Dia D de vacinação imuniza pouco mais de mil jovens contra o sarampo e Município reforça participação desse público

Ligado . Publicado em Noticias

A Prefeitura de Macapá realizou no último sábado, 30, o dia D de Mobilização Contra o Sarampo voltado para jovens com idade entre 20 e 29 anos. Para esse dia, todas as Unidades Básicas de Saúde funcionaram até as 17h, onde imunizaram 1.297 pessoas. Durante todo o período da campanha, que aconteceu de 18 a 30 de novembro para esse grupo, somente 1.915 receberam a vacina.

A Coordenação de Imunização continua reforçando a importância de procurar uma unidade de saúde para se imunizar contra a doença. Apesar da campanha ter finalizado, as doses continuam disponíveis nas UBS’s. “Os dados mais recentes do Ministério da Saúde mostram que jovens nessa faixa etária são maioria entre os casos registrados de sarampo este ano no Brasil. E são também o maior transmissor em potencial da doença”, comentou a secretária de Saúde, Silvana Vedovelli.

 

O surto de sarampo ainda se encontra ativo no país, e isso fez o lavador de carros Irlan Costa, de 24 anos, procurar a unidade para vacinar. “Como não tenho registro de vacinação e minha mãe não lembra se eu tomei na infância, fui informado que vou ter que tomar duas doses. E vou vir, porque sei que é importante para ficar protegido contra a doença”.

 

As pessoas que não participaram da campanha devem procurar a unidade de saúde mais próxima para realizar a triagem. As que receberam duas doses na infância não precisam realizar novamente. As que só realizaram uma dose devem receber a de reforço. Já as que não possuem registro de vacina ou nunca foram vacinados receberão duas doses com intervalo de 30 dias entra elas.

 

Crianças

 

A vacina também é disponibilizada para as crianças a partir de seis meses a menores de cinco anos de idade, eles também precisam fazer duas doses da vacina. Durante a campanha para esse público alvo o município conseguiu ultrapassar a meta e imunizou 97,21% dos menores.

 

A doença

 

O sarampo é uma doença altamente contagiosa que pode evoluir para complicações e levar à morte. A doença pode ser evitada com a vacina tríplice viral, que protege também contra a rubéola e a caxumba. Ela é aplicada aos 12 meses, com reforço aos 15 meses com a tetraviral (sarampo, rubéola, caxumba e varicela). Até os 29 anos, a recomendação é tomar duas doses do imunizante. Entre 30 e 59 anos, a pessoa deve ser vacinada uma vez. Para quem não sabe se já tomou o número adequado de doses, a orientação é se imunizar.

 

Jamile Moreira

Assessora de comunicação/Semsa

 

UK betting sites, view full information www.gbetting.co.uk bookamkers