Rodas de terapia comunitária ajudam pacientes a lidar com emoções

Ligado . Publicado em Noticias

Falar sempre na primeira pessoa, ficar em silêncio quando o outro fala, não julgar e não dar conselho. São essas regras simples que dão início aos encontros da Roda de Terapia Comunitária, que acontecem todas as segundas-feiras, às 19h30, no Santuário de Fátima. A prática integrativa faz parte das ações realizadas durante a campanha Setembro Amarelo, de valorização da vida.

É neste mês que ações em diferentes esferas sociais buscam promover a saúde mental e dar destaque a locais que oferecem ajuda a quem precisa. Nesse sentido, as rodas de terapia são um espaço de acolhimento e de partilha de sentimentos e experiências de vida. “Aqui ninguém sabe mais do que ninguém, e ninguém é melhor do que ninguém, somos apenas diferentes e sabemos coisas diferentes, e é justamente essas diferenças que podem promover a união”, explicou a psicóloga Regina Frota, que está à frente da roda há 10 anos.

 

União essa que a autônoma Maria de Fátima Leite, 68 anos, achou nos encontros. “Aqui é um lugar de paz e que me sinto muito bem. Existia uma Maria antes da roda de terapia e outra depois. Hoje, consigo lidar melhor com as minhas emoções, consigo falar o que me incomoda e, principalmente, aprendi a ouvir o outro e me solidarizar com isso. A primeira coisa que aprendi aqui foi a comemorar a minha vida, e graças a Deus tenho feito isso muito bem”.

 

Além dessa, todas as segundas, quartas e sextas-feiras, a prefeitura promove roda voltada para os idosos acompanhados na UBS São Pedro, no Beirol. Nas sextas, também tem roda para idosos no CEU das Artes, no bairro Infraero; e para jovens na UBS Congós, a partir das 8h. “As rodas são uma forma de estimular a cura pela fala, em um espaço aberto e protegido, onde cada pessoa pode falar das dificuldades que enfrenta, de suas dores, fortalecendo assim as relações humanas. Uma ferramenta eficaz, de baixo custo, mas que faz diferença na vida de muita gente”, destacou a secretária de Saúde, Silvana Vedovelli.

 

Setembro Amarelo

 

É uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio. A OMS estabelece diversas estratégias de prevenção, entre elas a redução do estigma e conscientização do público. O mês foi escolhido em razão do Dia Mundial da Prevenção do Suicídio, celebrado todo ano em 10 de setembro. A data é organizada pela Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio e tem a Organização Mundial da Saúde (OMS) como co-patrocinadora. O objetivo do dia é conscientizar as pessoas ao redor do mundo que o suicídio pode ser evitado.

 

Jamile Moreira

Assessora de comunicação/Semsa

UK betting sites, view full information www.gbetting.co.uk bookamkers