Fetran: escolas dão início às atividades com foco em mudanças de atitude para salvar vidas no trânsito

Escrito por Rita Torrinha Ligado . Publicado em Noticias

Foi dada a largada, na manhã desta quinta-feira, 3, no auditório do Sebrae, para mais uma edição do Festival Estudantil Temático de Trânsito (Fetran), programa da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em parceria com as escolas públicas. A rede municipal de ensino de Macapá participa pelo quarto ano consecutivo, com dez unidades diretamente envolvidas.

 

A partir de agora, pelos próximos quatro meses, as escolas têm uma série de tarefas e atividades para desenvolver, no sentido de direcionar os alunos a uma formação como cidadãos conscientes, que possam, com atitudes, tornar o trânsito mais seguro, ajudando a preservar e a salvar vidas.

 

Nesse processo, todos são envolvidos (alunos, professores, gestores, comunidade e agentes de segurança). Palestras, blitzen educativas, caminhadas, estudos direcionados à temática, confecção de materiais ilustrativos, montagem de peça teatral, filmes, danças, composição de músicas, as escolas criam diferentes estratégias para abordar o tema.

 

Os policiais rodoviários, junto com uma rede de parceiros da segurança pública, como Polícia Militar, Bombeiros, Guarda Municipal, CTMac, entre outros, também vão para dentro das escolas para ministrar palestras e acompanhar os trabalhos. O programa é coordenado no Amapá pela policial rodoviária Carmem Cunha e a coordenação do município de Macapá é da professora Ilzinete Pereira.

 

O secretário Moisés Rivaldo parabenizou a iniciativa e falou da satisfação do Município participar do projeto. “Entendo que tudo passa pela educação. Não há nada mais importante na vida de uma pessoa do que a educação. Mudar quando adulto é muito difícil. Mas a criança, que está em processo de formação, ela sim fará a diferença se contar com orientações importantes ao longo da sua fase de crescimento”.

  

A superintendente substituta da PRF, Jorivana Nascimento, pontuou um dado alarmante. “Infelizmente, o nosso trânsito mata mais que a Aids e mais do que países que estão em guerra. Por isso, nosso objetivo é salvar e preservar vidas, por meio de mudanças de atitudes”.

 

Para ilustrar a importância do Fetran nas escolas, professores da escola Odete Lopes (José Roberto Barros, Luís Nascimento e Cilene Rodrigues) foram convidados a apresentar relato de experiência. A instituição foi premiada em 2016, pelo Festival, pela elaboração de um vídeo sobre Paz no Trânsito. Entre os aspectos positivos, citaram a efetiva participação da comunidade no projeto e mudanças significativas de atitudes dos alunos e funcionários.

 

Na rede municipal de ensino de Macapá, as 10 escolas que irão integrar o projeto são: Eliana Flexa Vilhena, Odete Almeida Lopes, Maria Isabel, Campina Grande, Pequeno Cidadão, Ana Luiza, Pequeno Príncipe, José Leoves, Josafá Aires e Guita. Participam também quatro escolas do Estado e outras seis escolas de outros municípios.

 

Também estiveram presentes no lançamento do Fetran o diretor do Detran/AP, Ignácio Maciel; o representante do BPTran, Andrey Túlio; a secretária adjunta de Gestão de Pessoas da Seed, Neirian Quadros; o tenente coronel Dias, do Corpo de Bombeiros; representando a Simpol Audriane Alves; a diretora escolar Luciana Souza; e representando os professores, Ronilson Marques (Escola Eliana Flexa).

 

Rita Torrinha

Assessora de comunicação/Semed

UK betting sites, view full information www.gbetting.co.uk bookamkers