Centro POP é referência para moradores em situação de rua

Escrito por Lilian Monteiro Ligado . Publicado em Noticias

A Prefeitura de Macapá dispõe de um equipamento denominado Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro-POP). É uma unidade pública e estatal de referência em atendimento especializado à população adulta em situação de rua, de ambos os sexos, acima de 18 anos, que perderam os vínculos familiares, suas raízes, sua dignidade, que estão em alto nível de vulnerabilidade social, degradação física, moral e emocional, que, na sua grande maioria, são dependentes de álcool e outras drogas, principalmente o crack.

 

A política pública executada pela gestão municipal tem o objetivo de possibilitar condições de acolhida na rede socioassistencial; favorecer a inclusão social, possibilitando condições de acesso à rede de serviços e aos benefícios socioassistenciais; e promover ações para a reinserção pessoal, familiar e comunitária, garantindo a essa população condições básicas de socialização. O atendimento funciona da seguinte forma: recepção, acolhida, atendimento social e atendimento psicológico.

 

O Centro POP se tornou referência para o morador em situação de rua. “Nosso equipamento faz o acolhimento e convencimento levando as políticas públicas desenvolvidas pelo Município. Nosso trabalho é fazer a triagem, a sensibilização e o acompanhamento dessa população”, explicou a secretária municipal de Assistência Social e do Trabalho, Naldima Flexa.

 

Segundo a coordenadora interina do Centro POP, Maria Martins, o fluxo de atendimento no ano passado foi bem intenso. A equipe é formada por assistente social, socióloga, psicólogo, recepcionista, Guarda Municipal, cozinheira e serviços gerais. “Em 2016, foram feitos 835 atendimentos, compreendidos com a soma do número de acolhimentos feitos a cada dia”.

 

A Prefeitura de Macapá atendeu ao pedido da Câmara de Vereadores para participar da audiência pública, de sexta-feira, 17, que discutiu a criação de um albergue para moradores em situação de rua. A iniciativa partiu do vereador Caetano Bentes. Na ocasião, o subsecretário municipal de Assistência Social e do Trabalho, Richard Madureira, acompanhou a apresentação de Maria Martins, que explicou o trabalho executado pelo Centro.

 

“A gestão do prefeito Clécio executa um trabalho de excelência com a população em situação de rua. Temos 75 moradores referenciados que frequentam o espaço em dias alternados das atividades, que são higiene, oficina, capacitação, oração, emissão de documentos; Cadastro Único; Passe Livre Interestadual e Intermunicipal; e Benefício de Prestação Continuada: serviços na área da saúde”, enfatizou o subsecretário.

 

“Desde a existência do Centro, tivemos outra forma de nos enxergar na rua. Agora, temos uma referência, um vínculo. No Centro não tem preconceito, somos respeitados e tratados com carinho e dignidade”, disse o morador em situação de rua Elcio Ribeiro, durante a sessão pública na câmara.

 

O vereador Caetano Bentes ouviu atentamente todas as demandas na audiência e encaminhará para o Poder Executivo estadual e municipal tomar ciência sobre a referida pauta. O Centro funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, e fica na Avenida Aurino Borges de Oliveira, nº 388, na mesma via do prédio onde funciona o Diário Oficial.

 

Lilian Monteiro

Assessora de comunicação/Semast