PREFEITURA DE MACAPÁ PARTICIPA DE ESTUDO SOBRE PREVALÊNCIA DE COVID-19

Macapá recebe a partir do dia 4 de junho a equipe de entrevistadores do estudo sobre a “Evolução da Prevalência de Infecção por Covid-19”, financiado pelo Ministério da Saúde e coordenado pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Essa é a segunda de três etapas do estudo, que contemplou 133 municípios. O objetivo é avaliar como o novo Coronavírus se propaga pelo país, por meio da testagem de anticorpos na população.

Em Macapá, a coleta de dados será feita em 250 domicílios pelos profissionais do Ibope, com o apoio da prefeitura. Em cada casa é escolhido um morador para participar do inquérito. Na visita, a equipe também disponibiliza um questionário sobre doenças preexistentes e possíveis sintomas da Covid-19 nos últimos 30 dias, além da aplicação do teste rápido.

“A Secretaria Municipal de Saúde irá contribuir com o descarte de material infectante, notificação e encaminhamento de casos positivos, além do transporte dos entrevistadores, entendendo a importância da participação do Município nesse estudo”, diz a subsecretária de Assistência à Saúde, Tânia Vilhena.

A atividade, que tem previsão para acontecer até 6 de junho, com possibilidade de extensão, acontecerá em diversos bairros da capital, onde os moradores serão sorteados. Se após a testagem o resultado for negativo, os entrevistadores seguem para outra residência. Em caso de resultado positivo, todos os moradores do domicílio serão testados.

“Evolução da Prevalência de Infecção por Covid-19”

O Ministério da Saúde financia o estudo “Evolução da Prevalência de Infecção por Covid-19”, coordenado pelo Centro de Pesquisas Epidemiológicas da Universidade Federal de Pelotas, que analisará a evolução de casos da Covid-19 na população brasileira. Ao todo, 133 municípios de todas as regiões do país serão submetidos ao teste rápido (sorologia), que detecta se a pessoa já teve a doença.

Os dados coletados servirão de base para estimar o percentual de brasileiros infectados, avaliar os sintomas mais comumente relatados, estimar recursos hospitalares necessários ao enfrentamento da pandemia e permitir o desenho de estratégias para abrandar as medidas de isolamento social.

Secretaria de Comunicação de Macapá

Jamile Moreira
Assessora de comunicação/Saúde