1ª Remada Cidade de Macapá apresenta stand-up paddle como potencializador turístico

Escrito por Márcia Fonseca Ligado . Publicado em Noticias

Privilegiada por ser a única capital brasileira banhada pelo rio Amazonas, Macapá, que neste dia 4 de fevereiro completa 260 anos, recebeu durante a programação de aniversário a 1ª Remada Cidade de Macapá. Dezenas de praticantes e amantes do stand-up paddle navegaram sobre as pranchas, num percurso de pouco mais de cinco quilômetros, e integraram as homenagens ao município.

 

A remada demonstrativa, com largada no complexo do Jandiá, apresentou a prática esportiva que cresce a cada dia no estado e que é vista pela prefeitura como grande incentivadora turística. “Tive essa bela e primeira experiência de participar da programação. O stand-up já acontece com muita frequência em vários lugares de Macapá e percebemos que as imagens feitas pela prática desse esporte gera mídia espontânea, por isso decidimos integrá-lo à programação do aniversário para consolidar como potencializador turístico”, ressaltou o prefeito de Macapá, Clécio Luís.

 

Alessandro Brazão, técnico em Segurança do Trabalho, também teve a primeira experiência durante o evento. Ele disse que, além de ser uma atividade física, ajuda na divulgação da preservação do meio ambiente. “Este é mais um incentivo para unirmos a prática do esporte à preservação do meio ambiente. Hoje, em especial ao dia do aniversário de Macapá, pedimos, principalmente, o cuidado com o saneamento básico, que é necessário também para a prevenção da saúde de todos”.

 

O stand-up paddle ou remo em pé é de origem havaiana e se torna cada dia mais popular em todo mundo. “Ele pode ser praticado por qualquer pessoa, de qualquer idade. É um esporte completo, lúdico e que permite um contato com a natureza como poucos”, explicou o presidente da Associação do Stand-up Paddle do Amapá, Jim Davis.

 

Todos os fins de semana, o complexo do Jandiá recebe os praticantes e admiradores do esporte, como a moradora Eliza Santana. “Venho todo fim de semana para cá, fico só olhando eles praticarem e me dá vontade também. Remava muito quando morava no interior, deve ser parecido como andar de canoa”, contou.

 

Para os 260 anos de Macapá, Eliza fez um pedido. “Muitas pessoas vêm para cá visitar nossa cidade, seria tão bom se nossa orla fosse revitalizada, iria ficar ainda mais bonita para receber o povo que vem de fora. O muro de arrimo precisa ser reconstruído”.

 

Para o complexo do Jandiá, Clécio Luís anunciou emendas destinadas pelo senador João Capiberibe e pela deputada federal Janete Capiberibe para a revitalização do espaço. “O projeto já está sendo elaborado. Além dos esportes tradicionais, o local se tornará um espaço voltado para a prática esportiva no rio, como o kaiak, canoa a vela, stand-up, kitsurf e o futlama, aproveitando ao máximo o potencial que o rio Amazonas nos traz”, destacou.

 

A 1ª Remada Cidade de Macapá concluiu o percurso, com chegada à rampa do açaí, na orla do bairro Santa Inês. O evento esportivo contou com a participação da Associação dos Velejadores do Amapá, da Guardaria do Amazonas e do Stand-up Paddle do Amapá.

 

Márcia Fonseca

Assessora de comunicação/Semob

UK betting sites, view full information www.gbetting.co.uk bookamkers