Carnaval 2020: gestores, técnicos e carnavalescos visitam local do Desfile das Escolas de Samba

Ligado . Publicado em Noticias

A Prefeitura de Macapá reuniu na tarde desta segunda-feira, 10, gestores municipais, representantes das agremiações e organizadores do carnaval para uma visita de reconhecimento do local e alinhamento de sugestões. O prefeito Clécio Luís acompanhou a vistoria e, junto com os demais gestores, ouviu as considerações dos carnavalescos para que as apresentações dos dias 21 e 22 de fevereiro ocorram com planejamento e sucesso.

O prefeito considera que as visitas técnicas têm a finalidade de fazer ajustes, ouvindo quem faz carnaval, para que as medidas para a melhoria sejam tomadas. “O carnaval é feito pelas escolas de samba, realizado pela Liesap. Tem investimento do setor privado, mas é organizado pela prefeitura, e temos todo interesse que seja um espetáculo de cultura com segurança, logística e comodidade. Por isso, estamos aqui, ouvindo os carnavalescos. Eles podem apontar os problemas e sugerir soluções”, explicou.

 

Esta é a terceira visita com os organizadores, investidores e realizadores do carnaval das escolas de samba, e a primeira com a estrutura em fase final de montagem. O objetivo da gestão municipal é atuar junto com os realizadores, acompanhando os investimentos, fiscalizando a segurança nas estruturas, ações, e oferecendo serviços, como de limpeza, infraestrutura e fiscalizações. É a primeira vez que o desfile será no meio do mundo, onde o recuo das baterias ficará uma no hemisfério Norte e outra no Sul.

 

“É importante ouvir quem faz carnaval, os que vão trazer as escolas para os desfiles. Eles precisam ser ouvidos, a maioria tem muita experiência e pode contribuir para que a logística da estrutura atenda às necessidades, e os serviços como de iluminação e segurança não prejudiquem nenhuma escola ou torcida”, afirmou o secretário de Gabinete e coordenador do Carnaval 2020, Sérgio Lemos.

 

Desde a inauguração do sambódromo, é a primeira vez que o Desfile das Escolas de Samba acontecerá fora do espaço construído, em 1997. Após quatro anos sem desfile das agremiações, a mudança de local foi necessária em consequência da falta de condições físicas e estruturais do sambódromo. A preocupação da Prefeitura de Macapá, enquanto incentivadora do retorno das escolas de samba, é para que os investimentos públicos sejam bem aplicados, e a Liga das Escolas de Samba do Amapá (Liesap) e a empresa responsável pela estrutura para os desfiles garantam segurança e estejam alinhadas com as necessidades das agremiações.

 

A estrutura montada está localizada próxima ao sambódromo e Cidade do Samba, e terá espaços diferenciados para a comercialização. A prefeitura fez serviços para melhorar a estrutura da Rua Victa Mota Dias, que passa em frente ao Estádio Zerão, onde irá acontecer a disputa, e está melhorando a iluminação e estudando mudança no trânsito para facilitar o acesso de brincantes e público, sem prejuízo para os demais cidadãos. Os ajustes serão feitos de acordo com as opiniões dos carnavalescos.

 

No ensaio técnico das escolas, neste domingo, 16, todos os envolvidos terão a oportunidade de testar sua atuação, das agremiações as equipes de segurança, iluminação e harmonias. Para o carnavalesco da Embaixada de Samba Cidade de Macapá, Disney Silva, essas visitas no espaço alternativo são necessárias para fazer o reconhecimento da área, trajeto, largura e as condições para os desfiles.

 

Secretaria de Comunicação de Macapá

 

Fotos: Henrique Silveira