Prefeito sanciona Lei que cria o projeto ‘Orla Livre’; iniciativa vai proporcionar espaço de esporte e lazer aos macapaenses

Com a lei, fica determinado que aos domingos, no horário das 8h às 19h, um trecho da Orla de Macapá seja fechado e direcionado ao lazer da população. O projeto de Lei é de autoria do vereador Bruno Santos (PSDB) e foi sancionado na tarde desta quinta-feira (21).

Por Laiza Mangas - Secretaria Municipal de Comunicação Social

A população de Macapá terá um espaço exclusivo de práticas esportivas e de lazer aos domingos. A iniciativa contempla o projeto ‘Orla Viva’, criado por meio da Lei de nº 2.493 de 2021, de autoria do vereador Bruno Santos (PSDB). A cerimônia de sanção aconteceu na tarde desta quinta-feira (21).

A partir do documento, será restringido veículos automotores aos domingos, das 8h às 19h, nos perímetros entre as Avenidas Pedro Lazarino e Rua Professor Zacarias Alves Araújo, ambas localizadas no bairro Santa Inês.

“O nosso objetivo é proporcionar um espaço para que os nossos munícipes possam praticar suas atividades físicas e desenvolver atividades de lazer, culturais, entretenimento e empreendedorismo. Uma iniciativa que todos se beneficiam e ficam mais próximos do nosso majestoso Rio Amazonas. Parabéns ao vereador Bruno pela iniciativa”, disse o prefeito Dr. Furlan.

O vereador Bruno Santos explica que o projeto criado por ele, na verdade, consiste em uma alteração dos artigos da Lei Municipal de nº 2.124 de 2014 que já restringia os veículos no perímetro, porém, em período menor.

“A Lei sancionada em 2014 é de autoria do vereador André Lima e, em comum acordo, decidimos criar o projeto de Lei que hoje está sendo sancionado pelo prefeito Dr. Furlan. Nós entendemos que estender o horário atinja todos os públicos, os que preferem ir caminhar de manhã, por exemplo, e os que gostam de ir à Orla no final da tarde”, afirma o vereador.

O vereador também pontua que foi realizada uma Audiência Pública na Câmara Municipal de Vereadores com a presença da Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), além de empreendedores de vários segmentos.

Será realizada mais uma escuta pública com os empreendedores que atuam no local para determinação da data de início do projeto.

“A nossa intenção é fazer da Orla o nosso potencial econômico e estamos trabalhando para fomentar o turismo e economia de Macapá. Temos que aproveitar que somos contemplados pelo Rio Amazonas”, finaliza Dr. Furlan.

Confira os públicos atendidos pela vacinação contra Covid-19 nesta sexta-feira (22) em Macapá

Podem receber a vacina os cidadãos aptos a 1ª, 2ª e 3ª dose de Coronavac, Astrazeneca e Pfizer.

Por - Secretaria Municipal de Comunicação Social

As ações de vacinação contra a Covid-19 da Secretaria Municipal de Saúde atendem diversos públicos nesta sexta-feira (22). Os imunizantes estão disponíveis em pontos das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Unidade Covid Santa Inês e pontos fixos de drive-thru.

Confira abaixo horários e pontos de vacinação de cada público:

• Públicos nas Unidades Básicas de Saúde

1ª dose para o público em geral com mais de 18 anos
2ª dose de Pfizer para quem está com período de recebimento até 25/10
2ª dose de Astrazeneca para quem está com período de recebimento até 25/10
2ª dose de Coronavac para quem está no período de recebimento
2ª dose para adolescentes com comorbidades que estão no período de recebimento
3ª dose para idosos com 60 anos +
3ª dose para pessoas com 50 anos + com comorbidades

Atendimento de 8h às 12h e das 14h às 18h:

UBS Brasil Novo, UBS BR-210, UBS Álvaro Corrêa, UBS Novo Horizonte
UBS Marcelo Cândia, UBS Pedro Barros, UBS Pedrinhas, UBS Raimundo Hozanan, UBS Padre Raul Matte, UBS Leozildo Fontoura, UBS São Pedro
UBS Rosa Moita, UBS Marabaixo, UBS Cidade Nova e UBS Pacoval.

O tempo mínimo entre a 2ª e 3ª dose é de 5 meses para idosos e 21 dias para 50 anos + com comorbidades.

As comorbidades consideradas para a vacinação contra a Covid-19 são aquelas doenças pré-existentes incluídas na lista do Programa Nacional de Imunização (PNI), tais quais: diabetes mellitus, hipertensão arterial grave, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer e obesidade grave. Nesta fase, a imunização também estará disponível para pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) e Síndrome de Down.

• Públicos nos pontos de drive-thru

1ª dose para público em geral com 18 anos +
2ª dose de Astrazeneca para quem está com período de recebimento até 25/10
2ª dose de Coronavac para quem está no período de recebimento

Atendimento de 9h às 15h:

Drive-thru Zerão
Drive-thru Praça Floriano Peixoto
Drive-thru Curiaú
Drive-thru Marabaixo

• Públicos da Unidade Covid Santa Inês – 9h às 15h

1ª dose para adolescentes de 12 a 17 anos
1ª dose para público em geral com 18 anos +
2ª dose de Pfizer para quem está com período de recebimento até 25/10
2ª dose de Astrazeneca para quem está com período de recebimento até 25/10
2ª dose de Coronavac para quem está no período de recebimento
3ª dose para idosos com 60 anos +
3ª dose para pessoas com 50 anos + com comorbidades

O tempo mínimo entre a 2ª e 3ª dose é de 5 meses para idosos e 21 dias para 50 anos + com comorbidades.

• 3ª dose para profissionais da Saúde

Unidade Covid Santa Inês – das 9h às 15hAtendimento de 8h às 12h e das 14h às 18h:

UBS Brasil Novo, UBS BR-210, UBS Álvaro Corrêa, UBS Novo Horizonte
UBS Marcelo Cândia, UBS Pedro Barros, UBS Pedrinhas, UBS Raimundo Hozanan, UBS Padre Raul Matte, UBS Leozildo Fontoura, UBS São Pedro

UBS Rosa Moita, UBS Marabaixo, UBS Cidade Nova e UBS Pacoval.

Documentos para este público

Comprovante ou declaração de vínculo (contracheque, crachá ou documento da instituição), carteira de vacinação ou declaração do ConecteSUS e documento oficial com foto.

O tempo mínimo entre a 2ª e 3ª dose é de 5 meses para os profissionais da saúde.

• Públicos nas UBSs Congós e Perpétuo Socorro

1ª dose para adolescentes de 12 a 17 anos
2ª dose de Pfizer para aqueles estão com o prazo de recebimento até 25/10
3ª dose para idosos de 60 anos +

Atendimento de 8h às 12h e das 14h às 18h. O tempo mínimo entre a 2ª e 3ª dose é de 5 meses para idosos.

Documentos
Para receber o imunizante, é necessário apresentar os originais e cópias de um documento oficial com foto, comprovante de residência, CPF e carteira de vacinação.

O público que receberá a 2ª dose deve apresentar a carteira de vacinação com indicação do recebimento da 1ª dose. Já as pessoas que receberão a 3ª dose do imunizante verão ter a indicação da aplicação da 2ª dose da vacina.

As pessoas com 50 anos + com comorbidades deverão apresentar um laudo médico que comprove a sua condição e os adolescentes entre 12 e 17 anos devem estar acompanhados de um responsável.

Prefeitura de Macapá entrega alimentos para 33 famílias em ação no Cras Felicidade

As cestas entregues contêm frutas e legumes cultivados por agricultores locais.

Por - Secretaria Municipal de Comunicação Social

Em ação realizada nesta quinta-feira (21), no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Felicidade, coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), 33 famílias foram beneficiadas com cestas de alimentos contendo frutas e legumes cultivados por agricultores locais.

A ação foi destinada a famílias que fizeram a solicitação junto ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) ou que participam do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF), serviço de convivência e outras atividades realizadas pelo Cras.

Cada cesta entregue contém produtos in natura, como melancia, coco, banana grande, banana prata, mamão, limão, laranja e legumes.

“Nesta ação do Cras Felicidade, as famílias estão recebendo cestas completamente cheias de produtos naturais, isso proporciona uma alimentação saudável e nutricional”, explicou a coordenadora da unidade, Suellen Farias. O Cras também realizou atividade do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF), como parte da programação do Outubro Rosa. Foi realizada palestra com o tema “O autocuidado e a prevenção do câncer de mama”, além da distribuição de material informativo.

Cras alegria promove ação social dedicada aos idosos

A atividade contou com a parceria da Semsa para oferta de serviços de saúde.

Por - Secretaria Municipal de Assistência Social

A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) realizou nesta quinta-feira (21) uma programação especial voltada para os idosos que frequentam o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Alegria, no bairro Pedrinhas. As atividades contaram com a parceria da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Os idosos foram atendidos com verificação de pressão arterial e teste de glicemia, além de atividades do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo, com o tema “Cuidando da Saúde Física e Mental”. A atividade foi realizada em parceria com o Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica (NASF-AB) da Unidade Básica Pedrinhas, coordenado pela Semsa.

“A proposta é que esse tipo de ação ocorra pelo menos duas vezes ao mês. Para novembro já temos outras atividades programadas e a intenção é ampliar ainda mais, fortalecendo e aumentando o vínculo entre esses idosos”, explicou o coordenador do Cras, Ivanildo Ferreira.

Além da palestra, os idosos participaram de atividades de relaxamento, com a prática de exercícios e dinâmicas de grupo, que podem ser executadas diariamente por eles no próprio ambiente familiar.

“Essa atividade de alongamento é justamente o que os idosos precisam dentro da sua vida cotidiana. Muitos deles não têm a oportunidade de estar em um centro de reabilitação ou de fisioterapia, então trouxemos alguns exercícios de alongamento e de respiração, ensinando-os a praticá-los de forma correta e simples em casa. São exercícios que irão contribuir para a melhoria da saúde e disposição. Com alongamentos diários eles poderão ter um dia mais tranquilo, mais produtivo, com mais disposição e muito mais feliz”, destacou o técnico, Jairo Saraiva.

Seu Domingo dos Santos participou pela primeira vez da atividade e comentou com entusiasmo a alegria de participar do momento.

“Eu fiquei sabendo dessa atividade por acaso, vim ao Cras para atualizar meu CadÚnico esses dias e me convidaram a participar. Essa é a minha primeira vez e estou gostando muito, espero que ocorra mais vezes. Essas atividades e outros benefícios que venham, são muito importantes. Estou muito contente de estar aqui hoje”, concluiu.

Dia de Finados: Prefeitura inicia cadastramento de empreendedores para atuar no entorno de cemitérios de Macapá

O período de cadastramento ocorre nos dias 25 e 26 de outubro. Fichas devem ser entregues junto com documentos até o dia 27.

Por Alexssandro Lima - Secretaria Municipal de Habitação e Ordenamento Urbano

A Prefeitura de Macapá, por meio da Secretaria Municipal de Habitação e Ordenamento Urbano (Semhou), realizará cadastramento de empreendedores que irão comercializar seus produtos no entorno dos cemitérios da capital. A autorização para o uso do solo no Dia de Finados só será possível mediante o cadastro.

Os formulários preenchidos pelos ambulantes devem ser entregues até o dia 27 deste mês acompanhado de cópia legível de RG, CPF, comprovante de endereço e comprovante de MEI, se houver.

Os ambulantes e empreendedores devem seguir as diretrizes básicas de ordenamento do comércio no entrono dos cemitérios. O cadastro tem a intenção de garantir o ordenamento no entorno dos cemitérios São José (Santa Rita), São Francisco (zona norte) e Nossa Senhora da Conceição (Centro) e contam com a disponibilidade de 120 vagas, sendo:

  • São José – 50 vagas
  • São Francisco de Assis – 50 vagas
  • Nossa Senhora da Conceição – 20 vagas

No dia 2 de novembro os ambulantes e empreendedores serão organizados por ordem de chegada, respeitando o limite máximo de área para cada empreendedor – de 3m² (1,50m x 2,00m) – cuidando para que não haja obstrução do trajeto de pedestres e veículos. Além disso, deve ser observada as recomendações sanitárias contra a Covid-19, mantendo o distanciamento entre as barracas de 2m.

“A intenção é garantir que o passeio público seja ordenado, a fim de evitar transtornos aos transeuntes. Lógico, garantindo aos empreendedores que aguardam esta data que possam ganhar uma renda extra e lucrar com a venda de seus produtos”, explica o secretário da Semhou, Rafael Martins.

O gestor afirma ainda que haverá fiscalização para coibir a presença daqueles ambulantes que, por ventura, quiserem ocupar os espaços sem terem passado pelo processo.

“Esse é um dos feriados mais importantes, de certa forma a economia é fomentada. Os  vendedores informais aproveitam a data para vender artigos como coroas de flores, velas, água mineral e até alimentos. Apesar disso, o objetivo ainda é evitar transtornos e aglomerações nas entradas dos cemitérios, respeitando o distanciamento e medidas de segurança contra o coronavírus”, finaliza.

SOS Bailique: Prefeitura solicita apoio para atender as famílias do arquipélago

Além das medidas emergenciais adotadas, o prefeito Dr. Furlan solicitou apoio da Bancada Federal, Capitania do Portos, Exército e da Missão Diplomática de Israel.

Por - Secretaria Municipal de Comunicação Social

As equipes da Prefeitura de Macapá continuam com a distribuição de água potável às comunidades do Bailique afetadas pelo avanço do oceano sobre o rio que banha o arquipélago. Além das medidas emergenciais, nesta quinta-feira (21) a gestão iniciou tratativas para conseguir apoio na aquisição de usinas de dessalinização e reforço na distribuição de água e alimentos.

A ajuda humanitária começou a ser enviada na sexta-feira (15), após o decreto municipal de situação de emergência. Uma grande força-tarefa foi montada com os servidores da Prefeitura para o carregamento das embarcações no Canal do Jandiá.

Até esta quinta-feira, mais de 300 famílias já receberam 15 fardos de água, totalizando inicialmente 115 litros por casa. Ao todo, foram enviados 13.100 fardos de água, que totalizam 117 mil litros. 12 mil fardos foram adquiridos com recursos do Fundo Municipal de Assistência Social e 1.100 são fruto de doação da campanha SOS Bailique liderada pela Secretaria Municipal de Mobilização e Participação Popular (Semmopp).

Os interessados em ajudar na campanha SOS Bailique podem entregar água mineral na Semmopp, que fica localizada no prédio da Prefeitura de Macapá, na Avenida FAB. O ponto de coleta funciona 24h.

Articulação
A rede de apoio aos moradores do Bailique que sofrem com a água salgada nas torneiras tem sido construída com investimentos da gestão municipal e a solidariedade da população. Para reforçar o trabalho e intensificar a busca por soluções permanentes, o prefeito Dr. Furlan enviou ofícios pedindo apoio externo.

A Daniel Zonshine, chefe da Missão Diplomática de Israel no Brasil, a Prefeitura manifestou interesse na aquisição de usinas de dessalinização. O pedido tem como base os avanços do país nessa tecnologia, uma vez que 80% da água potável consumida pela população israelense é proveniente do mar.

À deputada federal Aline Gurgel, coordenadora da Bancada Federal, Macapá pediu ajuda com a articulação junto ao Ministério da Cidadania para apoio com água mineral e cestas básicas. Enquanto uma solução definitiva não for encontrada para amenizar o problema, esses recursos são finitos e precisam ser constantemente enviados às comunidades.

A Prefeitura também pediu via ofício que a Capitania dos Portos e o Exército Brasileiro enviem apoio para distribuição de suprimentos às vítimas do desastre em todo Bailique.

A ajuda humanitária da Prefeitura já chegou em 35 comunidades, sendo elas Bom amigo, Igarapé Grande, Santa Luzia, São Pedro, Igassaba, Capinal 2, Papagaio, Bom Sossego, Monte Carlos, Campos do Jordão, Deus é por nós, Equador, Maranata, Boa Esperança, Salmo 91, Retiro Canaã, Retiro Moraes, Monte Belo, Raiz do Campo, Igarapé Mutá, Retiro Vitória Régia, Retiro sempre com Deus, Arraiol, Livramento, Comunidade Santo Antônio, Comunidade Porquinhos, Ilha Vitória, Retiro Santa Tereza, Retiro Novo Paraíso, Rio Araguari, Retiro Caminhando com Deus, Igarapé São Benedito, Igarapé Bacuri, Bailique Grande e Ponta da Esperança.

Para garantir a distribuição ininterruptas de suprimentos, a Prefeitura mantém uma equipe no arquipélago composta por 50 servidores das secretarias de Mobilização, Assistência Social, Comunicação Social, Zeladoria Urbana, além da Defesa Civil e Guarda Civil Municipal.

“Nossas equipes têm sido incansáveis nessa frente de trabalho pelos nossos macapaenses do Bailique. Além da ajuda que chega emergencialmente, pedimos apoio para encontrar soluções a longo prazo para esta questão”, concluiu o prefeito Dr. Furlan.

Avenidas Cora de Carvalho e Padre Júlio avançam na sinalização; sistema binário passa a funcionar em 30 de outubro

Realocação de semáforos e placas e pintura de faixas e centralização fazem parte dos serviços. Os trabalhos estão sendo feitos em parceria com representantes do bairro Alvorada.

Por Cristiane Mareco - Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá

As avenidas Cora de Carvalho e Padre Júlio Maria Lombaerd funcionarão no sistema binário a partir do dia 30 de outubro. A Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac) segue sinalizando as vias – vertical e horizontal – com realocação de semáforos e placas e pintura de faixas e centralização.

As vias serão convertidas em paralelas de mão dupla, cada uma com um sentido único. A avenida Padre Júlio será sentido Oeste/Leste (da Rod. Duca Serra à Rua São José) e avenida Cora de Carvalho sentido Leste/Oeste (da São José à Duca Serra).

As avenidas recebem ainda trabalhos como o tratamento urbanístico dos eixos estruturais, implantação de passeios públicos, mobiliários urbanos como abrigos de ônibus, sinalização viária das travessias, fiscalização eletrônica de velocidade, mediação de trafego através de semaforização automatizada.

Os trabalhos estão sendo concretizadas em parceria com representantes do bairro Alvorada, até que o Estado possa fazer a intervenção final na Duca Serra.

O sistema binário terá como objetivo estratégico aumentar a segurança viária com a diminuição de movimentos na pista, reduzindo assim zonas de conflito e o número de acidentes; evitando colisões frontais e diminuindo o tempo de transporte, uma vez que essas vias serão preferenciais, aumentando o volume de pessoas e veículos que circularão no trecho.

“As alterações são significativas no trânsito da capital, permitindo que as vias desafoguem o volume de tráfego em horários de pico, favorecendo a mobilidade para o transporte coletivo, motoristas particulares e de carga, assim como pedestres e ciclistas”, explica o diretor-presidente da CTMac, Marcílio Dantas.

Sistema Binário
A implantação do sistema está inserida no planejamento da mobilidade urbana previsto no plano diretor de desenvolvimento urbano e ambiental, assim como nos estudos sobre transportes e trânsito da CTMac realizados entre 2015 e 2018, que preveem hierarquização das vias de Macapá. 

Essa hierarquização se dá, inclusive, pela criação de um sistema de eixos viários estruturantes, no formato binários, que priorizam os investimentos de infraestrutura e manutenção, devendo-se ainda, incluir, mediante estudos, corredores de transporte coletivo.

Servidores do MacapaTur recebem capacitação voltada ao Plano Municipal de Turismo

A formação acontece de 20 a 30 de outubro e orienta para a captação de recursos, desenvolvimento turístico e as etapas de planejamento.

Por Viviane Monteiro - Instituto Municipal de Turismo

O Instituto Municipal de Turismo (MacapaTur) deu início nesta quarta-feira (20)  à capacitação sobre o Plano Municipal de Turismo, ministrado pelo turismólogo Cálidon Costa. A formação acontece de 20 a 30 de outubro e orienta para a captação de recursos, desenvolvimento turístico e as etapas de planejamento.

Voltado aos servidores do MacapaTur e demais gestores do turismo no município, a capacitação é gratuita na escola municipal Hildemar Maia, no bairro Trem, zona Sul de Macapá.

“Estamos fazendo curso de para que os gestores do município possam compreender todas as etapas de Plano Municipal de Turismo; uma ferramenta fundamental, não só para o desenvolvimento do turismo, mas também para a captação de recursos e para que se tenha uma linha de raciocínio das ações turísticas ao longo dos anos. É o plano municipal que estabelece as diretrizes que cada município vai adotar nos anos seguintes e assim ter uma continuidade às políticas voltadas para o turismo”, explica o diretor-presidente do MacapaTur, Benício Pontes,


A capacitação vai qualificar os servidores para o desenvolvimento, planejamento e elaboração de projetos para impulsionar o turismo local, assim como elaboração de seminários e gestão pública de turismo.

Segundo Cálidon Costa, que ministra o curso, todas as ações que são possíveis de se realizar terão processo de construção coletiva, quando o gestor público que já compreende sobre gestão e compreende seus colaboradores, tem o apoio incondicional do trade turístico e também dos setores.

“A intenção do curso nada mais é do que demonstrar as fase de um plano e fazer entender a importância de fato do Plano Municipal do Turismo, que, além de ser norteador, serve para a tomada de decisões e para ações que são realizadas e construídas em conjunto para melhorar e fazer com que o turismo da cidade de Macapá seja muito mais desenvolvido”, disse Cálidon.


Durante a qualificação serão abordados os conteúdos:

  • Gestão e Gestor Público de Turismo;
  • Planejamento Turístico;
  • Responsáveis pela elaboração do PMT;
  • Planejamento do PMT; 
  • Equipe de Colaboradores: seleção dos representantes, sensibilização e documentação do PMT;
  • Metodologia e Cronograma do PMT;
  • Processo de Elaboração do PMT;
  • Delineamento do PMT;
  • Convocação e elaboração dos Seminários;
  • Resultado dos Seminários;
  • Programas, Metas, Diretrizes, Objetivos e ações;
  • Roteiro e descrição do PMT;
  • Validação lei que institui o PMT;
  • Entrega final do PMT.

Lei Aldir Blanc: Fumcult realiza escuta pública com segmentos culturais

A roda de conversa acontece nesta sexta-feira (22) na sede do bloco A Banda.

Por - Secretaria Municipal de Comunicação Social

A Fundação Municipal de Cultura (Fumcult) realiza nesta sexta-feira (22) uma escuta pública com segmentos culturais sobre a execução dos recursos remanescentes da Lei Aldir Blanc. O objetivo é alinhar com os artistas a composição do edital que deve ser lançado até o fim do mês.

Em janeiro deste ano, o governo federal autorizou a manutenção dos recursos da Lei Aldir Blanc que não tenham sido empenhados e inscritos em restos a pagar em 2020. Com o comunicado, estados e municípios mantiveram os recursos nas contas geradas para operacionalização da lei, e agora estarão disponíveis para novo edital.

A Fumcult tem em conta de restos a pagar o valor de R$1.491.000,00, que segundo o presidente Olavo Almeida, será investido por meio de edital em alinhamento com os artistas.

“Vamos discutir a execução desse valor que temos em caixa e promover políticas públicas tendo como parceiros os artistas de Macapá. Não é um grande valor, mas será investido da forma mais justa possível”, ressaltou o presidente.

Projeto
Para a utilização desse saldo remanescente, a Prefeitura de Macapá enviou à Câmara de Vereadores um projeto de lei que autoriza a execução do recurso. O projeto está em tramitação no parlamento municipal.

Roda de conversa
Artistas dos mais diversos segmentos são convocados para a escuta pública da Fumcult. O edital deve ser lançado até o fim do mês de outubro. A consulta ocorre às 18h no auditório da sede do bloco A Banda, localizado na Avenida Ernestino Borges, no Laguinho.

‘Foi um momento importante pois compartilhei a minha história’, diz paciente oncológica durante ação no Bioparque

A programação promoveu roda de conversa, limpeza de pele, maquiagem, massagem relaxante e ensaio fotográfico para as mulheres vítimas de câncer.

Por Aline Paiva - Secretaria Municipal de Comunicação Social

Foto: Rogério Lameira

“Foi um momento importante pois compartilhei a minha história, ouvir outras mulheres e sei que não estou sozinha”, disse Dulcineia Quaresma da Silva, de 46 anos, paciente oncológica do Hospital do Amor durante programação do Outubro Rosa da Prefeitura de Macapá. A ação aconteceu nesta quarta-feira (20) no Bioparque da Amazônia.

Dona Dulcineia contou que descobriu o câncer uterino em 2019. Desde então, ela vem lutando contra a doença. Foi a primeira vez que a paciente saiu de casa depois de uma pausa no tratamento, para descanso do corpo.

“Após os exames, o médico solicitou que fosse acompanhada a consulta. Foi quando descobri que estava com câncer. Viajei para fazer tratamento de quimioterapia e radioterapia fora do estado. Com duas semanas meu marido me ligou e terminou nosso casamento de 20 anos. Foi difícil, mas minha filha nunca me abandonou. Hoje aqui no Bioparque eu tive acolhimento e isso é fundamental para quem está lutando contra a doença”, desabafa emocionada.

Um Dia de Rainha
A programação intitulada ‘Um Dia de Rainha’ foi realizada pela Secretaria Municipal de Mobilização e Participação Popular (Semmopp), Fundação Municipal de Cultura (Fumcult) e Bioparque da Amazônia. A atividade prestou acolhimento a cerca de 20 pacientes atendidas pelo Hospital do Amor.

A ação iniciou com uma roda de conversa com as pacientes que fazem tratamento contra o câncer. O debate foi aberto ao público presente no parque. Além disso, as mulheres realizaram um ensaio fotográfico no cenário amazônico. O álbum será disponibilizado nas redes sociais pela Prefeitura.

“Estamos no Outubro Rosa e precisamos falar sobre a luta contra o câncer. Um Dia de Rainha proporcionou a elas um momento importante de conexão. Elas participaram de uma sessão de beleza com maquiagem, massagem relaxante e para ressaltar a autoestima um ensaio fotográfico”, comenta o diretor-presidente da Fumcult, Olavo Almeida.

Foto: Rogério Lameira

Atendimento de saúde
Em alusão ao Outubro Rosa, mês de conscientização e alerta sobre o câncer de mama e de colo do útero, o Bioparque também recebeu uma ação de saúde promovida pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), através da Coordenadoria Saúde da Mulher. A atividade integra a campanha ‘A Prevenção é o melhor caminho, junte-se a essa luta você também’.

A ação ofertou as visitantes em geral do parque o exame de Papanicolau (PCCU), requisição e encaminhamento para mamografia, consulta médica, testagem rápida, triagem de enfermagem e palestra sobre autoexame da mama.

Estética
Por meio da parceria da empresa privada JFísio, a programação para o público em geral teve higienização e limpeza de pele, pilates com a roda de alongamentos, orientações de fisioterapia e saúde da Mulher, quiropraxia e massagem com aparelhos.

Bioparque
O Bioparque da Amazônia possui uma área de 107 hectares de florestas em área urbana de Macapá. O local funciona de quarta a domingo, das 9h às 17h. A bilheteria encerra às 16h20. Além de educação ambiental, a unidade é um espaço social, que recebe ações que promovem o bem-estar dos macapaenses.

“O parque trabalha com contemplação da fauna e flora amazônica com o incentivo a preservação das espécies. Além disso, somos um espaço de interação social. Por isso sempre buscamos receber eventos que beneficiem os visitantes e a comunidade que cerca a unidade, como foi o caso do Setembro Amarelo e agora o Outubro Rosa e o mês das crianças”, finaliza o diretor-presidente do Bioparque, José Aranha Neto.