Semana da Árvore: Prefeitura de Macapá promove programação voltada ao meio ambiente e sustentabilidade

As ações acontecerão entre os dias 20 e 24 de setembro com plantio de árvore, educação ambiental, blits educativa com entrega de mudas e visita guiada de estudantes ao Bioparque.

Por Dulce Sousa - Secretaria Municipal de Meio Ambiente

A Prefeitura Municipal de Macapá, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável e Postura Urbana (Semam) iniciará do dia 20 a 24 de setembro ações alusivas ao Dia da Árvore, comemorado no dia 21 de setembro. As atividades possibilitam entender a importância da árvore para o ser humano e como proteger o meio ambiente, intensificando as arborizações na cidade.

Com objetivo de conscientizar a população sobre a importância dessa grande riqueza natural, foi programado uma semana com diversas ações, como plantio de árvores, campanhas em escolas, confecções de lixeiras ecológicas e visita guiada ao Bioparque da Amazônia.

A programação da Semana da Árvore acontecerá de 20 a 24 de setembro com plantio de 90 mudas de espécies como oiti, alvineira, ipê amarelo e sumaúma. Entre os lugares contemplados com o trabalho de arborização estão a rua José Tupinambá (ao lado do aeroporto) a Lagoa dos Índios, Residencial Mucajá, Morada das Palmeiras, Bairro Perpétuo Socorro, Arena do Jardim I.

“Trabalhamos em uma programação com ações para que, no futuro, as crianças que estão fazendo parte desse incentivo sintam orgulho de ver uma árvore que elas mesmas ajudaram a plantar e, principalmente, ensinar que, como cidadãos, precisamos adotar práticas sustentáveis para a preservação do meio ambiente”, disse o secretário municipal de Meio Ambiente.

A semana da árvore foi pensada com o objetivo de deixar a cidade mais arborizada, assim se se dividiu nas seguintes datas:

Segunda-feira, 20 de setembro – iniciando com o plantio na rua José Tupinambá (ao lado do aeroporto) de 20 arbóreas, doações de mudas e ação de conscientização ambiental.

Terça-feira, 21 de setembro – abertura com o secretário Municipal de Meio Ambiente, Raimundo Amanajás Amoras, explanando a importância de se adotar uma árvore e quais seus benefícios. Serão plantadas mais 26 arbóreas e o secretario irá fazer um plantio simbólico com as crianças e moradores.

Dando continuidade às ações, serão implantadas lixeiras ecológicas, além de mais uma ação voltada à conscientização ambiental realizada pela divisão da Educação Ambiental, que irá percorrer vias informando a população sobre a importância de manter o ambiente limpo e preservar as plantas doadas naquele local. Finalizando o dia com blitz educativa com entregas de mudas e sacolinhas de lixo para automóvel.

A partir de uma prévia visita realizada no residencial Mucajá, a equipe da educação ambiental detectou a importância de implantar algumas 10 lixeiras ecológicas. reutilizando pneus de carro, em lugares estratégicos, tendo em vista que as lixeiras já existentes no local não comportam a quantidade de lixo do habitacional.

Lixeiras ecológicas

Quarta-feira, 22 de setembro – o bairro Morada das Palmeiras receberá 26 arbóreas.

Quinta-feira, 23 de setembro – a programação continua com o plantio de duas mudas de ipê amarelo na Escola Municipal Cantinho do Amor, localizado no bairro Perpétuo Socorro. Além disso, 10 alunos do 2º período da instituição serão guiados pelos professores e a equipe da Educação Ambiental da Semam em uma visita ao Bioparque da Amazônia.

“O Bioparque também trabalha com a conscientização ambiental. As crianças, por exemplo, costumam ficar fascinadas com a natureza presente no espaço. A semana da árvore proporcionará, através da visita guiada, uma visão diferenciada sobre a fauna e flora amazônica, por meio da contemplação da natureza e educação ambiental”, comenta o diretor-presidente do Bioparque, Marcelo Oliveira.

Sexta-feira, 24 de setembro – para finalizarmos a semana serão feitos plantios de 16 arbóreas na arena do Jardim I e doações de mudas. Além disso, mais intervenções voltadas à educação ambiental serão feiras na comunidade e, ainda, um jogo de futebol com as crianças do projeto “Garoto do Futuro”.

Dia da árvore
Esta data foi escolhida por anteceder o início da primavera no hemisfério sul que, dependendo do ano, pode ocorrer entre os dias 22 e 23 de setembro. O objetivo deste dia é conscientizar sobre a importância da preservação das árvores e das florestas, incentivando a proteção do meio ambiente com atitudes que trazem benefícios à natureza.

‘A gente se distrai e esquece um pouco das coisas da rua’, diz usuária do Centro Pop em visita ao Bioparque da Amazônia

As visitas guiadas no Bioparque proporcionam aos visitantes uma visão diferenciada sobre a fauna e flora amazônica, por meio da contemplação da natureza e educação ambiental.

Por Aline Paiva - Fundação Bioparque da Amazônia

O Bioparque da Amazônia inspira momentos de felicidade, como aconteceu com Lindalva Pereira de Lima, de 55 anos, usuária do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP), ligado à Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas). A ação aconteceu nesta sexta-feira (10) e tinha como objetivo proporcionar lazer através de uma visita guiada no parque.

Lindalva conta que é sua segunda vez que vem ao Bioparque com os colegas do Centro Pop. Ela aproveitou a visita guiada para conhecer um pouco mais da natureza amazônica presente no local.

“Gostei, porque a gente se distrai e esquece um pouco das coisas da rua. Agora o espaço possui coisas diferentes. Na primeira vez não tinha ainda onça. Além disso, os guias explicaram como vivem os animais. Achei tudo muito bonito’’, comenta.

Segundo a coordenadora do Centro Pop, Camila de Cássia, o centro desempenha um papel de acolhimento de pessoas em situação de rua em Macapá.

‘’O Centro Pop atende diariamente mais de 30 pessoas, prestando acolhimento e atendimento psicológico. A mudança de ambiente permite uma interação maior entre os usuários, sendo uma maneira de distraí-los. O Bioparque é diferente do dia a dia deles, por isso ficaram bem felizes’’, afirma.

Bioparque
O Bioparque da Amazônia agrega três biomas presentes no Amapá e está localizado em Fazendinha, distante a 15 minutos do centro de Macapá. O local funciona de quarta a domingo, das 9h às 17h.

‘’Frequentemente realizamos ações sociais dentro do parque, que visem a saúde e bem-estar da população. Nossa intenção é sempre permitir um ambiente agradável. Desta forma, também temos atividades voltadas para educação ambiental e contemplação da natureza’’, finaliza o diretor-presidente do Bioparque, Marcelo Oliveira.

Bioparque da Amazônia celebra o Dia do Biólogo com programação educativa

O parque é localizado no distrito da Fazendinha e funciona de quarta a domingo, com atividades voltadas para educação ambiental, contemplação da natureza e prática de esportes radicais.

Por Aline Paiva - Fundação Bioparque da Amazônia

O Bioparque da Amazônia celebra o Dia Nacional do Biólogo com uma programação educativa nesta sexta-feira (3), data em que se comemora a regulamentação da profissão. A intenção é proporcionar aos visitantes um momento de lazer atrelado às noções ambientais sobre a fauna presente no local.

A programação contará com duas visitas guiadas. A primeira será realizada ao Meliponário, com Richardson Frazão, biólogo e responsável técnico da empresa Nectar Consultoria na Amazônia, que atua no manejo e consultoria especializada das colmeias no localizado no Bioparque. A segunda tem como tema: ‘Conhecendo os Animais da Fauna Brasileira’ e percorrerá os logradouros do parque, com ensinamentos do biólogo Walber Vasconcelos.

Também será promovida a palestra ‘Conservação de Sirênios no Estuário Amazônico’, com a facilitadora Danielle Lima, do Grupo de Pesquisa em Mamíferos Aquáticos Amazônicos, do Instituto Mamirauá. A conversa abordará a estabilização dos animais marinhos resgatados em situações adversas em Macapá.

De acordo com o diretor-presidente do Bioparque, Marcelo Oliveira, a ação deseja prestar homenagem a estes profissionais essenciais para manutenção do parque. Além disso, as atividades de contemplação da natureza e prática de esportes radicais seguem mantidas normalmente.

‘’Pensamos em uma ação didática com os biólogos do parque, que realizam um trabalho fundamental de monitoramento da biodiversidade. Para isso, iremos promover um momento especial, em alusão a esta data importante. Os visitantes poderão conhecer um pouco mais sobre os cuidados essenciais aos animais’’, destaca.

Biólogos
O Bioparque da Amazônia possui em sua equipe técnica sete biólogos, que são responsáveis pelo acompanhamento da biodiversidade em geral.

“Realizamos trabalhos variados que compõem a flora, com acompanhamento das árvores e produção de mudas, e também da fauna, com a verificação do bem-estar, comportamento e alimentação balanceada dos animais que habitam o parque”, explica o biólogo responsável do Bioparque, Breno Nery.

A ação acontece em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (IDSM), por meio do Grupo de Pesquisa em Mamíferos Aquáticos Amazônicos (GPMAA) e da Rede de Pesquisa e Conservação de Sirênios no Estuário Amazônico (SEA), que auxilia o Bioparque no manejo de animais marinhos da espécie peixe-boi.

Programação
Data: 3 de setembro (sexta-feira)
• 09h – Visita guiada ao Meliponário, com o Biológo Richardson Frazão
• 09h30 – Visita guiada aos logradouros e conversa sobre o tema ‘Conhecendo os Animais da Fauna Brasileira’, com o Biológo Walber Vasconcelos
• 10h30 – Palestra sobre a conservação de Sirênios no Estuário Amazônico, com a integrante do Instituto Mamirauá Danielle Lima

Quatis ganham novo espaço natural no Bioparque da Amazônia

O parque é localizado no distrito da Fazendinha e funciona de quarta a domingo, com atividades voltadas para educação ambiental, contemplação da natureza e prática de esportes de aventura.

Por Aline Paiva - Fundação Bioparque da Amazônia

Foto: Adevaldo Cunha

Os quatis que habitam o Bioparque da Amazônia ganharam um novo espaço natural: o Bosque do Quati. O local possui uma área adaptada para os animais, que são conhecidos por sua cabeça triangular, nariz pontudo, pelagem avermelhada e cauda listrada em formato de anel.

O Bosque do Quati estará disponível para visitação a partir desta sexta-feira (27). O novo espaço fica localizado na trilha do Pau Brasil.

Segundo o diretor-presidente do Bioparque, Marcelo Oliveira, os quatis integram a fauna presente na unidade. No parque, os animais costumam passear pelos habitats naturais, correndo através da vegetação.

“Os quatis são  animais diurnos e observamos eles invadindo os espaços de outros animais. Por isso, escolhemos um local que eles costumavam se reunir, para montar um cantinho especial, que conta com um trabalho em paisagismo e também artístico. No bosque eles poderão se alimentar e interagir”, declara.

Serviços de revitalização
Serviços de manutenção e limpeza dentro do Bioparque estão sendo promovidos desde o dia 23 de agosto. A revitalização contou com sinalização para acessibilidade no chão, pintura do jardim sensorial e dos logradouros do jacaré, das antas, dos macacos e jabutis.

Além disso, foram recuperadas as mobílias de madeira, tais como bancos e balanços, e também criados espaços de paisagismo na entrada do parque.

Bioparque da Amazônia 
O Bioparque agrega três biomas presentes no Amapá e está localizado no Distrito da Fazendinha, distante a 15 minutos do centro de Macapá.

As belezas naturais do parque refletem a fauna e flora amazônica, em toda sua contemplação. De quarta a domingo, das 9h às 17h, os visitantes podem participar de atividades voltadas para educação ambiental, contemplação da natureza e prática de esportes de aventura, como arvorismo, canoagem e tirolesa.