Centro de Controle de Operações “Vias do Futuro” reduz em 42% as notificações de trânsito em 2019

Ligado . Publicado em Noticias

A Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac) calculou as notificações do Centro de Controle de Operações (CCO), o “Vias do Futuro”, referentes aos anos de 2018 e 2019. Os dados mostram uma redução de 42,3% de notificações.

O “Vias do Futuro” começou a funcionar em maio de 2018. Durante o primeiro mês, a CTMac realizou um trabalho educativo no trânsito, sem autuações. Por isso, as notificações deste ano são referentes a 12 de junho a 31 de dezembro. Neste período, foram calculadas um total de 26.356 notificações.

 

No mesmo período de 2019, houve uma redução drástica de notificações, com registro de apenas 14.487 autuações. Os dados mostram que o trabalho educativo da Companhia e a fiscalização tornam o trânsito de Macapá mais seguro.

 

“Essa redução positiva é resultado de um trabalho intenso de educação no trânsito. Segundo os dados do Observatório Nacional de Segurança Viária, Macapá saiu, em cinco anos, da capital que mais matava no trânsito para a segunda que menos mata. Tudo isso reflete ao trabalho da prefeitura na conscientização de um trânsito mais seguro, acessível e sinalizado”, explica o diretor-presidente da CTMac, André Lima.

 

O Centro ainda apurou que as infrações mais comuns no trânsito são: falta do cinto de segurança pelos motoristas, falta de cinto de segurança por parte dos passageiros, estacionamento indevido, execução do retorno em vias transversais entrando na contramão, transporte de crianças sem observância das normas do Código Brasileiro de Trânsito (CBT) e parada na faixa de pedestre.

 

“Vias do Futuro”

 

O Centro de Controle de Operações funciona na CTMac. O espaço possui 22 câmeras de videomonitoramento instaladas em pontos de grande fluxo distintos da cidade. Elas monitoram em tempo real, durante 24 horas, os cruzamentos de ruas e avenidas de Macapá. As câmeras possuem ângulo de 360 graus e visibilidade e nitidez de até 500 metros para identificar placas de veículos e irregularidades adversas.

 

Cássia Lima

Assessora de comunicação/CTMac

 

Fotos: Max Renê