Pacientes que concluíram tratamento do tabagismo recebem certificação do Município

Ligado . Publicado em Noticias

Reconhecer um vício e criar forças para abandoná-lo não é tarefa fácil. Além de muita determinação, é preciso contar com apoio especializado, como para abandonar o tabaco, por exemplo. Caso de oito pacientes que conseguiram terminar o tratamento oferecido pela Prefeitura de Macapá e receberam a certificação de pessoas livre do tabagismo.

A cerimônia de certificação aconteceu durante o último encontro do grupo de apoio, que funciona na Policlínica da Unifap. Fumante por 30 anos, Ana Lúcia, 48 anos, fala das mudanças na sua vida depois que abandonou o cigarro. Para largar o vício, ela diz que contou com a ajuda do Grupo de Combate ao Tabagismo. Lá, ela teve acompanhamento de profissionais e medicamentos que auxiliam no tratamento.

 

“Eu já queria parar de fumar há muito tempo, mas não tinha forças de fazer isso sozinha. Encontrei no grupo o apoio que eu precisava, e no nascimento da minha neta um incentivo para seguir em frente. Graças a todos esses profissionais que não nos deixam desistir, hoje eu tenho qualidade de vida, carrego minha neta no colo sem me preocupar com o odor de cigarro e passei a aproveitar mais os momentos com a minha família. Só tenho a agradecer a todas essas pessoas que me libertaram do vício”, relata.

 

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o tabagismo é a principal causa de morte evitável no mundo. Nesse sentido, desde 2015, a Secretaria Municipal de Saúde tem grupos de combate ao tabagismo em várias UBS’s. Com duração de um ano, o tratamento é feito por equipe multidisciplinar. 

 

“A cessação do tabagismo concilia tanto o tratamento psicológico quanto o uso terapêutico de nicotina em pequenas doses, por meio de adesivos e gomas de mascar. Todo processo é acompanhado de perto por profissionais capacitados e os encontros auxiliam na troca de experiência e apoio um ao outro”, pontua a coordenadora de Doenças Crônicas Não Transmissíveis e Tabagismo, Rielly Macedo.

 

São resultados como este que ajudam a entender por que em Macapá o número de fumantes tem caído ano após anos. Segundo o Ministério da Saúde, em 2018, 7,8% da população fumava. Em 2019, esse número caiu para 5,5%, uma redução que garantiu que a capital ficasse com a quarta menor taxa de fumantes no Brasil. 

 

“Meu maior sonho era largar o cigarro, e finalmente eu consegui. Só levo boas experiências daqui, por isso convido a todos que têm vontade de abandonar o vício que procure os grupos, pois da mesma forma como me ajudou também pode ajudar vocês”, orienta Vitória Ferreira, ex-fumante.

 

Os interessados em participar devem procurar informações nas seguintes UBS’s: Infraero II, Novo Horizonte, Álvaro Corrêa (São Lázaro), São Pedro (Beirol), Raimundo Hozanan (Muca); Leozildo Fontoura (anexo na Av. Mário Fortunato Barriga, nº 315), Rubim Aronovitch (Santa Inês), Brasil Novo, Policlínica da Unifap, Maruanum e Vila Progresso (Bailique). Para fazer a inscrição, o usuário deve apresentar documentos pessoais como RG, cartão do SUS e comprovante de residência.

 

Jamile Moreira

Assessora de comunicação/Semsa

UK betting sites, view full information www.gbetting.co.uk bookamkers