Gripe: portadores de doenças crônicas já podem tomar vacina e crianças recebem chamamento para imunização

Escrito por Jamile Moreira Ligado . Publicado em Noticias

A partir desta segunda-feira, 13, até dia 17 de maio, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, como asma, diabetes e hipertensão devem procurar uma unidade de saúde para receber a dose da vacina contra a influenza. A campanha, que termina dia 31 de maio, já conseguiu atingir a maioria das metas de vacinação por grupos prioritários. O único que ainda não alcançou os índices é o das crianças de seis meses a menores de seis anos. Por isso, paralelo a vacinação dos portadores de comorbidades, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) faz o chamamento para que os pais e responsáveis levem as crianças para vacinar.

Da meta de imunizar 107.272 pessoas, o Município já vacinou 90.804 (84,65%). As crianças representam o maior grupo, com 46.008. Deste total, 36.610 (79,57%) já estão protegidas contra o vírus H1N1 e H1N3. “Por mais que ainda tenhamos três semanas de campanha, é importante que os pais não deixem para vacinar seus filhos na última hora. Em todos os outros grupos prioritários conseguimos atingir ou ultrapassar a meta, caso das mulheres no pós-parto, por exemplo”, comenta a coordenadora de Imunização, Jorsette Cantuária.   

 

Segundo o Ministério da Saúde, a gripe é a maior causa de hospitalização em crianças do que qualquer outra doença que se previne por vacinação. Como o vírus influenza é altamente contagioso, cada vez que a criança fica doente, é comum pais, irmãos e pessoas próximas também adoecerem. Por isso a recomendação para proteger os menores. “A vacina é segura e praticamente sem contraindicações. Só se pede para evitá-la quando o indivíduo está resfriado, por exemplo, para não confundir os sintomas com eventuais reações leves da vacina e os indivíduos com alergia ao ovo”, explica Cantuária.

 

Além da vacinação nas unidades, a Semsa segue a modalidade casa a casa, que é aplicação da vacina em pacientes acamados e com dificuldade de locomoção na capital e distritos. Essa vacinação é feita pelas equipes de Saúde da Família, de acordo com mapeamento da cobertura de cada área. Para os portadores de doenças crônicas é necessária a comprovação por meio de laudos e receitas. 

 

Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receber a vacina. Estão inclusos nesse grupo pessoas com asma, fibrose cística, hipertensão, insuficiência cardíaca, paralisia cerebral, esclerose múltipla, hepatites, cirrose, paciente em diálise, síndrome nefrótica, diabetes, obesidade, imunossuprimidos, síndromes de Down, de Klinefelter, transplantados de órgãos sólidos e medula óssea.

 

Veja o calendário:

 

10 a 19 de abril - crianças de 6 meses a menores de seis anos e gestantes;

22 a 26 de abril - trabalhadores da saúde; puérperas;

29 de abril a 03 de maio - indivíduos com 60 anos ou mais, povos indígenas;

04 de maio - Dia D de Mobilização Nacional;

06 a 10 de maio - professores;

13 a 17 de maio - portadores de doenças crônicas;

20 a 24 de maio - profissionais das forças de segurança e salvamento, do sistema prisional, população privada de liberdade;

27 a 31 de maio - adolescentes de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas.

 

Jamile Moreira

Assessora de comunicação/Semsa

UK betting sites, view full information www.gbetting.co.uk bookamkers