• Portal de Informações sobre Corona Vírus em Macapá

Parceria entre Justiça e prefeitura resulta na prestação de serviços de socioeducandos no Parque Zoobotânico

Ligado . Publicado em Noticias

Na manhã desta sexta-feira, 23, ocorreu no setor administrativo da Fundação Parque Zoobotânico de Macapá reunião do projeto “Um parque em meu caminho – atitude e aprendizagem” com a equipe da Coordenadoria da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap), representantes da Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho (Semast) e a direção e técnicos do parque.

Esta é a primeira etapa que visa preparar as equipes para desenvolver o projeto. Segundo a assistente social da Coordenadoria da Infância e Juventude do Tjap, Doraylde Santos, este momento é para conhecer e trocar informações. “Buscamos sensibilizar quem for trabalhar e lidar diretamente com os adolescentes, tirar dúvidas sobre as atividades e sobre os socioeducandos”.

O projeto é um convênio assinado entre Prefeitura de Macapá e Tjap. A coordenação é da desembargadora Estela Ramos e os responsáveis são a Fundação Parque Zoobotânico e a Semast. As atividades serão no período de 12 meses e começam assim que o parque for reaberto, ainda este ano.

De acordo com a subsecretária da Semast, Mônica Colares, a atividade consiste na realização de tarefas gratuitas de interesse geral, por determinado período. As atividades devem ser atribuídas conforme as aptidões dos adolescentes, devendo ser cumpridas em jornada máxima de oito horas semanais aos sábados, domingos e feriados ou em dias úteis, de modo a não prejudicar a frequência à escola ou jornada de trabalho.

“O projeto visa disciplinar, educar e dar novos aprendizados com atividades que vão de físicas a intelectuais, e também garantindo o retorno à sociedade em forma de serviços prestados pelos socioeducandos”, explica Mônica.

O diretor-presidente do parque, Márcio Pimentel, destacou que no espaço os adolescentes poderão estar desenvolvendo atividades relacionadas à manutenção da fauna em cativeiro, flora e trilhas, além de outras relacionadas à visitação pública, como monitoramento e orientações aos visitantes, apoio aos monitores e guias. Também durante as visitas os socioeducandos poderão atuar como guias turísticos.

“Além de estarem cumprindo com os serviços, terão a possibilidade de conquistar um novo caminho, uma nova profissão, e estarão ajudando a nossa cidade na manutenção desse grande patrimônio de riquezas naturais, assim se tornando bons cidadãos”, ressalta o diretor.

A Fundação Parque Zoobotânico de Macapá foi criada com a missão de promover a conservação da biodiversidade, fomentando o desenvolvimento de pesquisas científicas, educação ambiental, recreação e lazer, viabilizados por meio de recursos da fauna e flora amazônica presentes em 107 hectares de floresta, inseridos em meio urbano, localizando-se entre os dois maiores municípios do estado, as cidades de Macapá e Santana, pela Rodovia Juscelino Kubitschek.

Pérola Pedrosa/Asscom Parque Zoobotânico

 

UK betting sites, view full information www.gbetting.co.uk bookamkers