Alunos da rede municipal de ensino recebem livro sobre Educação Ambiental

Ligado . Publicado em Noticias

Para um público de alunos e professores que lotou o auditório do Sesi, nesta segunda-feira, 14, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) fez a entrega do livro Eu Produzo Menos Lixo a gestores de 13 escolas. A obra foi doada para a Prefeitura de Macapá pelo Ministério Público do Trabalho, com o apoio da contadora de histórias Ângela de Carvalho, e será distribuída para 1.500 alunos do 4º ano.

 

O livro tem linguagem simples e é todo ilustrado. A autoria é de Cristina Santos e as ilustrações da holandesa Freekje Veld, recursos que atraem a criançada a percorrer os dedos página a página, sem parar de ler. A autora contextualiza a produção de lixo desde a pré-história para demonstrar como as mudanças no estilo de vida das pessoas têm causado impacto na sociedade e, especialmente, no meio ambiente.

 

Na Escola Goiás, os alunos praticam atitudes e se policiam diariamente. “No fundo da nossa escola havia uma lixeira. Limpamos o espaço e hoje temos cerca de 10 hortas sustentáveis que são cuidadas pelos estudantes e compartilhadas com a comunidade”, contou o diretor Belcivaldo Matos.

  

Por meio de um projeto de reciclagem, os alunos da José Leoves também vêm mudando hábitos. “Temos uma oficina onde transformamos lixo em objetos diversos, pneus em um monte de coisas, reaproveitamos papel, que transformamos em capa de cadernos, agendas, caixas para presentes”, informou o aluno Jhonathan Lobo.

 

E com foco em coletar, reciclar, preservar o meio ambiente e ajudar o próximo, é que a Secretaria Municipal de Manutenção Urbanística (Semur) criou o projeto Troca-Treco. Ele é executado no período das férias, durante o Macapá Verão, desde 2014, e se tornou uma das principais atrações da temporada.

 

O secretário Claudiomar Rosa foi convidado para relatar as experiências advindas do projeto. “Somente este ano, conseguimos reunir mais de uma tonelada de garrafas PET, que foram doadas a catadores do aterro sanitário. Toda atitude que vem para cuidar do meio ambiente deve ser aplaudida, por isso quero parabenizar as pessoas que sonharam com a entrega desse livro aos alunos”.

 

Para a contadora de histórias Ângela de Carvalho, as crianças estão depositando em suas vidas aprendizados que vão reverberar no futuro. “Minha vontade é que os livros sejam utilizados realmente pelas crianças, que elas sejam os responsáveis por esse material. Para isso, vamos percorrer as 13 escolas pelos próximos meses para auxiliar no uso. Essa troca de saberes e de fazeres precisa ser aplicada”.

 

Os vereadores Rinaldo Martins e professor Rodrigo acompanharam a entrega dos livros e fizeram considerações no sentido de que a principal mensagem do encontro é o conceito de que nada se perde e de que as mudanças não ocorrem da noite para o dia, é um processo de engajamento, que iniciado quando criança tem tudo para gerar cidadãos exemplares.

  

O anfitrião do evento, secretário de Educação, Moisés Rivaldo, falou da importância de parcerias que tornam o aprendizado mais dinâmico e educativo. “Este momento é uma complementação de várias outras ações que já temos implementadas nas escolas municipais na questão ambiental. É um momento para dar conhecimento à sociedade, da importância das nossas crianças e jovens estarem envolvidas nessa pauta. É preciso formar a consciência cidadã para mudarmos atitudes”.

 

Os livros chegarão às mãos dos alunos que, assim como Defensores Ambientais Mirins, terão papel fundamental de disseminar para seus coleguinhas, família e demais pessoas de seu convívio a arte do cuidar para preservar, recriar, criar, manter, compartilhar e transformar.

 

Rita Torrinha

Assessora de comunicação/Semed