Cidade Organizada: prefeitura faz operação às margens do canal do Beirol

Escrito por Aline Brito Ligado . Publicado em Noticias

Mesmo com chuva, a Prefeitura de Macapá desenvolveu no fim de semana a ação denominada “Cidade Organizada” nas ruas laterais do canal do Beirol. A finalidade foi fiscalizar e identificar irregularidades de ordenamento urbano, como obstrução do passeio público, lixo, placas publicitárias irregulares, terrenos baldios, entre outras.

 

O mototaxista José Maria Corrêa, 61 anos, mora desde que nasceu na Rua do Canal e relatou que está muito satisfeito com o trabalho do Município. “O prefeito Clécio e sua equipe têm trabalhado muito para manter o canal limpo, mas ainda falta a conscientização de muitas pessoas. Esse trabalho de fiscalização é importante, pois sentimos que o poder público cuida da nossa cidade e de seus moradores”.

 

Mais de 50 notificações foram emitidas. A Secretaria Municipal de Finanças (Semfi) detectou diversos estabelecimentos comerciais sem licença ou com documento vencido; fiscais da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitacional (Semduh) notificaram e colocaram placas de prazo para regularização em oito terrenos baldios, fizeram a remoção de sete placas de propagandas que foram instaladas de forma irregular e estavam obstruindo o passeio público e notificaram obras irregulares.

 

Equipes da Guarda Municipal e Companhia de Transportes e Trânsito de Macapá (CTMac) notificaram e removeram veículos que estavam obstruindo o passeio público. Fiscais das secretarias de Meio Ambiente (Semam) e de Manutenção Urbanística (Semur) notificaram estabelecimentos de venda de açaí, oficinas mecânicas e lavagens de carro por descarte de resíduos de forma irregular e despejo de água servida, o que vinha contribuindo para assoreamento de um trecho do canal e obstrução do passeio público. Uma oficina mecânica foi autuada no valor de R$ 1 mil, devido já ter sido notificada por descarte irregular de resíduos.

 

Na ação, equipes das secretarias de Desenvolvimento Econômico (Semdec) e Subprefeituras fizeram o levantamento da quantidade de empreendimentos no entorno do canal e orientaram empreendedores e moradores quanto à importância da manutenção do local e dias e horários da coleta do lixo domiciliar. “Sofremos quando ocorre maré lançante com chuva e quando o canal está sujo. O poder público tem preocupação com a limpeza nesse período. Isso é muito bom, pois quem sofre é quem mora aqui”, relata a moradora Claudia Silva.

 

Os serviços de limpeza e desassoreamento do canal do Beirol continuam nesta semana.

 

Aline Brito

Assessora de comunicação/Semur

 

UK betting sites, view full information www.gbetting.co.uk bookamkers