Covid-19: Semsa inicia vacinação de gestantes e puérperas com comorbidades, e pessoas com deficiência permanente cadastradas do BPC, nesta terça-feira (11)

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), inicia nesta terça-feira (11) a vacinação de gestantes e puérperas com comorbidades, e pessoas com deficiência permanente, cadastradas do Benefício de Prestação Continuada (BPC), com idade a partir dos 18 anos. A vacina utilizada neste público é o imunizante da Pfizer/BionTech, aplicada em duas doses.

A aplicação da primeira dose para este público será realizada em dois dias, terça e quarta-feira, 11 e 12 de maio. Os pontos de vacinação são nas Unidades Básicas de Saúde São Pedro, Novo Horizonte e Congós de 10h às 17h. As grávidas e puérperas com comorbidades também poderão receber sua dose do imunizante no Hospital da Mulher Mãe Luzia.

Grávidas e puérperas devem apresentar os seguintes documentos: laudo da comorbidade, cartão de acompanhamento da gestante, RG, CPF e Cartão do Sus. Para as pessoas com deficiência permanente cadastradas no BPC é necessário apresentar laudo da deficiência, documento de comprovação do cadastro no BPC, RG, CPF e Cartão do Sus.

2ª dose da CoronaVac para idosos
Nesta terça-feira (11), a Semsa realiza também a aplicação da segunda dose da vacina CoronaVac em idosos com idade a partir de 64 anos, que estejam em atraso para completar o esquema vacinal. A Secretaria tem 1.300 doses disponíveis. A imunização desse grupo ocorrerá nos drives localizados na Praça Floriano Peixoto, Rodovia do Curiaú, Praça do Estádio Zerão e Policlínica da zona norte, e ainda no ponto fixo na quadra da Igreja Jesus de Nazaré, das 9h às 17h.

Secretaria Municipal de Comunicação Social

Prefeitura de Macapá entrega nova UBS construída em 48 dias

O prefeito de Macapá, Dr. Furlan, entregou na manhã desta segunda-feira (10) a Unidade Básica de Saúde (UBS) Marco Zero. Da assinatura da ordem de serviço, que aconteceu dia 23 de março, até à entrega, a unidade levou 48 dias pra ser construída. A primeira obra da nova gestão tem porte II e atenderá a população do bairro Zerão e área de entorno.

“Hoje é um dos dias mais felizes da minha vida. Há 48 dias esse espaço era só mato e hoje a UBS muda não só o conceito de saúde da região, mas do seu entorno. Estamos dando o resultado que a população quer e isso compensa todos os entraves burocráticos que temos até à entrega do espaço”, disse o prefeito Dr. Furlan.

A UBS possui um modelo construtivo moderno e além do tempo reduzido para construção, ela tem um consumo energético menor quando comparada aos demais prédios públicos. Isso se dá, entre outras coisas, por causa do sistema de climatização dos espaços.

A unidade foi uma das prioridades do prefeito Dr. Furlan e agora reforçará o atendimento da Atenção Básica. A unidade obedece aos padrões de porte II das normativas federais do Ministério da Saúde, e custou R$ 1,2 milhão, sendo R$ 1.050.000,00 destinados por emenda do deputado federal Camilo Capiberibe (PSB) e R$ 150 mil de contrapartida municipal.

“Há 30 anos o bairro Zerão não tinha uma UBS e inaugurar uma unidade em 48 dias é um marco na história da execução de polícias públicas no Amapá. Para mim, é uma grande alegria ver uma obra com recursos alocados através do meu mandato. Agora a população do bairro terá atendimento bem perto de casa, inclusive com o Estratégia Saúde da Família”, disse o deputado Camilo.

Obras
A nova unidade tem mais de 5.000m² de área construída e sua estrutura é formada por sala de atividades para coleta, sala de observação, farmácia, sala de administração e gerência. O espaço também possui sala de esterilização, depósito de resíduos reciclados e contaminados, sala coberta para atividades coletivas, almoxarifado, dois consultórios odontológicos, recepção, dois banheiros adaptados, sala de vacina, sala de espera, sala de inalação, copa, banheiro para funcionários, sala de curativos e três consultórios médicos.

“Trouxemos a UBS para o Zerão que era uma área descoberta e o nosso planejamento é suprir todas as outras áreas que passam pelo problema que existia nesta comunidade. Agradeço ao deputado Camilo e conto com o apoio dele para que a gente possa avançar ainda mais nesse sentido”, afirmou a secretária municipal de Saúde, Karlene Lamberg.

A partir da entrega, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) vai equipar o espaço com o mobiliário e os equipamentos necessários. Também será destinada a equipe multiprofissional que prestará os atendimentos à comunidade. A UBS funcionará de sexta-feira, das 8h às 18h.

“Isso aqui é um sonho e essa unidade veio para fazer o bairro crescer. Agradeço ao Dr. Furlan por olhar pelos moradores do bairro Zerão. Essa unidade é nossa e nós precisamos cuidar dela”, disse a moradora Antonielma Cláudia.

Homenagem
A Prefeitura de Macapá enviará um Projeto de Lei à Câmara de Vereadores para que o nome da UBS Marco Zero seja alterado para UBS Padre Raul Matte, que também era pediatra e faleceu de causas naturais no sábado (08), em São Paulo. O padre Camiliano foi uma figura importante no Amapá e por mais de 30 anos atuou como médico e padre junto às comunidades ribeirinhas, quando levava atendimento médico aos cidadãos do interior do Estado.

“O padre Raul se formou em medicina e abriu mão de uma vida no Paraná para trabalhar no Amapá. Após um período ele estudou para ser padre e, também, passou a desenvolver mais essa atividade junto as pessoas do estado”, disse Alcedir Rigelli, diretor regional do Hospital São Camilo, local onde o padre Raul trabalhou.

Ewerton França
Secretaria Municipal de Comunicação Social

Mãe e filho feirantes aguardam com expectativa a mudança para o novo Shopping Popular

Todos os dias, mulheres, mães e chefes de casa que atuam na Feira do Caranguejo acordam cedo para levar aos seus clientes de Macapá os melhores produtos. Empreendedoras como a Ana Viera Borges de Melo, feirante há mais de 50 anos, que é uma das trabalhadoras que receberão um box no novo Shopping Popular.

“Meus pais partiram cedo, então precisei começar a trabalhar para ganhar meu sustento. Não tínhamos muitas opções, então resolvi ser feirante e vir para cá, passei por inúmeras dificuldades e comecei vendendo frutas, verduras e com isso consegui criar todos os meus filhos, um deles é feirante aqui também e logo vamos para o tão sonhado Shopping Popular”, diz a feirante.

Para Ana, é um orgulho ter criado seus filhos com o seu box na Feira do Caranguejo, especialmente John Gabriel, também feirante. “Ele sempre trabalhou comigo aqui e depois que ele cresceu, também conseguiu um espaço aqui para trabalhar e sustentar a sua família, estou muito orgulhosa de tudo o que construí”, conta.

Ela ainda ressalta que o Shopping Popular sempre foi um sonho e espera que esse novo local lhe permita ter mais condições de trabalho. “Quando chegou o projeto fiquei extremamente feliz, pois é algo que esperamos para trabalhar e ganhar nosso sustento. Com a pandemia ficou um pouco mais difícil, mas espero dias melhores, especialmente com a inauguração deste lindo empreendimento. Lá vamos ter mais condições de trabalho, principalmente para nós mulheres e feirantes”.

John Gabriel, filho da Ana Viera, ressaltou que a sua mãe é a sua maior inspiração. “Eu agradeço a Deus por ter me dado a mãe que eu tenho. Ela nos criou com o suor de todo o seu trabalho. Sem ela, eu não seria essa pessoa de bem. Eu a amo e esse novo local é um presente especial para ela e para as outras mães feirantes” finaliza.

Shopping Popular
A obra do Shopping Popular é um investimento à economia popular e incentivo aos microempreendedores. O local será ocupado pelos trabalhadores da Feira do Caranguejo e do Feirão Popular da Avenida Antônio Coelho de Carvalho, no centro da cidade.

A obra foi executada pela Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Semob) e custou R$ 3.982.125,27. O recurso foi destinado através de emenda parlamentar do senador Davi Alcolumbre (DEM/AP).

O prédio é dividido em dois andares, terá 114 unidades comerciais internas, 20 unidades externas, dois quiosques institucionais, duas áreas de serviço e plataforma de acessibilidade. No andar superior estão sete unidades comerciais, praça de alimentação, e dezesseis banheiros, sendo oito masculinos, sete femininos e um para pessoas com deficiência.

Giuliane Meireles
Secretaria Municipal de Comunicação Social

Covid-19: idosos a partir de 75 anos receberão a 2ª dose de CoronaVac nesta segunda-feira (10)

Nesta segunda-feira (10), a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) realizará a aplicação da segunda dose de CoronaVac para idosos acima de 75 anos que estão em atraso para completar o esquema de imunização.

“Precisamos chamar este público novamente porque os nossos registros mostram que muitos idosos nessa faixa de idade ainda não receberam a segunda dose. Pra avançar no plano, eles precisam ser imunizados”, disse a secretária de Saúde de Macapá, Dra. Karlene Lamberg.

O imunizante estará disponível das 9h às 17h em cinco pontos, nos drives-thru da Praça Floriano Peixoto, Praça do Estádio Zerão, Policlínica e Rodovia do Curiaú. Além da quadra da Igreja Jesus de Nazaré.

Para encerrar o esquema vacinal, o idoso deve ter em mãos um documento oficial com foto, CPF e a carteira de vacinação com indicação da aplicação da primeira dose.

Este final de semana o Município recebeu 1.600 doses de CoronaVac do Ministério da Saúde e avançará na imunização de quem aguarda para completar o esquema vacinal conforme a disponibilidade de doses.

“Nesta segunda-feira vamos vacinar o público acima de 75 anos, dependendo do quantitativo de doses remanescentes dessa ação, chamaremos outra faixa de idade pra se vacinar na terça-feira e assim por diante”, conclui Dra. Karlene Lamberg.

Secretaria Municipal de Comunicação Social

Shopping Popular: empreendedorismo feminino, uma história de força e coragem

Lutar para conquistar espaço, ter seu próprio negócio e repassar para gerações seguintes. Empreendedorismo feminino é isso mesmo, significa ser persistente e acreditar em dias melhores. Mães são guerreiras, principalmente as empreendedoras, lidar com a jornada múltipla entre trabalho e cuidado com os filhos não é nada fácil.

A história que vou contar é sinônimo de resistência. O sonho de uma mulher forte que se tornou realidade, ou melhor, virou um negócio de sucesso que já ultrapassa três gerações. O empreendimento feminino estará presente no Shopping Popular.

Desde pequenas, as mulheres aprendem a serem fortes e corajosas, sendo uma questão de sobrevivência. Foi o caso da empreendedora Luzia Pereira das Chagas, de 53 anos. Nascida no Rio Grande do Norte e crescida no estado do Pará, Dona Luzia veio morar no Amapá aos 26 anos, seguindo os passos do pai Manoel Pereira, que trabalhava de ambulante nas ruas de Macapá.

O início de um sonho

Empreendedora há 27 anos, Luzia Pereira trabalhou incansavelmente desde o seu segundo dia em terras macapaenses. Por quase cinco anos, ela acordava cedo e saia para o serviço autônomo, sentava-se no antigo banco do Canal da Mendonça Junior e se protegia do sol escaldante com uma sombrinha. Tudo isso para vender fitas cassetes.

Com o tempo, a batalhadora inovou, comprou importados, mini games, relógios e bolsas de viagens. Até que foi remanejada do local. ‘’Não foi fácil. Esperamos por 30 dias para uma definição de espaço. Trabalhei de mototáxi nesse período para sustentar minha família, pois não tinha emprego, nem renda e nem dinheiro guardado’’, relata.

Com receio do novo espaço, localizado na avenida Antônio Coelho de Carvalho e conhecido como ‘Feirão Popular’, Dona Luzia não esmoreceu nenhum dia. Durante todos esses anos no local, as dificuldades foram enormes.

‘’Logo no início, as vendas eram difíceis. Teve um dia que eu só tinha dinheiro para refeição dos meus filhos. Então menti, disse a eles que não estava com fome. Qual a mãe que vai comer e deixar os seus filhos com fome? Eu prometi que isso jamais aconteceria novamente’’, recorda emocionada.

Lutar quer dizer não deixar de acreditar que é possível alcançar seus sonhos através do trabalho. Mesmo sem um local adequado, embaixo de uma estrutura de ferro, a empreendedora seguia firme.

No período das chuvas, a mercadoria ficava encharcada, o chão inapropriado alagava, causando prejuízo. No verão, o calor da cidade cortada pela linha do equador maltratava, mas não tirava o sorriso no rosto para atender o cliente. O Shopping Popular vem trazer dignidade para uma batalhadora.

‘’As dificuldades existiram, mas superamos unidos o sofrimento. Mesmo não sendo fácil. O Shopping Popular significa esperança, uma conquista de espaço digno. Estamos cheios de expectativas. Costumo dizer aos meus colegas de trabalho que antes éramos uma voz na escuridão, hoje somos histórias de superações. O que era para durar 8 meses, finaliza com 13 anos de batalhas’’, afirma.

Gerações de empreendedores

A empreendedora foi resiliente, criou quatro filhos, três meninos e uma menina, com o suor do trabalho. Ensinou a arte de vender para seus descendentes. O empreendimento já perdura há três gerações, com a venda de mochilas, importados e variedades.

Dona Luzia garantia a alimentação da família, sendo necessário sacrificar um leão por dia. Os filhos tinham que frequentar a escola, considerada garantia de um futuro melhor. A mãe jamais permitiu que desistissem. Hoje, ela é o espelho de uma mulher forte, tida como sinônimo de resistência.

‘’Ser mãe, mulher e empreendedora é gratificante! Meus filhos se espelham em mim. Eles são minha maior riqueza. Um deles, o Sérgio, vai se formar em história e está produzindo um TCC baseado na minha história como empreendedora. A Luciane, tem 19 anos e já passou no vestibular. Todos estudam em universidade pública, pois não temos condições para pagar particular’’, diz emocionada.

Com o advento da pandemia do novo coronavírus, Dona Luzia toca o negócio da família com o apoio da neta Izabelly Santos, de 15 anos, sua fiel escudeira nas horas de trabalho. Avó e a neta são inseparáveis. No período de restrição máxima, elas ampliaram as vendas para o mercado digital.

‘’Com a Covid-19, não tive mais aulas presenciais, somente on-line. Vim ajudar a vovó e isso melhorou muito a nossa relação. Ela acorda cedo com frequência, ou às vezes nem dorme. Me inspiro todos os dias na história dela, pois na minha visão, ela é a mulher mais forte do mundo, pois jamais desistiu’’, explana Izabelly.

A rotina após um dia exaustivo de trabalho continua em casa. Luzia ainda cuida do pai com Alzheimer. A doença o fez esquecer das memórias de ambulante de rua, que tanto a inspirou. Não existem lamentações, somente a sensação de orgulho, de dever cumprido, que enche o coração de esperança em dias melhores.

O desfecho da história tem um final feliz. O empreendimento fundado por dona Luzia, com o nome ‘Izabelly Mochilas e Variedades’ estará presente no Shopping Popular, que será inaugurado pela Prefeitura de Macapá em maio.

Shopping Popular
A obra do Shopping Popular é um investimento na economia popular e incentivo aos microempreendedores. O local será ocupado pelos trabalhadores da Feira do Caranguejo e do Feirão Popular da Avenida Antônio Coelho de Carvalho, no centro da cidade.

A obra foi executada pela Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Semob) e custou R$ 3.982.125,27. O recurso foi destinado através de emenda parlamentar do senador Davi Alcolumbre (DEM/AP).

O prédio é dividido em dois andares, terá 114 unidades comerciais internas, 20 unidades externas, dois quiosques institucionais, duas áreas de serviço e plataforma de acessibilidade. No andar superior estão sete unidades comerciais, praça de alimentação, e dezesseis banheiros, sendo oito masculinos, sete femininos e um para pessoas com deficiência.

Aline Paiva
Secretaria Municipal de Comunicação Social

Servidores do Macapatur participam de treinamento para elaboração do Plano Municipal de Turismo

Na sexta-feira (07) os servidores e colaboradores do Instituto Municipal de Turismo (Macapatur) participaram de um treinamento on-line introdutório sobre a execução e elaboração do Planos Municipal de Turismo – PMT. A iniciativa do Instituto faz parte do cronograma de ações para a elaboração do Plano de Turismo de Macapá, que é item obrigatório para que a Prefeitura acesse recursos do Ministério do Turismo.

Durante o treinamento, foi apresentada a maneira que podem ser alocados os recursos necessários para o fomento da atividade do trade turístico na cidade, bem como o planejamento deve ser realizado. O curso também fornece informações e capacitação técnica para os servidores, que já atuam na área do turismo. Os colaboradores viram de forma sucinta o passo a passo de elaboração o plano, desde sua concepção, processo de elaboração, validação e entrega.

Para o diretor-presidente do Macapatur, Benicio Pontes, a capacitação dos servidores é fundamental neste momento de execução do PMT de Macapá. “Estamos em processo de finalização do Censo do Turismo que vai apresentar como está o setor na capital, para então, com os conhecimentos repassados no treinamento, os nossos servidores possam elaborar o PMT. Sem o plano não é possível que a capital acesse os recursos federais repassados pelo Ministério do Turismo para fomentar o setor”, explica.

O treinamento foi ministrado pelo turismólogo Calidon Costa, que explicou para a equipe os processos de criação e mecanismo para execução de diretrizes que irão nortear o turismo em Macapá. “No treinamento com os servidores do Macapatur apresentamos de forma mais resumida o que é um plano de turismo e a importância dele para qualquer cidade que deseja fomentar o setor. Explicamos como é feita a validação do PMT, elaboração de cronogramas e propostas do planejamento turístico”, conta.

Plano Municipal do Turismo
O Plano Municipal de Turismo é um norte para tomadas de decisões e realização de ações que utilizam a atividade turística como um dos principais vetores de desenvolvimento de um município. Ele Auxilia na busca e captação de recursos em diversas instituições que promovem e incentivam destinos que utilizem o turismo como fonte de desenvolvimento local. Sem planos de turismo, os municípios não podem acessar recursos, fazer parte do mapa brasileiro de turismo ou monitorar ações conectadas com o Ministério do Turismo.

Lucas Costa
Instituto Municipal de Turismo

Médicos participam de capacitação para atendimento de casos de urgência de pacientes com Covid-19

Os profissionais da saúde que estão na linha de frente de combate à Covid-19 participam de capacitação para atendimento de casos de urgência e emergência a pacientes com a doença. Neste sábado (08), o treinamento foi voltado a 15 médicos que atuam nas unidades de saúde do município e do estado. As demais etapas serão direcionadas, também, a enfermeiros e doutorandos que atuam no enfrentamento ao coronavírus. A Prefeitura de Macapá é parceira da ação que segue até o dia 13 de maio e acontece no Centro Especializado em Reabilitação, no Bairro Açaí, Zona Norte da capital.

A capacitação contempla ações de formação teórica e prática sobre os procedimentos que devem ser adotados de forma coordenada e célere nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Esses procedimentos, entre outras coisas, visam a minimização do risco de morte de pacientes que desenvolveram a forma grave da Covid-19 no organismo.

“A pandemia fez com que os profissionais da saúde que não são especialistas em urgência e emergência tivessem que atuar nesta área para ajudar no enfrentamento à Covid-19. Então esse tipo de ação é importante porque faz com que eles estejam preparados para realizar esses atendimentos”, explica o presidente da Associação Médica Brasileira de Urgência e Emergência (Abramurgem), Fernando Tallo, que é o responsável pela formação dos médicos.

Durante a formação são realizadas simulações de situações de urgência e emergência que ocorrem nas unidades de saúde que atendem pacientes graves com a Covid-19. Para tornar o treinamento mais real, são usados bonecos e outros instrumentos médicos.

O conteúdo da capacitação também contempla o diagnóstico dos pacientes com Covid-19 e a tomada de decisões de maneira rápida e correta. “Nas emergências dos hospitais, de modo geral, quando um paciente chega com uma insuficiência respiratória, a equipe médica tem mais tempo para realizar a avaliação da gravidade da doença. Já o paciente com Covid-19 já chega à emergência, na maioria dos casos, com insuficiência respiratória aguda, necessitando de intubação praticamente imediata e isso exige uma grande habilidade do médico para acessar as vias aéreas do paciente sem causar nenhuma complicação”, reforça Tallo.

As formações são custeadas pelos participantes e após cada etapa eles receberão certificado. A Prefeitura de Macapá dá todo o suporte para a realização do treinamento, com disponibilização do espaço físico e materiais usados na ação, além da oferta gratuita da capacitação para uma equipe de seis médicos e dois enfermeiros do município.

“Nosso objetivo como gestão é ofertar o melhor atendimento nas nossas unidades, isso inclui contarmos com uma equipe altamente capacitada. Por isso, a Prefeitura não poderia ficar de fora de uma iniciativa como está”, informou a secretária de Saúde do município, Dra. Karlene Lamberg.

Confira abaixo o cronograma das demais etapas do treinamento

Dia 9 e 10 de Maio
Formação: Suporte Avançado de Vida em Cardiologia
Duração: 16 horas

Dia 11 de Maio
Formação: Preparação Intensa em situações de urgência e emergência dos centros Covid-19
Duração: 12 horas

Dia 12 de Maio
Formação: Treinamento intenso com Bonecos para procedimentos vias Aéreas e Intubação .
Duração: 12 horas

Dia 13 de Maio
Formação: Ventilação Mecânica na Urgência e Emergência

Lázaro Gaya
Secretaria Municipal de Comunicação Social

Comitiva da Prefeitura de Macapá percorre distritos nas regiões do Pacuí e Bailique

Na quarta-feira (5), a comitiva da Prefeitura de Macapá, liderada pelo prefeito Dr. Furlan, iniciou o dia na estrada para visitar, levantar demandas, fiscalizar a execução de serviços e realizar ações sociais nos distritos da capital alcançados pela rodovia AP-70. Nos primeiros três dias de viagem, a comitiva esteve nas regiões da Pedreira e Pacuí e partiu para o distrito do Bailique, onde a ação social prossegue até a próxima semana.

Nas comunidades da Pedreira, o prefeito conversou com lideranças, visitou as Unidades Básicas de Saúde e conferiu se os serviços essenciais da prefeitura estão sendo ofertados aos munícipes desta região.

“Não vamos esquecer dos distritos da capital e, por essa razão, ainda nesses primeiros meses de gestão, reunimos secretários e vereadores da base nesta comitiva, para juntos trabalharmos em uma só direção por todos os macapaenses”, ressaltou o prefeito Dr. Furlan.

Família Agrícola

A chegada na região do Pacuí foi marcada pela visita realizada na Escola Família Agrícola de São Joaquim, a única entre as escolas desse porte que está localizada em Macapá.

Recebido pela diretora da instituição, Bianca Maria, o prefeito Dr. Furlan visitou os laboratórios ao ar livre da escola que trabalha com formação técnica em agropecuária com os jovens do ensino médio da região.

A escola existe há mais de 30 anos e já chegou a ter 300 alunos. Atualmente possui 80 estudantes regulares e, segundo a diretora Bianca, tem se mantido pela união dos pais e doações da comunidade por meio da Associação das Famílias da Escola Família Agrícola da Região do Pacuí (Afefarp).

Ao lado dos vereadores da base presentes na visita, o prefeito de Macapá se comprometeu em ajudar a escola a se reestruturar para fomentar a educação profissional na comunidade.

“Sabemos que esta escola é de segundo grau e não é responsabilidade do município, mas eu sei o quanto ela é importante para o crescimento da região na agricultura, sua história merece ser respeitada. Eu me comprometo em trabalhar com os vereadores para buscar recursos e investir aqui, no desenvolvimento e no futuro destes jovens”, disse o prefeito.

Seguindo em frente, a comitiva seguiu para as comunidades de Santa Luzia, Catanzal, Tracajatuba, Corre Água e São Tomé.

Em São Joaquim do Pacuí, foi inaugurada a Escola Municipal de Ensino Fundamental Aurino Ramos Cordeiro, construída com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e contrapartida do Município no valor total de R$1,194,767,16.

No mesmo distrito ainda, a Prefeitura de Macapá executa uma obra de pavimentação com bloquete, com recursos destinados pela então deputada federal Janete Capiberibe (PSB).

A obra tem 480 metros e conta pavimentação, construção de meio- fio, drenagem e sarjeta. O valor total é de R$ 522.235,00, com repasse federal e contrapartida municipal.

Na Unidade Básica de Saúde, a secretária de Mobilização e Participação Popular, Rayssa Furlan, entregou 200 kits de higiene bucal para as crianças da comunidade.

Bailique

Em barcos do tipo voadeiras, a comitiva partiu pelo Rio Gurijuba com destino ao Arquipélago do Bailique na quinta-feira (06), onde as agendas iniciaram pela comunidade de Itamatatuba, passando por Porto Fábrica, Vila Progresso, Macedônia e Jaranduba.

Demandas

A Secretaria Municipal de Iluminação Pública levantou demandas de manutenção e fiscalizou os serviços disponibilizados, assim como a Zeladoria Urbana, que mantém dez trabalhadores fixos no distrito e já alinha com a empresa contratada pela limpeza a ampliação da coleta do lixo domiciliar, que atualmente ocorre uma vez por mês.

A Coordenadoria Municipal de Esportes reuniu com líderes desportistas para a retomada do tradicional Torneio de Futebol Interdistrital, tão logo a realidade da pandemia da Covid-19 permita. Também foi visitada a arena de futebol localizada na Vila Progresso, que em breve ganhará reforma e grama sintética, fruto de destinação de emenda no valor de R$900 mil do senador Lucas Barreto (PSD).

A Secretaria Municipal de Obras realizou o levantamento de passarelas que necessitam de reforma e esteve no terreno onde será construída a nova Unidade Básica de Saúde da localidade.

Ação Social

A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) mobilizou servidores para uma semana de ações voltadas aos moradores da comunidade. Poderão ser realizados cadastros no CadÚnico, solicitação de serviços e benefícios do Governo Federal, e inscrição para o recebimento do Auxílio Emergencial executado pela Prefeitura de Macapá.

Kits

As equipes da Secretaria de Mobilização e Participação Popular entregaram mais 200 kits de higiene bucal para as crianças da comunidade e na escola municipal. O material foi doado pela Cruz Vermelha Brasileira.

O prefeito Dr. Furlan também reuniu com lideranças do Bailique, escutou os anseios da população e se comprometeu com investimentos para o distrito.

Em Jaranduba, a Colônia de Pescadores Z-5 do Bailique entregou uma carta de intenções pedindo por demandas destinadas à prefeitura e aos governos Estadual e Federal.

“Esses trabalhadores podem contar com a nossa gestão para a busca por soluções dos problemas que podemos resolver como município, e com articulação junto às demais esferas de poder para resolver outras demandas como água encanada e fornecimento de energia”, concluiu o prefeito Dr. Furlan.

Comitiva

Estiveram presentes na comitiva os secretários Cleudo Pereira, da Coordenadoria de Esporte; José Elia Rigamonte, da Secretaria Municipal de Iluminação Pública; Jean Patrick, da Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana; Otávio Fonseca, da Secretaria Municipal de Obras; Rayssa Furlan, da Secretaria de Mobilização e Participação Popular; Edielson de Souza, da Secretaria de Educação; Patrícia Ferraz, da Secretaria Municipal de Assistência Social; João Henrique, da Secretaria do Gabinete do Prefeito; Raimundo Azevedo, da Agricultura e a vice- prefeita Mônica Penha.

No Pacuí, estiveram presentes ainda, os vereadores Alexandre Azevedo (PP), Carlos Murilo (PSL), Paulo Nery (Cidadania), Gian do Nae (MDB) e o líder do governo Ednoelson Careca (PROS), que seguiu viagem para o Bailique.

Secretaria Municipal de Comunicação Social

Comunicado | vacinação contra a Covid-19

A Prefeitura de Macapá informa que neste domingo (09), não haverá ação de vacinação contra a Covid-19 para nenhum grupo. Na segunda-feira (10), a imunização será retomada e na ocasião será ofertada a segunda dose da CoronaVac para idosos a partir de 75 anos. Ela acontecerá de 9h às 17h nos drives-thru da Praça Floriano Peixoto, estacionamento do Estádio Zerão, Policlínica e Rodovia do Curiaú. Além destes locais, os idosos poderão concluir o seu esquema vacinal na quadra da Igreja Jesus de Nazaré.

Prefeitura de Macapá

“Vou ter mais qualidade para atender o meu cliente em um ambiente confortável e seguro”, diz empreendedor que vai atuar no Shopping Popular

Esperança é o que não falta para o empreendedor Marco Antônio Vidinha dos Santos, de 51 anos. O comerciante do ramo de confecções, espera aumentar seu negócio e finalmente ter um espaço apropriado para exercer seu ofício, com a inauguração do Shopping Popular. O trabalhador atua há anos no Feirão Popular, espaço provisório montado na avenida Antônio Coelho de Carvalho, onde é conhecido como Pará por clientes e outros empreendedores.

“Estou há 12 anos trabalhando como camelô nesse box e a minha renda sempre foi daqui, não é fácil e existe o preconceito com as pessoas que trabalham neste local, mas eu me orgulho muito de ter criado os meus filhos de maneira digna com o dinheiro ganho aqui”, conta o empreendedor com a voz trêmula.

Segundo Pará, com as vendas feitas como camelô, ele ainda conseguiu conquistar a casa própria. “Quando cheguei em Macapá, morava alugado e depois comecei a trabalhar com a venda de confecções. Foi assim, devagar, que consegui comprar meu terreno e construir a minha casa. E fiz isso com a renda do meu trabalho como camelô. Através deste trabalho que sustento minha família e conquistei minha casa própria”, enfatiza.

O empreendedor trabalha todos os dias, sai às 7h da manhã da sua casa, atravessa de ônibus a zona norte até o centro da cidade, faça chuva ou sol. “Saio de casa cedo. Chego aqui, organizo tudo e coloco os meus produtos para expor. Na época das fortes chuvas o espaço alaga e no verão o sol castiga. É muito quente, mas, mesmo assim, estou aqui todos os dias”, conta.

Futuro

Para o futuro, o trabalhador tem muitos planos, um deles é pagar a faculdade de um dos filhos. E ele espera que a mudança para o Shopping Popular, o ajude a realizar esse sonho.

“Lá eu vou ter segurança no trabalho e com as vendas pretendo ajudar um dos meus filhos a custear a faculdade e realizar mais sonhos na minha família. Vou ter mais qualidade para atender meu cliente em um ambiente confortável e seguro para ele fazer as compras. Muitos deixam de entrar aqui porque é muito quente. Mas com o novo espaço, o fluxo de pessoas será bem melhor e vamos aumentar a nossa renda”, finaliza esperançoso o empreendedor.

Shopping Popular
O Shopping Popular é um investimento na economia popular e incentivo aos microempreendedores. O local será ocupado pelos trabalhadores da Feira do Caranguejo e do Feirão Popular da Avenida Antônio Coelho de Carvalho, no centro da cidade.

A obra foi executada pela Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Semob) e custou R$ 3.982.125,27. O recurso foi destinado através de emenda parlamentar do senador Davi Alcolumbre (DEM/AP).

O prédio é dividido em dois andares, terá 114 unidades comerciais internas, 20 unidades externas, dois quiosques institucionais, duas áreas de serviço e plataforma de acessibilidade. No andar superior estão sete unidades comerciais, praça de alimentação, e dezesseis banheiros, sendo oito masculinos, sete femininos e um para pessoas com deficiência.

Ana Cleide Torres
Secretaria Municipal de Comunicação Social