Famílias vítimas do incêndio no bairro Beirol iniciam cadastro de documentos

Escrito por Márcia Fonseca Ligado . Publicado em Noticias

As famílias vítimas do sinistro ocorrido no bairro Beirol, no dia 30 de dezembro, estiveram reunidas na manhã desta terça-feira, 2, com representantes da Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho (Semast), Corpo de Bombeiros, Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social (Sims) e Secretaria Especial de Coordenação das Subprefeituras do Município de Macapá (Secsub). Elas receberam orientações acerca dos atendimentos sócio e técnico assistencial, como o processo de cadastramento do Aluguel Social, retirada de documentos pessoais e CadÚnico.

 

De forma prioritária, todas as 15 famílias foram atendidas na unidade Siac Super Fácil do bairro Beirol. Elas fizeram o registro do Boletim de Ocorrência, exigido para a emissão de novos documentos, e o cadastramento no programa de Aluguel Social e CadÚnico. “Solicitamos apoio ao Governo do Estado, na prioridade do atendimento às famílias para a realização do registro do BO, e assim realizarmos o cadastramento para o Aluguel Social e CadÚnico, que é de responsabilidade do Município”, explicou o secretario municipal de Assistência Social, Lucas Abrahão.

O Aluguel Social tem o valor correspondente a R$ 350,00, um auxílio moradia dado às vítimas num prazo máximo de até seis meses. Pelo CadÚnico, as famílias terão a possibilidade de ingressar em programas sociais do Governo Federal, como o Bolsa Família. “O valor do aluguel social é estipulado pela legislação municipal, no qual dá suporte às famílias até que a Defesa Civil conclua o laudo do sinistro, e nos sinalize a autorização para o retorno ou não das famílias ao local do ocorrido. A partir de hoje, nosso objetivo é agilizar o cadastramento para que o aluguel seja pago até o fim da segunda quinzena deste mês”, acrescentou Lucas.

De acordo com o coronel Wagner Coelho, do Corpo de Bombeiros, o comando aguardará o resultado do laudo da possível causa do sinistro e as autorizações dos órgãos ambientais e Justiça Federal, para dar direcionamento às famílias. Todas as outras demandas solicitadas durante a reunião serão encaminhadas, ainda esta semana, como a visita técnica na área para autorização do retorno das famílias que tiveram perda parcial de seus imóveis.

“Faremos uma visita para verificar as condições das casas que tiveram perda parcial e assim autorizar o retorno das famílias. Quanto às demais, aguardaremos o laudo e as autorizações dos órgãos ambientais, pois sabemos que a área não é legalizada para habitação”, explicou o coronel.

Um posto de comando, com representantes dos órgãos sociais e de segurança do Município e do Estado, foi montado na unidade Siac Super Fácil do Beirol, onde as famílias poderão adquirir informações e repassar demandas. O atendimento ocorrerá das 8h às 18h.

Ponto de coleta

A entrega das doações foi prorrogada até sexta-feira, 5, no Centro Social da igreja São Paulo, na Rodovia JK, próximo à Famap, no bairro Jardim Equatorial, das 8h às 18h. A Semast concentra os pedidos de doação em materiais, como utensílios domésticos, de higiene pessoal, alimentos, material escolar. O suporte logístico continua para as pessoas que quiserem colaborar com a doação de mobiliário e eletrodomésticos. A ajuda pode ser solicitada por meio do 99126-3702.

Márcia Fonseca

Assessora de comunicação/PMM

 

 

UK betting sites, view full information www.gbetting.co.uk bookamkers

×