Aniversário da capital contará com Festival de Iemanjá

Escrito por Cássia Lima Ligado . Publicado em Noticias

Dois de fevereiro é celebrado no Brasil o Dia de Iemanjá. Para comemorar a data da rainha do mar na capital, a Federação dos Cultos Afro-religiosos de Umbanda e Mina Nagô (Fecaromina), em parceria com o Instituto Municipal de Políticas Públicas de Promoção da Igualdade Racial (Improir), promoverá o 4º Festival de Iemanjá, com o tema Mãe Iemanjá, rainha do mar, ao lado do Trapiche Eliezer Levy, na orla de Macapá.

A festa buscará fortalecer a prática dos rituais de umbanda e mina, além de levar informação e conhecimento ao público, valorizando as manifestações tradicionais de cultura negra na capital. A programação contará com alvorada, rufar de tambores, lavagem com banho de cheiro, feira afroempreendedora, apresentações culturais e entrega de oferendas.

 

O festival religioso contemplará a divindade orixá do mar, considerada a mais popular. Isso acontece porque a Rainha do Mar é a padroeira dos pescadores. Em Macapá, a programação será ao longo do dia e agregará as casas de matriz africana junto com parceiros e apoiadores do evento.

 

Programação

 

Dia 2 de fevereiro

Às 6h – Ritual da Alvorada – Rufar de tambores, fogos de artifício e lavagem com banho de cheiro em frente ao Trapiche Eliezer Levy; 

Às 15h – Apresentações culturais: grupos culturais afro-religiosos, Marabaixo e capoeira, além de feira empreendedora de artesanatos e alimentos, e exposição fotográfica Odeya Rainha do Mar, com o artista Otto Ramos;

Às 19h – Rufar dos tambores e ritual de saudação para Exu;

Às 19h20 – Pronunciamento de autoridades religiosas e gestores públicos; 

Às 19h40 – Ritual de entrega de oferendas e banho de cheiro no rio, de acordo com a maré;

Às 20h – Tambor de Mina; 

Às 2h – Enceramento.

 

Cássia Lima

Assessora de comunicação/Macapatur