150 dias de combate ao Coronavírus: Prefeitura de Macapá adota atividades não presenciais e contabiliza mais de 115 mil materiais didáticos entregues

Desde o aparecimento do primeiro caso de Covid-19 no município de Macapá, as aulas em toda a rede pública e privada foram paralisadas. Para que os alunos não ficassem sem atividades, a prefeitura precisou desenvolver ferramentas e estratégias para levar os conteúdos da sala de aula para as casas dos alunos.

Ainda em março, a Secretaria de Educação lançou o aplicativo “Escola Com Você” e o site https://sites.google.com/view/semedmacapa, duas plataformas que permitem com que o aluno tenha acesso a videoaulas, atividades, jogos educativos, contos infantis, além de informações sobre as medidas e formas de prevenção e combate ao Coronavírus.

Em junho, por exemplo, foram registradas a criação de quase 44 mil atividades não presenciais e 32 mil acessos no aplicativo. Outra estratégia adotada foi a criação de cartilhas, apostilas e kits pedagógicos, e distribuição de livros didáticos.

Desde que essas ferramentas de ensino foram adotadas, 45 mil apostilas e 66 mil livros didáticos foram distribuídas somente no último bimestre. “Nossos dados mostram que pelo menos 30 mil alunos receberam algum tipo de material, seja impresso, digital ou ambos. Para esse segundo semestre, intensificaremos a entrega de material impresso para alcançar, principalmente, os alunos que não possuem acesso à internet”, comentou a subsecretária de Educação, Francisca Antônia.

Mesmo sem previsão para o retorno das aulas presenciais, a secretaria vem realizando adaptações nas unidades escolares, com a implantação de pias para higienização das mãos, além da desinfecção de todas as escolas por meio de uma parceria com o Exército Brasileiro, que executa o serviço.

Secretaria de Comunicação de Macapá

Jamile Moreira

Assessora de comunicação

Prefeitura de Macapá inicia adaptações para novas plataformas digitais da Nota Fiscal Eletrônica

A Prefeitura de Macapá, por meio da Secretaria Municipal de Finanças, já iniciou as primeiras etapas que irão incorporar mudanças nas plataformas digitais de gerenciamento da Nota Fiscal Eletrônica do município. A intenção é que no próximo dia 1º de setembro os usuários possam expedir a Nota Fiscal em uma plataforma web nova e mais funcional e, também, por intermédio de um aplicativo que será possível a expedição da Nota Fiscal utilizando qualquer celular com sistema Android ou iOS.

Os primeiros servidores da Secretaria de Finanças já receberam treinamento da nova empresa que está desenvolvendo as mudanças. “Durante a primeira semana de agosto, foram escolhidos alguns servidores multiplicadores. A ideia é de não aglomerar neste momento delicado de pandemia. Estes multiplicadores irão replicar as informações necessárias sobre a Nota Fiscal aos outros servidores de cada setor. No próximo dia 18 de agosto, estaremos capacitando servidores e demais usuários que mais utilizam do sistema, como contabilistas e bancários”, informou Alberto Brian, assistente de suporte do sistema da Nota Fiscal Eletrônica.

A plataforma atual está passando por uma troca de banco de dados e, desta forma, a necessidade de atualização no cadastro dos contribuintes é necessária. “Estamos implantando um novo layout, mais dinâmico, prático e didático aos que forem ter acesso via web. E, pensado também na facilidade do cidadão que irá expedir a Nota Fiscal, pensamos no aplicativo: de uso simples, sempre à mão, basta utilizar uma conexão via internet para que o contribuinte tenha acesso mais rápido à sua nota”, explicou Jesus Vidal, secretário de Finanças de Macapá.

No início de setembro, a Prefeitura de Macapá irá apresentar o produto final da nova plataforma de gerenciamento da Nota Fiscal Eletrônica. “Nossos servidores estão se preparando para esta nova adaptação. O alinhamento de equipe e sistema é importante para que possamos apresentar um produto funcional aos munícipes. A Nota Fiscal é uma de nossas preocupações, pois, desde que foi implantada, em 2014, é um dos serviços mais utilizados pelos macapaenses, que garante ao contribuinte a regularidade com o fisco”, ponderou o secretário.

Secretaria de Comunicação de Macapá

Clauriana Costa

Assessora de comunicação

150 dias de combate ao Coronavírus: Macapá registra queda de enterros por Covid-19, mas cuidados e campanhas de prevenção continuam

O número de enterros por Covid-19 nos cemitérios administrados pela Prefeitura de Macapá apresentou queda em junho de 2020, comparado ao mês anterior. Os dados são da Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana, que também fez comparação dos números registrados no mesmo período do ano passado.

Em maio de 2019, 289 pessoas foram sepultadas em Macapá por causas diversas. Já este ano, no mesmo mês, os números apresentaram alta significativa. Ao todo, 594 enterros foram contabilizados, todos associados a óbitos por Coronavírus, momento em que ocorreu o pico da doença no município. A estatística mostra ainda que no ano passado, durante junho, o índice também é inferior ao deste ano. Em 2019, foram 210 enterros por causas diversas; e em 2020, 330 por Covid-19.

“Apesar da curva de óbitos ter apresentado números menores em junho deste ano, comparados ao mês anterior, não podemos associar a queda de sepultamentos por Covid-19 como se tivéssemos em uma situação normal. Hoje, chegamos a 406 vidas perdidas pelo Coronavírus. Isso não tira a gravidade do momento que estamos passando”, disse o secretário municipal de Zeladoria Urbana, Carlos Alberto Oliveira.

Total de casos = 15.996

Descartados = 11.582

Recuperados= 10.974

Em análise laboratorial = 1.281

Aguardando leitos = 0

Óbitos confirmados = 406

Óbitos em investigação = 90

Óbitos confirmados após investigação epidemiológica= 02

Mortes sob investigação epidemiológica

O acúmulo de óbitos suspeitos ainda a esclarecer ocorreu pela própria evolução da doença, ou seja, o diagnóstico vem após o sepultamento. Atualmente, 90 mortes aguardam investigação epidemiológica em Macapá, segundo dados do Departamento de Vigilância Epidemiológica do município.

“Toda pessoa que se encontra nesse quadro precisa ter essa investigação minuciosa da causa da morte pelo Departamento de Vigilância Epidemiológica do Município. Nós fazemos uma busca detalhada em prontuários médicos, se houve a realização de exames, um estudo clínico e epidemiológico, que requer tempo e pessoal capacitados para que seja fechado um quadro com a determinada doença”, explicou a subsecretária de Assistência à Saúde, Tânia Vilhena.

O Ministério da Saúde prevê amparo legal de 14 meses para os estado e municípios apresentarem diagnóstico fechado dos óbitos em investigação durante a pandemia. “Apesar de termos esse tempo, o extremo ainda não chegou aqui. Trabalhamos diariamente nessa questão e estamos conseguindo atingir nossas metas”, concluiu Tânia.

Para receber informações oficiais, notícias, recomendações, estatísticas e todas as atualizações da pandemia, basta acessar o link http://macapa.ap.gov.br/coronavirus/info e preencher o formulário.

Ações de enfrentamento do Coronavírus

Apesar do achatamento da curva de casos da Covid-19 em Macapá e da queda de enterros pela doença, a prefeitura tem mantido as ações de enfrentamento à pandemia no município. A assistência à saúde da população vem sendo reforçada por meio de uma série de medidas como reforma de algumas UBS’s, criação de novas unidades específicas para o tratamento da Covid-19, distribuição de medicamentos, atendimento itinerante, entre outras.

A Prefeitura de Macapá também manteve a distribuição de máscaras para população por meio do projeto “Costurando Vidas”, renovou os decretos que proíbem aglomeração de pessoas, realização de eventos diversos, suspensão das aulas na rede municipal e ainda reforçou as fiscalizações na cidade para evitar o trânsito de pessoas sem justificativa necessária. Também tem massificado a campanha educativa sobre a importância de usar máscara, fazer a higiene das mãos com sabão e álcool gel e, principalmente, o distanciamento social para evitar a disseminação da doença.

Secretaria de Comunicação de Macapá

Mônica Silva

Assessora de comunicação

Comunicado

A Secretaria Municipal de Saúde informa que a partir desta quinta-feira, 13, a UBS Rubim Aronovitch entrará em reforma. Os atendimentos de urgência e emergência da unidade passarão a funcionar no prédio da UBS do Perpétuo Socorro, localizada na Rua São Paulo, n° 225.

Secretaria Municipal de Saúde

Prefeitura de Macapá recebe livros do projeto literário Coleção Letras de Ápacam

Fotos: Gabriel Flores

O prefeito de Macapá, Clécio Luís, recebeu do poeta Joãozinho Gomes os primeiros livros impressos do projeto literário Coleção Letras de Ápacam, idealizado e coordenado pelo poeta Joãozinho Gomes e pelo sociólogo João Milhomem. As obras editadas e reeditadas são de autoria dos escritores Manoel Bispo, Alcy Araújo e Isnard Lima, os dois últimos já falecidos.

A Coleção Letras de Ápacam tem o objetivo de editar e reeditar as obras dos poetas-pioneiros, classificados como poetas modernos que, na década de 1960, atuaram de forma definitiva para o desenvolvimento e engrandecimento da literatura amapaense. O encontro aconteceu no Palácio Laurindo Banha, no fim da tarde desta terça-feira, 11, e estiveram presentes os idealizadores do projeto, a diretora-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Marina Beckman e o músico Alan Gomes.

Em um dos momentos da reunião, Clécio fez uma chamada de vídeo para mostrar o material e comunicar a novidade para o escritor Manoel Bispo e para os familiares de Alcy Araújo, representados pelas filhas Alcinéa e Alcilene Cavalcante. Não conseguiu contato com os familiares de Isnard Lima, mas continuará tentando nos próximos dias.

Clécio destacou a importância do momento para a gestão e para a cidade de Macapá. “Nós acabamos de receber os primeiros exemplares do projeto literário Letras de Ápacam. O termo significa Macapá ao contrário, que está publicando ou republicando obras de escritores amapaenses e tem o propósito de revisitar as nossas obras literárias, como o Seiva da Energia Radiante, de Isnard Lima, Autogeografia e Ave-Ternura, de Alcy Araújo. Ave-Ternura é inédito e do autor que ainda está vivo, o Manoel Bispo, que preferiu fazer a sua Obra Reunida. O material está lindo, gostoso de manusear, de ver, ler e viajar na literatura amapaense, com uma qualidade jamais vista”, ponderou o prefeito.

“Que Maravilha! Estou emocionada, os livros estão lindos. O Ave-Ternura eu amo e era um sonho meu que ele fosse publicado”, comentou a jornalista Alcinéa Cavalcante. “O material ficou lindo, estou muito contente e agradeço a gentileza e o trabalho da Prefeitura de Macapá em valorizar o nosso trabalho”, destacou Manoel Bispo. “A Prefeitura Municipal de Macapá entrega à comunidade literária e à toda comunidade amapaense parte do mais valioso documento literário da sua história, por entender que a elas pertence tão precioso legado”, pontuou o poeta e compositor Joãozinho Gomes. 

Nesta primeira etapa, serão lançados os seguintes títulos: Ave-Ternura e Autogeografia, do poeta Alcy Araújo; Seiva da Energia Radiante, do poeta Isnard Lima; e a Obra Reunida, do poeta Manoel Bispo.

Secretaria de Comunicação de Macapá

Cliver Campos

Assessor de comunicação    

Contatos: 98126-0880 / 99175-8550

Prefeitura de Macapá prepara lançamentos de novos Songbooks do Projeto “Mestres da Música”

Fotos: Gabriel Flores

A Prefeitura de Macapá dará continuidade ao projeto intitulado “Mestres da Música” com lançamentos de novos Songbooks. É uma iniciativa da gestão municipal, coordenado pela Fundação Municipal de Cultura, voltado aos principais melodistas e apreciadores da música, estudantes e pesquisadores. O prefeito Clécio Luís recebeu o diretor artístico do projeto, Alan Gomes, na noite desta terça-feira, 11, no Palácio Laurindo Banha, com a finalidade de socializar informações sobre a continuidade do trabalho. 

De acordo com o prefeito Clécio Luís, o projeto faz parte de uma coletânea composta por quatro livros de personalidades amapaenses e que servirá de registro para as próximas gerações. “Essas obras não são só do Amapá, mas do mundo. São trabalhos dos mestres Nonato Leal, Amilar Brenha, professor Tiago e Oscar Santos. Estão sendo registrados para que os próximos músicos tenham acesso e possam difundir o conhecimento e a cultura produzida no estado”, destacou. 

Alan Gomes ressaltou sobre a relevância do material à população local. “Um produto de extrema importância para a cultura amapaense, que irá guardar e eternizar as obras desses grandes compositores. Na verdade, isso faz parte de uma coletânea denominada ‘Mestres da Música’. Começou com o professor Nonato Leal. O próximo será do Amilar Brenha. Em seguida, teremos do mestre Tiago e do mestre Oscar Santos. Sendo que a obra do mestre Oscar é muito grande. Então, nós estamos tendo o cuidado para lançar todo o material dele. Estamos com muita expectativa por esse material, pela importância histórica, e as pessoas precisam valorizar os nossos heróis, pois todos eles são importantes para a cultura amapaense”.

A diretora-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Marina Beckman, também esteve presente na reunião. O lançamento do projeto aconteceu em julho do ano passado, quando o mestre instrumentista Raimundo Nonato Barros Leal recebeu a 1ª edição do Songbook, composta por 10 partituras autorais do músico e também ganhará, em breve, uma versão digital, bilíngue e com mais 12 composições inéditas.

Secretaria de Comunicação de Macapá    

Cliver Campos  

Assessor de comunicação    

Contatos: 98126-0880 / 99175-8550

Macapá registra 15.996 casos confirmados de Covid-19 e 406 óbitos

O Município de Macapá tem 15.996 casos positivos de Covid-19, 406 óbitos confirmados e 90 seguem em investigação epidemiológica. Os dados foram atualizados nesta quarta-feira, 12 de agosto. O Município tem agora 11.582 casos descartados, 10.974 pessoas recuperadas, 1.281 exames aguardam análise laboratorial de pacientes suspeitos.

Nesta quarta-feira, 12, a Vigilância Epidemiológica concluiu a investigação de mais 2 óbitos: de uma mulher de 68 anos, ocorrido em 10/07/20, na Unidade Covid 2, sem informação de comorbidade; e de um homem de 69 anos, dia 29/06/20 na Unidade Covid 1, também sem informação de comorbidade.

Quando devo procurar uma UBS

A população pode buscar os serviços nas UBS’s Lélio Silva, Álvaro Corrêa, Marabaixo e Unidade de Saúde Covid Santa Inês quando apresentar os sintomas iniciais do vírus, como febre, tosse, dor de garganta e coriza e dificuldade respiratória para receber uma avaliação. Se após o procedimento o profissional entender que o quadro se encaixa em uma suspeita, ele realizará os procedimentos previstos no fluxograma de atendimento adotado pela Saúde municipal.

Secretaria de Comunicação de Macapá

Karla Marques

Assessora de comunicação

Prefeitura de Macapá orienta permissionários de quiosques da Praça do Coco e Beira Rio quanto às normas de funcionamento no período da pandemia

Nesta quarta-feira, 12, representantes da Prefeitura de Macapá reuniram com permissionários de quiosques da Beira Rio e Praça do Coco. O objetivo foi mais uma vez orientar quanto ao horário de funcionamento, medidas de prevenção contra a proliferação da Covid-19 e também sobre o acondicionamento irregular de lixo.

“A Prefeitura de Macapá sempre opta por um trabalho de orientação. Estamos na quarta etapa de flexibilização pós-pandemia. Iniciamos uma ação mais ostensiva. Nossa intenção não é multar e muito menos fechar. Nossa proteção vai para o coletivo e, caso as estatísticas mostrem que existe perigo de retrocesso na queda de contágio, seremos obrigados a voltar atrás e fechar novamente esses estabelecimentos. Por isso, pedimos a colaboração de todos, porque não é o que queremos”, explica Eudo Costa, subsecretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável e Postura Urbana.

Equipes de fiscalização da Prefeitura de Macapá, com apoio da Guarda Civil Municipal, fizeram no período de 5 a 8 de agosto, visitas a bares e restaurantes da orla da cidade, onde foram notificados 33 estabelecimentos comerciais e 12 foram autuados, com multas no valor de R$ 1,5 mil, por descumprimento do Decreto Municipal n° 2751/2020, que trata sobre horário de funcionamento e normas prevenção à contaminação do novo Coronavírus.

Estiveram presentes na reunião representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável e Postura Urbana, Companhia de Trânsito e Transportes de Macapá, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitacional e Guarda Civil Municipal.

Secretaria de Comunicação de Macapá

Aline Brito

Assessora de comunicação

Contato: (96) 99182-4053 

Prefeitura de Macapá faz melhorias em ramais nos distritos

Seguindo o cronograma de serviços de verão, a Prefeitura de Macapá fará melhoria da trafegabilidade de estradas nos distritos do Coração, Maruanum, Abacate da Pedreira, Lontra e ramal do Armentino, localizado no distrito de Pacuí. São aproximadamente 25 km de ramais que receberão o serviço de melhorias para auxiliar o escoamento dos produtos da agricultura familiar, graças à emenda parlamentar do deputado federal André Abdon, no valor de R$ 798.219,77.

Os serviços iniciaram pelo distrito do Coração, onde está sendo feita a melhoria em cerca de 750 metros de ramal, que dá acesso à uma pequena vila onde os moradores trabalham com agricultura familiar. O agricultor Ademar Souza, 68 anos, tem acompanhado o movimento das máquinas. “Aqui, no nosso sítio, temos plantação de mandioca, para fazer a farinha, de hortaliças e várias espécies de árvores frutíferas. A melhoria dos ramais é de grande importância para o escoamento da produção. No inverno estava complicado levar nossos produtos para a cidade. Com essa melhoria, será muito mais fácil”, conta.

As ações de melhorias dos ramais seguem o cronograma de serviços da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura Urbana.

Secretaria de Comunicação de Macapá

Aline Brito

Assessora de comunicação

Contato: (96) 99182-4053

Prefeitura de Macapá asfalta segundo trecho da Av. Raimundo de Nery Matos, no bairro Novo Horizonte

Fotos: Max Renê

O segundo trecho da Rua Raimundo Nery de Matos, no bairro Novo horizonte, começou a receber massa asfáltica. A via faz parte dos serviços executados com recurso federal, que contou com a articulação do senador Davi Alcolumbre. São mais de 1,5 km de asfalto, meio-fio e calçada.

No início do ano, a prefeitura fez a pavimentação do primeiro trecho da avenida. Foram cerca de 500 metros de via pavimentada. Com a pandemia causada pelo novo Coronavírus, as obras tiveram uma pausa, retornando no fim de julho. Nesta segunda etapa, serão pavimentados 1.506 km.

O carpinteiro Raimundo Gomes mora na avenida há 12 anos e, com olhos atentos, falou sobre o tempo que esperou para ver o asfalto sendo colocado em sua rua. “Estou acompanhando desde o momento que começaram a colocar o asfalto, parece um sonho, sempre vinham nos prometer, mas, desta vez, não foi promessa, é realidade. Nossa rua era só lama e poças enormes, quase não dava para sair no tempo de chuva. Mas isso tudo agora ficou no passado, é uma nova vida”, contou.

Novo Horizonte faz parte do convênio de recurso federal que beneficiará cinco bairros da zona norte da capital, somando cerca de 28 km de pavimentação. Além do bairro, o recurso está sendo aplicado em vias do Açaí, Infraero 1, Jardim Felicidade e Renascer.

Secretaria de Comunicação de Macapá

Aline Brito

Assessora de comunicação

Contato: (96) 99182-4053