 e integra diversos segmentos culturais. “Música, teatro, poesia, apresentações circenses e muito mais. Esse é o objetivo da Nova Estação, oportunizar mais artistas amapaenses e valorizar o que de melhor temos em nossa cultura”, explicou.

Secretaria de comunicação de Macapá

Amelline Borges

Assessora de comunicação

Novo decreto da prefeitura restringe estacionamento e aglomeração das 21h às 6h na extensão da orla de Macapá

Fotos: Gabriel Flores

O prefeito de Macapá, Clécio Luís, assinou neste sábado, 29 de agosto, o Decreto nº 3.030/2020, da 6ª etapa de retomada gradual das atividades econômicas e sociais. Neste decreto, fica restrito o estacionamento de veículos na extensão da orla da cidade e Praça Zagury das 21h até 6h, nos seguintes trechos: Rua Beira Rio, entre complexo do Araxá e Avenida Rio Matapi; Avenida Coaracy Nunes, entre as ruas Cândido Mendes e Binga Uchôa; Rua Mendonça Junior, entre as avenidas Azarias Neto e Binga Uchôa; e Rua Azarias Neto, entre as avenidas Mendonça Junior e Presidente Vargas.

“Infelizmente, tivemos que tomar essas medidas diante das cenas agressivas que temos presenciado na orla de Macapá todas as noites, com imagens que desrespeitam os nossos mortos por Covid-19, as pessoas que ficaram doentes e famílias enlutadas, e o sacrifício dos empresários, que tiveram seus estabelecimentos fechados, bem como as pessoas que perderam seus empregos. É uma medida restritiva focada no ponto onde realmente está dando problema. Fizemos uma avaliação nos últimos dias e constatamos que são pessoas que se dirigem ao local, causando aglomeração, sem usar máscara, sem nenhum tipo de cuidado e total desrespeito à legislação e à memória da tragédia”, ponderou o prefeito.

“A intenção é prevenir eventuais avanços da contaminação na população e retrocessos nos decretos das retomadas das atividades econômicas e sociais em Macapá. Portanto, teremos mais duas semanas de avaliação e espero contar com a contribuição de todos, como venho tendo da maioria da população, porque é para o bem de todos. E não esqueçam, por favor, usem máscara e evitem aglomerações”, completou Clécio Luís.

O decreto continua restringindo a aglomeração de pessoas em espaços públicos. Outras medidas também entraram nesta nova etapa, como a proibição de crianças de até dois anos de idade em estabelecimentos comerciais como lojas, bares e supermercados, com exceção dos restaurantes, lanchonetes, sorveterias, templos, igrejas e similares. Também continua limitada a entrada de, no máximo, uma pessoa por família em mercados, supermercados, atacadistas, miniboxes e similares. A prefeitura lembra ainda que continua em vigor o decreto que estipula o uso obrigatório de máscara com multa de um salário mínimo para quem for flagrado sem o equipamento de proteção facial.

Todas as orientações sobre o funcionamento de cada modalidade nesta nova fase da 6ª etapa de retomada estão no Decreto n° 3.030/2020 e podem ser acessadas pelo link: http://macapa.ap.gov.br/coronavirus/atos-normativos.

Laboratório Covid

A Prefeitura de Macapá abriu o Laboratório Covid para testagem de pessoas assintomáticas. O espaço, localizado na Avenida FAB, já está funcionando de segunda a sábado, das 7h às 22h. O objetivo é ampliar a testagem na população e identificar aquelas pessoas que, mesmo assintomáticas, são portadoras do vírus, buscando orientá-las quanto à necessidade do isolamento. Dessa forma, diminuindo a circulação do vírus no município.

UBS vocacionadas para casos suspeitos da Covid-19

No entanto, os pacientes que apresentam sintomas da doença devem procurar as unidades de saúde de referência no atendimento aos casos suspeitos de Covid-19, para que sejam avaliados pelo médico; são elas: Lélio Silva, Marabaixo, Álvaro Corrêa e Covid Santa Inês.

Secretaria de Comunicação de Macapá

Kelly Pantoja

Assessora comunicação

Transparência: pela segunda vez Macapá fica em 1º lugar no ranking da Open Knowledge Brasil na qualidade dos dados epidemiológicos

O ranking feito pela Open Knowledge Brasil (OKBR) classificou Macapá como a capital brasileira com o melhor índice de transparência na qualidade dos dados e informações relativos à pandemia do novo Coronavírus, publicados em seus portais oficiais. Macapá, desta vez, alcançou nota máxima de 100 pontos, junto à capital Manaus, obtendo nível máximo. Na primeira avaliação feita, a nota foi de 91 pontos, e só Macapá ficou em primeiro.

Esta é a segunda avaliação da Open Knowledge Brasil (https://transparenciacovid19.ok.org.br/), que, no período de 20 de agosto até 3 de setembro, analisou os dados que são divulgados em relação à pandemia, gráficos, boletins, acesso e qualidade da informação. O índice é representado em uma escala de 0 a 100, em que 0 representa o ente menos transparente e 100 o mais transparente. O resultado indica que Macapá é a capital que melhor divulga os dados epidemiológicos da pandemia, com os boletins atualizados com o número de contaminados e de exames, dados sobre atendimentos, taxa de isolamento, gráficos e outros que qualquer pessoa pode pesquisar no Portal da Transparência (https://macapa.ap.gov.br/coronavirus/).

Mesmo obtendo o primeiro lugar na primeira análise, a equipe responsável pelo portal buscou melhorar as informações, com mais dados, gráficos mais detalhados, índice de isolamento; os boletins passaram, além dos casos de contaminados, óbitos e internados. Hoje é divulgado também o número de consultas, receitas e testes feitos nos Centros de Covid-19, das Unidades Básicas de Saúde do município.

“Esse trabalho é uma força-tarefa que integra várias áreas da prefeitura. Além da Secretaria Municipal de Transparência e Controladoria, da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, responsáveis pelo Portal Covid-19, tem também a Secretaria Municipal de Saúde, Ouvidoria Geral e a Secretaria Municipal de Comunicação, que trabalham nesse fluxo de informação e mantendo a população informada sobre a pandemia, por meio dos portais. Isso fez com que obtivéssemos esse primeiro lugar mais uma vez, e agora com a nota máxima”, ressalta o prefeito de Macapá, Clécio Luís.

Macapá é a capital que vem se destacando na transparência no Brasil e alcançando os primeiros lugares nos rankings da Open Knowledge Brasil (OKBR), em dados epidemiológicos, com o ranking da Transparência Internacional, em relação à divulgação dos Contratos Emergenciais no período de pandemia.

Secretaria de Comunicação de Macapá

Pérola Pedrosa

Assessora de comunicação

Macapá registra 17.134 casos confirmados de Covid-19 e 446 óbitos

O Município de Macapá tem 17.134 casos positivos de Covid-19, 446 óbitos confirmados e 96 seguem em investigação epidemiológica. Os dados foram atualizados neste sábado, 29 de agosto. O Município tem agora 12.519 casos descartados, 11.499 pessoas recuperadas, 1.365 exames aguardam análise laboratorial de pacientes suspeitos.

Neste sábado, 29, a Vigilância Epidemiológica concluiu a investigação de 1 óbito, ocorrido em maio: de um homem de 23 anos, dia 19.05.20, no Hospital de Emergência, sem informações de comorbidade.

Quando devo procurar uma UBS

A população pode buscar os serviços nas UBS’s Lélio Silva, Álvaro Corrêa, Marabaixo e Unidade de Saúde Covid Santa Inês quando apresentar os sintomas iniciais do vírus, como febre, tosse, dor de garganta e coriza e dificuldade respiratória para receber uma avaliação. Se após o procedimento o profissional entender que o quadro se encaixa em uma suspeita, ele realizará os procedimentos previstos no fluxograma de atendimento adotado pela Saúde municipal.

Secretaria de Comunicação de Macapá

Karla Marques

Assessora de comunicação

Macapá Verão Online: diversidade de estilos e canções autorais marcam Estação Rock

Fotos: Gabriel Flores

O CEU das Artes foi palco de mais uma transmissão do Macapá Verão Online. Desta vez, com a Estação Rock, que reuniu oito bandas amapaenses para tocar os mais variados estilos do bom e velho Rock i’n Roll.

A cantora Brenda Zeni, que atua profissionalmente desde 2011, iniciou as apresentações trazendo o estilo pop rock e canções autorais, com pensamentos reflexivos quanto à violência. Em seguida, a vez do pop rock dos meninos da Tia Biló, que trouxeram suas canções autorais.

Com quatorze anos de carreira, a banda Stereovitrola foi a terceira a se apresentar, com seu estilo sessentista psicodélico misturado ao pós-punk inglês. Levou aos espectadores um repertório totalmente autoral que misturou músicas dos quatro álbuns que a banda tem gravado.

Também se apresentaram as bandas Mini Box Lunar, transitando em diversos gêneros como o baião psicodélico da canção “Faça Isso”. Depois, a Banda Dezoito 21, a mais antiga do cenário rock amapaense, formada desde 1996, apresentando músicas do mais recente trabalho “Setecismo”.

O power metal ficou por conta da Keona Spirit. Fundada em 2012, apresentaram músicas compostas durante a pandemia. “Esse é um período que todos nós tivemos que nos reinventar. Aproveitamos o período de isolamento para fazer novas canções e mostrar o lado positivo do metal, que é feito com muito respeito e dedicação”, disse o vocalista Ravel.

A Nova Ordem, banda fundadora do Movimento Liberdade ao Rock, está em cena há 10 anos e mostrou o trabalho do álbum “Flores e Velas”, lançado em 2018. O encerramento da noite ficou por conta do hard rock, da banda Venecy, que, desde que iniciou a pandemia, não fazia apresentações. “Foram seis meses sem se apresentar, e a saudade dos palcos era grande”, comentou a vocalista Hanna Paulino.

A programação do Macapá Verão Online continua neste sábado, 29, com a Nova Estação, que terá cinema, arte e música, com transmissão a partir das 19h.  

Secretaria de Comunicação de Macapá

Jamile Moreira

Assessora de comunicação

Lei Municipal n° 2.405/2020: Prefeitura de Macapá declara áreas de interesse social em cinco distritos da região do Pacuí

Fotos: Cleito Souza

O prefeito de Macapá, Clécio Luís, assinou a Lei n° 2.405/2020, que declara de interesse social as áreas de São Joaquim do Pacuí, Vila São Tomé, comunidade do Corre Água, Vila Santa Luzia do Pacuí e Vila Liberdade, nesta sexta-feira, 28. Desta forma, as áreas urbanas destas cinco localidades passarão pelo processo de regularização fundiária para, assim, garantir o direito à moradia de quem habita a região.

A finalidade é declarar como Áreas de Interesse Social para a Regularização Fundiária Urbana – na modalidade Reurb-s, em adesão ao Programa Moradia Legal, nos termos da Lei Federal nº 13.465/2017. A assinatura desta lei municipal é um dos passos que consolida o programa de cooperação do Tribunal de Justiça do Amapá com a Prefeitura de Macapá, que beneficiará mais de 350 famílias no distrito do Pacuí.

“O Tjap propôs o projeto que tem o amparo legal para implantar o programa de regularização fundiária em São Joaquim. Já fizemos o georreferenciamento e delimitamos as quadras e lotes para entregarmos o título definitivo, sem custo, às pessoas de baixa renda da localidade. O trabalho segue atualmente com o cadastro das famílias pela Assistência Social da Prefeitura de Macapá”, explicou o prefeito de Macapá, Clécio Luís.

A nova lei também visa solucionar a problemática relacionada às ocupações e construções irregulares em Macapá, que resultaram nos chamados núcleos urbanos informais, sujeitos a especulação imobiliária, invasões, bem como a geração de diversos vazios urbanos, ou seja, locais que não cumprem a função social a que foram delimitados dentro de uma cidade.

A exemplo do distrito de São Joaquim do Pacuí, outras comunidades do entorno serão contempladas com o Moradia Legal. “As comunidades de Vila São Tomé, Comunidade Corre Água, Vila Santa Luzia do Pacuí e Vila Liberdade também irão passar pelo mesmo procedimento, e a assinatura desta lei dará a oportunidade de várias famílias terem o direito de regularizar seu lote urbano, trazendo dignidade e o direito pleno à sua moradia”, ensejou Clécio Luís.

Participaram da assinatura da lei a Procuradoria Geral do Município, Câmara de Vereadores de Macapá e representantes das comunidades de São Joaquim do Pacuí, Santa Luzia, Vila do Corre Água e Liberdade. “Moradores de outras comunidades já esperam pela regularização de terras. É um direito de quem mora naquele local há anos e ficamos gratos pelo empenho da Prefeitura de Macapá com os moradores da região”, explicou Daisiane Magalhães, moradora do distrito de São Joaquim do Pacuí.

Secretaria de Comunicação de Macapá

Clauriana Costa

Assessora de comunicação

Covid-19: Prefeitura de Macapá registra 644 consultas nas unidades de referência nesta sexta-feira, 28

As UBS’s Lélio Silva, Marabaixo, Álvaro Corrêa e Unidade Básica Santa Inês, que são referência no atendimento de casos suspeitos de Covid-19 em Macapá, registraram nesta sexta-feira, 28 de agosto, 644 atendimentos de consultas a pacientes com sintomas da síndrome respiratória. Em 24 horas, foram prescritas 449 receitas e realizados 274 testes rápidos.

A UBS Lélio Silva contabilizou 228 pacientes consultados e a entrega de 165 kits de medicamentos. A unidade Álvaro Corrêa, na zona norte, atendeu 160 pessoas, dos quais 140 receberam a prescrição para o início do tratamento e saíram do local com kits de medicamentos.

Na UBS Marabaixo, foram atendidos 88 pacientes; e na unidade Santa Inês, 168 pessoas procuraram assistência médica com sintomas da síndrome gripal. Em todas as unidades de referência, pacientes com prescrição para o início do tratamento receberam kits de medicamentos. Nesta sexta foram entregues à população 1.875 comprimidos de azitromicina e 1.500 de ivermectina.

Secretaria de Comunicação de Macapá

Karla Marques

Assessora de comunicação