Novo Mercado Central atende normas de acessibilidade

Ligado . Publicado em Noticias

Com a reabertura do novo Mercado Central nesta quinta-feira, 16, o Município adequou o espaço atendendo as normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade de cadeirantes ou pessoas com mobilidade reduzida. Revitalizado com recursos provenientes de emenda parlamentar do senador Randolfe Rodrigues (R$ 2,5 milhões) e contrapartida de 1,2 milhão da Prefeitura de Macapá, o patrimônio cultural mantém a arquitetura dos 1952 e torna-se acessível a todos os públicos.

O Mercado Central conta agora com aproximadamente 250 metros de piso podotátil nas laterais, rampas, elevador de acessibilidade e banheiro acessível. O secretário municipal de Obras, David Covre, explica que a gestão busca, dentro das possibilidades, contemplar todas as obras do Município atendendo a norma ABNT/NBR 9050/2004. “A acessibilidade hoje é normativa e é muito importante, porque fala em inclusão, trata sobre acessibilidade e nós estamos priorizando essa questão nas obras públicas. Não é apenas a questão do piso podatátio, mas passa também por plataformas de elevação, acessibilidade universal, não só para pessoa com deficiência, mas para aquelas que têm a mobilidade reduzida”, destacou.

 

A Prefeitura de Macapá, com reabertura do novo Mercado Central, garante a possibilidade de autonomia e condição de alcance para a utilização do espaço por pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida por meio dos ajustes feitos para esse público.

 

Sávio Almeida

Assessor de comunicação/PMM

 

Foto: Max Renê

 

UK betting sites, view full information www.gbetting.co.uk bookamkers